DICAS

4 TENDÊNCIAS PARA O FUTURO SEGUNDO A THE ECONOMIST

Descubra as transformações no modelo de trabalho e consumo em 2021 e como se preparar!

Published

on

O último ano foi de muitas transformações e mudanças de rotas. Muitas pessoas tiveram de repensar os seus objetivos pessoais, financeiros, educacionais e até mesmo o seu estilo de vida e, em muitos casos, a tecnologia serviu como um agente transformador dessa nova realidade.

Nesse cenário em que caminhos inovadores não só são bem-vindos, mas também necessários, a revista The Economist reuniu os seus principais especialistas para prever as tendências que devem moldar 2021 e os anos que virão. O guia The World In, publicado no início desse ano, aponta como as mudanças ocasionadas pela pandemia impactaram o mundo e o legado que deve ficar para profissionais, estudantes e consumidores.

Confira algumas das principais tendências detectadas pelo estudo:

Os novos modelos de trabalho vieram para ficar

Muito discutido em 2020, o trabalho remoto virou realidade em muitas empresas e deverá atingir cada vez mais profissionais nos próximos anos. De acordo com o estudo, a produtividade e o acompanhamento de resultados não dependem mais da presença física do funcionário no escritório e podem ser muito bem medidos por plataformas de organização de fluxo de trabalho e acompanhamento de KPIs em tempo real.

Com o conceito de Anywhere Office ganhando popularidade e garantindo aos profissionais a possibilidade de trabalhar de qualquer lugar do mundo, as empresas também deverão repensar a sua forma de contratar. Afinal, as fronteiras diminuíram e ampliaram as oportunidades de conexão entre empresas e profissionais de destinos diferentes.

VOCÊ PODE GOSTAR: CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DO ANYWHERE OFFICE

A tecnologia já mudou a nossa forma de consumir  

De acordo com relatório da McKinsey, estima-se que o comércio eletrônico aumentou de 16% para 33% em três meses nos EUA, um avanço de uma década atingido em poucos meses. O surgimento de novos métodos de pagamentos online e a estruturação de serviços de delivery inteligentes também contribuiu para essa mudança sem precedentes no comportamento de consumidor.

Com 50% das lojas físicas globais fechadas, o E-commerce se destacou como um modelo de negócio viável para pequenas e gigantes do mercado. A pesquisa aponta ainda que, caso o crescimento do setor siga nesse ritmo, até 2024 a maioria das lojas será online.

Essa aceleração tecnológica, catalisada por novos comportamentos como o trabalho remoto, as compras online e até mesmo o ensino à distância, geraram uma demanda altíssima por profissionais da área da tecnologia – criando, ainda, novas oportunidades de carreira para quem pensa em se especializar na área.

SAIBA MAIS: CONHEÇA AS PROFISSÕES QUE ESTÃO EM ALTA E ONDE ESTUDAR

 A educação também vai evoluir

A educação nunca mais será igual. Com a pandemia, as instituições de ensino tiveram de ser rápidas para se adaptar a nova realidade, tendo como principais desafios manter o padrão de qualidade e reter a atenção dos estudantes à distância.

Muitas escolas e universidades se saíram muito bem e inovaram ao desenvolver em tempo recorde sistemas que permitem ao estudante interagir em tempo real com colegas e professores, reproduzindo da maneira mais próxima possível a experiência presencial. Como resultado, muitas instituições já anunciaram que pretendem manter o esquema híbrido como um benefício, principalmente para estudantes internacionais, que têm a possibilidade de se familiarizar com as aulas antes de embarcar para um novo país.

Não dá mais para ignorar temas importantes

Um dos temas mais comentados do último ano é a importância da saúde mental. Em 2021, a tendência é que surjam cada vez mais ferramentas e plataformas para ajudar as pessoas a enfrentarem os sentimentos potencializados durante o período de isolamento, além de novas diretrizes para guiar as lideranças de modo que o assunto seja tratado dentro das empresas.

VOCÊ PODE GOSTAR: DICAS DE ESPECIALISTAS PARA CUIDAR DA SUA SAÚDE MENTAL

Outro grande tópico a ser discutido dentro das empresas é a responsabilidade social. De acordo com a pesquisa, 70% dos norte-americanos contam com o posicionamento de empresas para enfrentar questões como a desigualdade racial, financeira e de gênero nos Estados Unidos.

A mudança climática é outro assunto que não poderá ser ignorado. Assim como o empreendedorismo social, a sustentabilidade e o consumo consciente ganham espaço definitivo dentro das empresas, que devem se comprometer com metas globais para agir contra a mudança climática e para a redução da emissão de carbono.

VOCÊ PODE GOSTAR: MOTIVOS PARA ESTUDAR SUSTENTABILIDADE

A The Economist lista ainda outros tópicos como a corrida pela vacina, a recuperação econômica e as crises geopolíticas após a pandemia como fatores decisivos para a mudança de comportamento e surgimento de novas tendências. Você pode conferir o artigo completo clicando aqui.

Que tal conversar com um de nossos especialistas para o intercâmbio ideal para as novas tendências do futuro. Agende o seu atendimento por WhatsApp!

Continue Reading
Click to comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *