INTERCÂMBIO

DICIONÁRIO DE HIGHER EDUCATION: OS TERMOS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

Aprender os termos de Higher Education pode ser uma grande ajuda no processo de entrada para universidades no exterior

Published

on

Se você está iniciando as suas pesquisas sobre como fazer faculdade no exterior, provavelmente já se deparou com termos como Major, Pathway e Common Application, entre muitos outros que podem compor um processo de aplicação para uma instituição internacional.

A verdade é que, do processo seletivo ao método das aulas, o sistema de ensino superior no exterior pode gerar muitas dúvidas em quem sonha em expandir a sua carreira acadêmica fora do Brasil. No entanto, apreender o significado de alguns dos principais termos de Higher Education pode ajudar – e muito – a compreender melhor os próximos passos do processo.

Abaixo, explicamos os principais termos. Confira!

TIPOS DE INSTITUIÇÕES

PUBLIC UNIVERSITY em português UNIVERSIDADE PÚBLICA: são instituições que recebem subsídio do governo estadual ou federal. São pagas, mas costumam oferecer valores mais acessíveis aos estudantes.

PRIVATE UNIVERSITY em português UNIVERSIDADE PRIVADA OU PARTICULAR: são instituições que são autossustentáveis por meio da mensalidade paga por estudantes ou doações da iniciativa privada.

LIBERAL ARTS COLLEGE em português FACULDADE DE ARTES LIBERAIS: são instituições de ensino que têm como foco a graduação, por isso a oferta de programas de pós-graduação é limitada. Nas Liberal Arts College, os estudantes contam com um currículo escolar flexível e são incentivados a explorar diversas áreas antes de focar em uma específica. A maioria dos alunos costuma se formar em disciplinas relacionadas a área de humanidades, ciências sociais e ciências.

RESEARCH COLLEGE // UNIVERSITY em português FACULDADE DE PESQUISA:  instituições que têm foco em pesquisa, oferecendo uma grande variedade de cursos, além de programas de mestrado e doutorado. A grade dessas instituições costuma ser menos flexível e mais acadêmica. 

COMMUNITY COLLEGE em português FACULDADE COMUNITÁRIA: são instituições de ensino superior que oferecem programas com dois anos de duração, resultando em um Associate Degree. Após a conclusão do curso, o estudante tem a possibilidade de continuar os estudos com uma transferência para a universidade, onde poderá completar o bacharelado.

IVY LEAGUE: grupo de faculdades e universidades dos Estados Unidos com alto prestígio acadêmico. Entre elas, estão instituições como Harvard, Yale, Princeton e Columbia.

RUSSELL GROUP: grupo que reúne as melhores universidades e instituições de ensino superior da Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte. Entre elas, estão as universidades de Oxford e Cambridge.

GROUP OF 8: grupo composto pelas oito universidades mais bem ranqueadas da Austrália. São instituições de muita visibilidade em rankings mundiais e que têm alto investimento em pesquisa.

SISTEMA EDUCACIONAL e TIPOS DE DIPLOMAS

GENERAL EDUCATION em português EDUCAÇÃO GERAL: é a grade curricular obrigatória que todo estudante deve cumprir durante a graduação nos EUA. É composta por aulas introdutórias sobre diversas áreas, entre elas Literatura, Finanças e Ciências etc. Em geral, a grade de General Education é cumprida pelo aluno durante os dois primeiros anos de estudo.

MAJOR: é o nome dado à área de formação/curso escolhido pelo estudante. Com a grade de General Education nas faculdades dos EUA, os estudantes têm a possibilidade de escolher o seu Major somente no terceiro ano da graduação.

SAIBA MAIS: VOCÊ NÃO PRECISA ESCOLHER SEU CURSO NAS FACULDADES DOS EUA

ELECTIVES em português ELETIVAS: são as matérias obrigatórias que aparecem na grade curricular do Major escolhido pelo estudante e que ele deve cursar para concluir a graduação.

MINOR: é uma área de estudo secundária que não precisa estar relaciona ao Major escolhido pelo estudante.  As matérias eletivas também podem ser usadas para a obtenção de um Minor, que tem caráter de especialização. Por exemplo: um aluno que opta pela graduação em Economia (Major) e cursa aulas de matemática, tem a chance de ter um diploma em Economia com especialização (Minor) em matemática sem ter que prorrogar a graduação.

DOUBLE MAJOR: é uma dupla graduação. Da mesma forma que as eletivas podem ser usadas para a obtenção de um Minor, o aluno tem a opção de se aprofundar em mais temas, concluindo os créditos necessários para uma nova graduação e obtendo, assim, um Double Major ou uma dupla graduação.

ASSOCIATE’s DEGREE: é um programa de transferência universitária. Os estudantes fazem dois anos em um College (Canadá ou EUA) e depois transferem para uma universidade, para finalizar a graduação.

BACHELOR’s DEGREE: é o diploma de graduação ou bacharelado, em português.

MASTER’s DEGREE: é um diploma de pós-graduação concedido por uma faculdade ou universidade após a conclusão bem-sucedida de um programa avançado de estudos, após o bacharelado. Os tipos de diplomas comuns incluem Mestre em Artes (M.A. – Master of Arts), que se refere às artes liberais; Mestre em Ciências (M.S. – Master of Science); e Mestre em Administração de Empresas (M.B.A. – Master of Business Administration).

TIPOS DE ENTRADA

COMMON APPLICATION em português APLICAÇÃO COMUM: é um formulário de inscrição padrão aceito por mais de 750 faculdades e universidades nos EUA. Além de preencher o Common App, é comum que estudantes internacionais precisem enviar materiais de inscrição personalizado para cada instituições.

PRIMEIRO ANO INTERNACIONAL: é um processo simplificado que permite ao estudante estrangeiro entrar na faculdade nos Estados Unidos sem que precise apresentar os atributos da aplicação tradicional. Durante o programa, o aluno cursará matérias do General Education, que serão utilizadas como créditos para que ele progrida diretamente para o segundo ano da graduação.

VOCÊ PODE GOSTAR: FORMAS DE ENTRADA PARA AS FACULDADES DOS EUA

PATHWAY: programa elaborado para estudantes que desejam melhorar sua proficiência no idioma e se preparar para o ingresso em faculdades e colleges no Canadá.

FOUNDATION: é um programa acadêmico elaborado para qualificar e preparar estudantes internacionais para a admissão em universidades da Austrália, Reino Unido e alguns outros países da Europa. É indispensável para candidatos que finalizaram o ensino médio no Brasil, para equiparar com o ensino britânico, que tem um ano a mais.

SAIBA MAIS: TUDO SOBRE O FOUNDATION NO REINO UNIDO

TESTES – PROCESSO DE ENTRADA

APPLICATION: é o nome que recebe o processo de candidatura do estudante a uma vaga na universidade no exterior, que acontece por meio do application, composto por inscrição e envio de documentos.

ESSAY em português ENSAIO: são redações de natureza pessoal enviadas no processo de Common Application, onde o estudante deve se apresentar, demostrando seus interesses e sinergia com a instituição de ensino pretendida.

GPA – GRADE POINT AVARAGE: é uma média do desempenho acadêmico geral do estudante, calculado com a soma das notas obtidas ao longo do ensino médio.

VOCÊ PODE GOSTAR: COMO CALCULAR O GPA?

SAT – SCHOLASTIC ASSESSMENT TEST: é um exame educacional padronizado nos EUA, similar ao ENEM brasileiro. É aplicado para estudantes do ensino médio e compõe a lista de critérios para admissão nas universidades americanas.

ACT – AMERICAN COLLEGE TESTING: é um exame educacional similar ao SAT, que avalia o conhecimento dos estudantes em matérias como matemática, ciências e história, utilizado pelas faculdades dos EUA em seus processos de admissão.

TRABALHO PARA ESTUDANTES

INTERNSHIP em português ESTÁGIO: é uma oportunidade de trabalho, remunerado ou não, oferecida para estudantes ganharem experiência prática em sua área de estudo.

OPT – OPTIONAL PRACTICAL TRAINING: autorização de trabalho que permite que estudantes internacionais trabalhem em sua área de estudo após a conclusão de um curso de graduação ou pós-graduação nos EUA. É válido por 12 meses após a conclusão de todos os cursos, com exceção dos cursos da área de STEM, com 24 meses de duração, podendo se estender por mais 12 meses, chegando a até 36 meses.

STEM – Coletivo de disciplinas que se refere as áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

CPT – CURRICULAR PRACTICAL TRAINING:  é um programa que permite que estudantes internacionais portadores do visto F1 tenham uma experiência de trabalho nos EUA em áreas relacionadas ao seu curso por meio de empregos ou estágios, que podem ser remunerados ou não.

SAIBA MAIS: OS PROGRAMAS OPT E CPT NOS EUA

CO-OP – COOPERATIVE PROGRAM: é um programa que alterna as aulas da graduação ou pós-graduação nos EUA e Canadá com períodos de trabalhos práticos remunerados relacionados à área de estudo. O co-op faz parte da grade curricular e as instituições de ensino, em geral, ajudam o estudante a conseguir uma vaga.

PGWP – POST GRADUATE WORK PERMIT: é uma permissão dada para que os estudantes estrangeiros possam trabalhar no Canadá após a conclusão de um curso de nível superior. O tempo da permissão varia de acordo com a duração do programa, sendo entre 8 meses e 3 anos.

VOCÊ PODE GOSTAR: DIFERENÇAS ENTRE COLLEGES E UNIVERSIDADES NO CANADÁ

PLACEMENT YEAR: é um ano de experiência de trabalho, que o estudante pode ter ao longo da graduação no Reino Unido. Ele finaliza o penúltimo ano, trabalha por um ano e, depois finaliza, o último ano,para se formar.

OUTROS TERMOS

INTAKE: é a data de entrada no curso.

TUITION: é o valor total cobrado pela instituição por mês ou anualmente.

ENROLLMENT: é o processo de matrícula do estudante no curso pretendido.

Agora que você já conhece os principais termos utilizados pelas faculdades no exterior, agende o seu horário com os especialistas do STB|Universidades e comece a programar o futuro dos seus sonhos!

Continue Reading
Click to comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *