a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

Como escolher o país certo para fazer intercâmbio?

A experiência de estudar no exterior é marcante na vida de uma pessoa e deve ser cuidadosamente planejada. Assim como a finalidade dos estudos, a escolha de onde fazer intercâmbio é primordial para o sucesso de sua viagem. Há inúmeros fatores que interferem nesta decisão, e todos devem ser levados em consideração, pois assim a chance de sucesso será maior. O que deve, então, ser avaliado?

Primeiramente, é preciso saber o que você pretende estudar e quais países oferecem tais cursos. Se a ideia for praticar o inglês, por exemplo, os melhores países para intercâmbio são Canadá, Estados Unidos, Austrália, Inglaterra, Irlanda, Malta, África do Sul e Nova Zelândia.

A partir deste primeiro direcionamento, procure o local que seja mais compatível com os seus hobbies e preferências. Por exemplo, se você gosta de calor e praia, não deve procurar Londres, conhecida pelo clima nublado e frio. Neste caso, Austrália e Malta seriam destinos mais apropriados. A capital inglesa, no entanto, é ideal para pessoas que gostem de cidades grandes, vibrantes e modernas.

Lembre-se também que a época do ano influencia na sua decisão. Se você deseja ir a um destino com neve para realizar o sonho de esquiar, por exemplo, programe-se para ir no inverno. Dependendo das estações – alta ou baixa temporada – os preços podem variar bastante.

Há outros fatores que devem ser levados em conta na busca da cidade ideal para o seu período de estudos no exterior. Por isso, trouxemos as respostas para as perguntas mais frequentes de quem quer decidir onde fazer intercâmbio. Confira!

Há destinos mais apropriados para cada faixa etária?

O destino ideal para o intercâmbio depende muito do perfil da pessoa e do que ela gosta de fazer. Mas, para algumas faixas etárias, como estudantes menores de idade, normalmente entre os 16 e 18 anos, certos locais são mais recomendados. Nesse caso, o ideal é optar por cidades mais seguras e tranquilas, como Cambridge, Oxford, Manly e Vancouver. Este fator facilita o processo de adaptação do estudante e traz mais tranquilidade aos pais.

Qual o melhor destino com praia para fazer intercâmbio?

Há muitos destinos com praias para você fazer o seu intercâmbio. Na Europa, o mais conhecido é Malta, mas a pequena cidade de Bournemouth, na Inglaterra, também pode ser uma ótima escolha para alunos mais jovens. Muitas regiões da Austrália também têm praias, como Sydney, Gold Coast e Melbourne. A Califórnia, nos Estados Unidos, também está entre as queridinhas dos intercambistas que adoram areia e mar. Um fator que deve ser levado em consideração ao escolher um destino com esse intuito é a estação do ano: fuja do inverno, assim você evita frio e chuva.

E para quem prefere fazer um intercâmbio em uma metrópole?

Já as pessoas que não abrem mão de uma cidade grande, moderna e multicultural procuram, normalmente, fazer um intercâmbio em Londres, Nova York e Los Angeles. Embora sejam destinos com custos mais elevados, a experiência de encontrar diferentes culturas e nacionalidades em um só lugar, além de todas as facilidades e atrações perto da escola e da acomodação fazem a experiência valer muito a pena.

E para quem quer aproveitar e praticar um esporte?

A Austrália é um paraíso para esportistas – principalmente os surfistas. Além da região da Gold Coast e Sydney, onde os estudantes passam tardes curtindo as ondas do mar, Brisbane é conhecida por ser uma região de esportistas amadores, mesmo sem contar com praias.

No Canadá, a prática de esportes normalmente envolve neve. Há diversas estações de esqui, sendo a de Whistler, próxima a Vancouver, a campeã: a região tem a maior área para esquiar na América do Norte, com 200 pistas!

E a Nova Zelândia, claro, é o destino ideal para os viciados em algum esporte – e, quanto mais radical, melhor.

Nestes casos, para quem quer unir cursos de idiomas com hobbies no exterior, há possibilidades como estudar inglês e surfar em Gold Coast, aprender francês e mergulhar em Nice e até praticar mountain bike em Whistler.

Qual o destino ideal para quem quer fugir de brasileiros?

Para quem quer evitar estudantes brasileiros, o ideal é sair dos grandes centros e buscar cidades interioranas, como Galway, na Irlanda. Já na Inglaterra, fazer um curso de inglês em Bristol é uma boa ideia, já que é um destino universitário e pouco difundido no Brasil.

E para quem quer trabalhar enquanto estuda inglês?

Atualmente, os países que autorizam que os brasileiros conciliem estudo e trabalho no exterior são Canadá, Austrália, Irlanda e Nova Zelândia, cada um com suas regras e peculiaridades.

Os melhores países para fazer intercâmbio

Partindo das informações acima, já é possível ter uma boa noção do lugar mais adequado aos seus interesses e necessidades. Para não restar nenhum tipo de dúvida, confira abaixo o que cada um dos países mais procurados para intercâmbio pode te oferecer:

Canadá

O país certo para o seu intercâmbio: Canadá

Modernidade, dois idiomas, paisagens deslumbrantes e... muito frio! O Canadá abre as suas portas aos brasileiros que gostam de conforto, cidades grandes e, claro, de neve. Não é por acaso que suas cidades sempre estão entre as top 10 em qualidade de vida do mundo

Toronto é o centro financeiro do país, bem cosmopolita e civilizada. Vancouver proporciona o encontro perfeito de mar e montanha, praia e neve. Já Montreal se divide entre o inglês e o francês, com arquitetura histórica e construções avant-garde, levando um sopro de Paris ao solo canadense.

O clima no Canadá

O Canadá é um país frio. Por isso, quem se incomoda com temperaturas baixas deve ir entre julho e agosto. Muitos estudantes visitam o país para curtir a neve e as estações de esqui. Neste caso, a melhor época do ano para ir é de outubro a março, pegando parte do outono e o inverno.

Estados Unidos

O país certo para o seu intercâmbio: Estados Unidos

Ninguém consegue ficar indiferente ao pensar na nação mais poderosa do planeta, que dita as tendências da moda, entretenimento, economia e política. Por lá, há lugares de todos os tipos: grandes metrópoles, como Nova York e Los Angeles; regiões praianas, como San Diego e Santa Barbara; e cidades históricas, como Boston e Filadélfia.

O clima nos Estados Unidos

As dimensões continentais dos Estados Unidos fazem com que o clima das cidades seja diferente de acordo com cada região. Nova York, por exemplo, é uma cidade mais fria, com temperaturas baixas no inverno, com chances de muita neve. O mesmo ocorre com os destinos mais ao norte do país, como Chicago, Boston, Seattle, entre outros. A região da Califórnia, na costa oeste, que abrange Los Angeles e São Francisco, costuma ter um clima menos rigoroso no inverno, mas ainda gelado. Já o clima tropical da Flórida garante tempo quente agradável na maior parte do ano, mesmo no inverno, que é ameno.

Para quem quer aproveitar o dia e atividades ao ar livre, o ideal é planejar um intercâmbio nos Estados Unidos na primavera ou verão, de preferência entre os meses de abril a setembro.

África do Sul

O país certo para o seu intercâmbio: África do Sul

A Cidade do Cabo é perfeita pra quem gosta de esportes radicais, degustação de vinhos, praias e muito contato com a natureza. Do alto da Table Mountain, o pôr do sol é digno de aplausos, mas foi lá embaixo, em suas ruas organizadas e na Robben Island, que a luta contra o racismo foi travada. A cidade é ideal pra quem gosta de unir história, atividades ao ar livre e quer ter contato com um povo acolhedor e sorridente.

O clima na África do Sul

O inverno na Cidade do Cabo é frio, com temperaturas médias girando em 10°C. Portanto, para aproveitar as praias e os passeios ao ar livre, é aconselhável visitar a cidade entre outubro e março, na época das estações quentes.

Austrália

O país certo para o seu intercâmbio: Austrália

Qualidade de vida é o mote deste país continental. Não importa a região, o clima ameno aliado à modernidade – e a possibilidade de trabalhar – faz da Austrália um dos destinos queridinhos dos brasileiros. Seja no clima laid back dos surfistas da Gold Coast, em meio aos estudantes de Sydney, no ambiente mais cult de Melbourne ou junto aos esportistas amadores de Brisbane, não importa: neste canto único do mundo você terá momentos inesquecíveis.

O clima na Austrália

A Austrália é sinônimo de praia e calor, portanto as melhores época do ano para ir são os meses mais quentes, de dezembro a março. Como o país fica no hemisfério sul, as estações do ano são iguais às do Brasil. Portanto, é melhor evitar os meses de inverno – em Melbourne pode fazer bastante frio.

Inglaterra

O país certo para o seu intercâmbio: Inglaterra

Charme, tradição e um sotaque irresistível. Os ingleses sempre estiveram na vanguarda do mundo e se tornaram referência em muitas áreas. Para quem prefere um clima universitário, os prédios históricos dos colleges de Cambridge e Oxford oferecem o cenário ideal. Já a capital Londres é enérgica e criativa, uma mistura de ocidente e oriente com um toque único.

O clima na Inglaterra

No inverno, as temperaturas na Inglaterra tendem a cair bastante, muitas vezes abaixo de zero. Para pegar um clima mais ameno, recomendamos um intercâmbio mais para o meio do ano, pegando a primavera e verão locais, de abril a setembro.

Irlanda

O país certo para o seu intercâmbio: Irlanda

Dias frios e nublados em boa parte do ano fazem um lugar ficar bem boring, correto? Não quando o assunto é Dublin. A capital irlandesa dá uma aula de animação, tanto nas ruas quanto nos pubs. Na “Ilha Esmeralda”, o cinza do céu é substituído pelo verde dos parques, das lojas e principalmente das cidades do interior – Galway e Cork são perfeitas para um getaway! Gosta de natureza, frio e animação? Seu destino é a Irlanda!

O clima na Irlanda

O clima na Irlanda é imprevisível, apesar da fama de ser um local reconhecidamente cinza e chuvoso. Mesmo assim, raramente a temperatura atinge níveis extremos graças à geografia da região e à influência exercida por correntes do Oceano Atlântico. O verão, no meio do ano, é considerado a temporada alta, com dias bem longos e sensação térmica mais amena (por volta de 18°C). Tanto na primavera quanto no outono, há maior variação de temperatura, fazendo com que sempre seja necessário ter por perto roupas de frio.

Malta

O país certo para o seu intercâmbio: Malta

Um pedacinho do paraíso encrustado no meio do Mar Mediterrâneo. Malta é pequena, mas apaixonante: são cerca de 280 dias de sol por ano, perfeitos para aproveitar as praias de mar cristalino, trilhas, cavernas e ruas charmosas. Apesar da fama recente, Malta tem registros históricos de até sete mil anos, e templos religiosos mais antigos que as pirâmides do Egito. De lá para cá, a ilha passou pelas mãos dos fenícios, cartagineses, romanos e bizantinos. Mais tarde, os árabes chegaram e contribuíram com o idioma maltês, que tem forte influência deste povo. Por último, os britânicos instauraram o inglês, as cabines telefônicas vermelhas e a direção pela esquerda. O resultado? Uma cultura única, desde a culinária exótica às danças folclóricas.

O clima em Malta

Malta costuma lotar muito nos meses de férias da Europa, entre junho e agosto. Por isso, a melhor época do ano para visitar é entre março e maio e setembro a novembro, quando os termômetros seguem elevados e não há tantos turistas. No inverno faz frio com ventos fortes, mas não tanto quanto em outros países do continente.

Nova Zelândia

O país certo para o seu intercâmbio: Nova Zelândia

Vulcões, (muitas) ilhas paradisíacas, águas termais e florestas tropicais cercam Auckland, a maior cidade do país e queridinha dos mochileiros que curtem adrenalina e natureza. Por outro lado, encanta também os turistas mais exigentes, com seus três distritos vinícolas e uma infinidade de opções gastronômicas. No dialeto maori, a região é conhecida como Tamaki Makaurau, que significa “a donzela com uma centena de pretendentes”, já que todas as tribos disputavam o território. Motivos não faltam.

O clima na Nova Zelândia

A melhor época para visitar o país depende muito do tipo de viagem que pretende fazer. No verão, é possível curtir as praias, trilhas e ilhas em dias com muitas horas de sol e temperaturas elevadas. Quem gosta de esportes de neve, pode preferir viajar no inverno, de junho a setembro. Porém, neste caso, as opções ficam mais ao sul do país, afastadas da cidade de Auckland, que costuma receber os estudantes estrangeiros.

 

Quer saber mais sobre os melhores países para fazer intercâmbio? Converse com um consultor STB!  

O primeiro contato com uma agência de intercâmbio é muito importante, pois com os consultores do STB você apresenta os objetivos da sua viagem para receber a orientação mais adequada. A partir desta troca de informações, ele vai apresentar as opções de destinos e preços que mais se encaixem com as suas metas, já baseado em suas preferências.

Nesta conversa, é essencial que o cliente seja bem transparente com o orientador e exponha os gostos, sonhos, objetivos e o quanto pretende investir. Dessa forma, o direcionamento para o destino mais adequado para o seu perfil.

 Fale com um especialista em intercâmbio STB

STB

STB

Fundado em 1971, o STB Student Travel Bureau é líder no segmento de educação internacional no Brasil, oferecendo as opções certas para cada fase da sua vida. Quem você quer ser? Conte-nos onde quer chegar e nós traçamos o caminho.

Deixe um comentário

BUSCAR RESULTADOS PARA: