DESTINOS

QUAIS PAÍSES ESTÃO COM AS FRONTEIRAS ABERTAS PARA ESTUDANTES BRASILEIROS?

Descubra quais são as restrições e atualizações sobre a permissão de entrada de brasileiros no exterior

Published

on

Muitos brasileiros não veem a hora de finalmente iniciar os estudos no exterior e, ainda que este seja um ótimo momento para o planejamento, aos poucos, alguns países estão flexibilizando as regras de suas fronteiras para permitir a entrada de estudantes do Brasil.

O Canadá é um dos destinos que já está recebendo estudantes brasileiros, com algumas restrições. Outros países, como África do Sul e França, também abriram suas fronteiras com algumas restrições. Confira as atualizações mais recentes sobre os principais destinos de intercâmbio:

Canadá

A entrada de estudantes brasileiros no Canadá está liberada, mas com restrições. Apenas estudantes brasileiros que tenham tirado study permit, considerados essential travalers, estão autorizados a entrar no país, com quarentena obrigatória de 14 dias.

Ao desembarcar, estudantes devem apresentar teste PCR negativo, feito até 72 horas antes do embarque, além de terem preenchido previamente o ArriveCAN, com informações de contato, plano de quarentena e autoavaliação de sintomas de COVID-19. Também é obrigatório realizar o curso em uma Designated Learning Institution, com plano aprovado de COVID-19 pela província ou território.

No entanto, é preciso ter atenção: as companhias aéreas que oferecem voos do Brasil para o Canadá ainda não estão operando. A expectativa é de que a operação das principais companhias seja retomada a partir de maio.

Reino Unido

Os países que compõem o Reino Unido anunciaram no fim de julho a abertura das fronteiras para diversas nações, incluindo o Brasil. No entanto, com o endurecimento das medidas de segurança impostas pelo governo, a entrada de voos vindos do Brasil assim como a entrada de brasileiros no seu território foram proibidas por tempo indeterminado.

Europa

A União Europeia também anunciou em julho uma lista com 14 países que têm entrada liberada para seu território. O Brasil não foi incluído, mas alguns países integrantes do bloco estão flexibilizando suas medidas restritivas. Por isso, ao planejar um intercâmbio na Europa, é importante acompanhar a situação específica do país de seu interesse.

A Espanha, por exemplo, está com as fronteiras fechadas para voos que saem do Brasil. A restrição é válida até 31 de março. No entanto, alguns estudantes brasileiros conseguem acessar o país por meio do Chile, já que a entrada de voos vindos do aeroporto de Santiago está liberada.

Neste caso, os estudantes devem preencher o formulário eletrônico até 48 horas antes do embarque, apresentar o teste PCR negativo feito até 72 horas antes da viagem, além de ter apólice de seguro que forneça cobertura para COVID-19 e problemas de saúde relacionados. Ao chegar na Espanha, é obrigatória quarentena de 10 dias.

Uma das queridinhas dos estudantes brasileiros, especialmente dos que pensam em trabalhar no exterior, a Irlanda está em lockdown até o dia 5 de abril de 2021, o que impossibilita a entrada de brasileiros por enquanto.

Na Alemanha, apenas estudantes internacionais matriculados em cursos de ensino superior ou em cursos preparatórios de alemão com a comprovação de matrícula em curso superior na sequência podiam entrar no país. Com novas medidas de segurança, a entrada de brasileiros no país foi proibida até 17 de março de 2021.

Depois de passar boa parte de 2020 com as fronteiras fechadas para estudantes brasileiros, a França passou a permitir a entrada desde que seja apresentado o teste PCR negativo (efetuado até 72 horas antes do embarque). Além disso, é obrigatório preencher uma Declaração de Saúde do Viajante, disponível no site do governo.

Para cursos na França com mais de 90 dias, também é necessário o visto de estudante. Neste caso, os passageiros devem fazer quarentena obrigatória de 7 dias ao chegar no país, fazendo um teste PCR no último dia. O consulado da França em São Paulo está atendendo solicitações por meio de agendamento prévio.

Portugal é outro destino da Europa que permite a entrada de estudantes brasileiros desde que apresentem o visto de estudo. Ao chegar no país, é necessário apresentar o resultado do teste PCR negativo, feito em até 72 horas antes do embarque, seguido de quarentena obrigatória de 14 dias.

Super popular entre os estudantes de graduação no exterior, a Holanda também permite a entrada de estudantes brasileiros que tenham vistos de longa duração (para cursos com mais de 90 dias) desde que tenham uma carta emitida pelo Serviço de Imigração e Naturalização (IND), preencham o formulário de saúde obrigatório e realizem quarentena de 10 dias ao chegar no país.

Estados Unidos

Um dos países com maior restrição para brasileiros é os Estados Unidos. Estudantes brasileiros ainda não estão autorizados a desembarcar no país e o mesmo é válido para cidadãos de outras nacionalidades que estiveram no Brasil nos 14 dias que antecederam sua viagem aos EUA.

Os consulados americanos não emitem vistos para brasileiros desde 2020 e têm se concentrado apenas em consultas emergenciais. Em comunicado recente, a agência federal anunciou que deve iniciar em breve a retomada gradual de suas atividades, com foco em viajantes com necessidades urgentes e estudantes internacionais.

África do Sul

A África do Sul é um dos países que permite a entrada de estudantes brasileiros, com restrições. Para entrar no país é obrigatório apresentar o teste PCR negativo para COVID-19, feito nas 72 horas anteriores ao embarque. Com o teste, o estudante é liberado da quarentena de 14 dias.

Antes de viajar, o estudantes também devem baixar o aplicativo COVID Alert South Africa para preencher o questionário de partida.

Austrália

Exemplo no combate ao Covid-19, a Austrália ainda não abriu suas fronteiras para viajantes estrangeiros. Podem entrar no país apenas cidadãos australianos e residentes permanentes, com quarentena obrigatória de 14 dias na cidade de desembarque.

Já a emissão de vistos para o país deverá ser retomada em breve nas Embaixadas e Consulados no Brasil. Isso indica que o embarque deve ser retomado assim que as fronteiras forem abertas. 

Nova Zelândia

A Nova Zelândia virou um dos destinos mais interessantes para intercâmbio nos últimos anos, especialmente após o sucesso no combate ao Covid-19. Por enquanto, suas fronteiras ainda estão fechadas para a maioria dos viajantes.

Assim como na Austrália, as exceções são para cidadãos neozelandeses ou residentes permanentes, com quarentena obrigatória.

Emirados Árabes

Um dos destinos mais promissores para quem pensa em trabalhar e estudar inglês no exterior, os Emirados Árabes permitem a entrada de estudantes brasileiros com a apresentação de teste PCR negativo. O exame deve ser feito, no máximo, até 96 horas antes do embarque.

Passageiros que chegam em Dubai a partir do Brasil, devem fazer outro PCR ao chegar no aeroporto internacional de Dubai.

O STB trabalha em parceria com as Embaixadas e Consulados, além de empresas despachantes e especialistas em vistos, para acompanhar de perto a evolução das fronteiras em todos os países. Está pensando em fazer um intercâmbio? Agende um bate-papo com um de nossos especialistas. Agora é a hora de planejar!  

*Este texto foi atualizado em 15/03/2021 e pode sofrer alterações conforme as mudanças anunciadas pelos órgãos oficiais de cada país.

Continue Reading
Click to comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *