INTERCÂMBIO

POR DENTRO DO CENTRO DE E-SPORTS DA ISU

Uma das áreas mais promissoras da tecnologia, o mercado de e-sports está bombando e acaba de ganhar um centro na Illinois State University

Published

on

Não é de hoje que o termo e-sports (ou esportes eletrônicos) tem ganhado destaque em rodas de conversa e debates sobre as profissões do futuro. Se um dia os jogos de computador foram considerados puro entretenimento, hoje a coisa ficou séria: de acordo com Global E-sports Market Report, da Newzoo, o mercado deve movimentar USD 1,11 bilhão em 2020.

A crescente demanda por videogames e a profissionalização dos esportes eletrônicos – e de seus jogadores – foram apenas alguns dos fatores que colaboraram para esse crescimento do mercado. Não por acaso, a estruturação de centros inteiramente dedicados aos E-sports se tornou uma das principais tendências dentro de universidades ao redor do mundo.

Foi exatamente o que aconteceu na Illinois State University, que se prepara para ter um dos maiores centros de e-sports dos Estados Unidos. Sob a liderança de seu Campus Recreation, a universidade está montando um time para competições e equipes que atuarão sob a égide Redbird E-sports. Além disso, estudantes que desejam participar de campeonatos, poderão utilizar as instalações da ISU para treino.

“Estamos construindo uma estrutura enorme”, afirma David Kirk, diretor do E-sports Program da ISU. “A Illnois State University se prepara para inaugurar, no outono de 2021, a segunda maior arena coletiva de E-sports do país, com mais 100 equipamentos de ponta para quem quer jogar. O acesso será gratuito para qualquer estudante ou membro da ISU interessado”, acrescenta.

De acordo com Kirk, a Redbird E-sports tem o objetivo de funcionar como uma startup, onde os alunos podem desenvolver habilidades em diversas áreas voltadas para o mercado dos games, o que pode incluir setores como mídias sociais e marketing, tecnologia e desenvolvimento digital, transmissão e produção, gerenciamento e divulgação de eventos, entre outros.

Embora ainda não exista uma graduação inteiramente dedicada aos E-sports – assim como não existe um major em basquete ou futebol, participar ativamente da comunidade gamer da Illinois State University, envolvendo-se nas atividades extracurriculares propostas pelo setor, pode render alguns benefícios, incluindo bolsas integrais de estudo. “Os jogadores de alto nível representam a nossa equipe em campeonatos. No momento, oferecemos bolsas para jogadores de League of Legends, Overwatch e Rocket League”, conta Kirk.

Quem não se interessa pelos esportes eletrônicos em um nível profissional, pode aproveitar os clubes oferecidos pela Redbird para se envolver na comunidade gamer da universidade. “Oferecemos clubes para praticamente todos os títulos e gêneros de jogos, além de clubes que não são de esportes, como os de jogos de tabuleiro e RPG.”

Kirk afirma que os alunos da área chamada STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática, em português) são os mais inclinados a praticar os E-sports, no entanto, cada vez mais estudantes de outras disciplinas estão demonstrando interesse pela área.

O programa de E-sports da Illinois State Universit foi desenvolvido em parceria com o bacharelado em Creative Technology, que tem foco no design de games e é voltado para estudantes que desejam ingressar profissionalmente nessa indústria.

Ficou interessadx em estudar em uma universidade que oferece tantos benefícios para os gamers? Saiba mais sobre como estudar na Illinois State University solicitando um contato de um especialista do STB | Universidades!

Continue Reading
Click to comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *