Turismo em Malta: 5 lugares incríveis para conhecer no seu intercâmbio

Localizada no centro do Mediterrâneo, entre a Itália e o norte da África, Malta já foi ocupada por fenícios, romanos, bizantinos, árabes e britânicos – razão pela qual você poderá, inclusive, encontrar as tradicionais cabines telefônicas vermelhas espalhadas pelas ruas ao caminhar durante seu intercâmbio em Malta.

Apesar de tantas influências culturais, a ilha tem personalidade marcante, com direito à culinária típica (pense em coelho frito e ouriço do mar!), danças folclóricas e até um idioma próprio: o maltês – que, junto ao inglês, é o idioma oficial do país.

Formado por três pequenas ilhas (Malta, Gozo e Comino), o arquipélago é pequeno, mas não se engane: nunca faltará o que fazer em Malta. Por lá, é possível visitar templos mais antigos que as pirâmides do Egito, mergulhar em águas cristalinas, caminhar por entre construções medievais e ainda curtir festas agitadas durante a noite. Neste post, separamos cinco lugares que você não pode deixar de visitar durante o seu intercâmbio em Malta. Confira!

1 – A histórica Mdina, que já foi cenário de “Game of Thrones”

Mdina, cidade histórica em Malta e cenário de Game of Thrones

Conhecida como “Cidade Silenciosa”, Mdina preserva construções históricas da época medieval por entre suas ruelas apertadas. Como os carros são proibidos por lá, não é difícil ser tomado por uma sensação de viagem no tempo ao caminhar pela cidade.

Sua principal atração é a St. Paul’s Cathedral (originalmente construída em homenagem à Virgem Maria), mas a verdade é que a cidadezinha monocromática esconde diversas outras atrações, como o Palazzo Falson e o Main Gate – portão que dá entrada à cidade e que já apareceu em alguns episódios da primeira temporada de “Game of Thrones”.

 2 – A paradisíaca Blue Lagoon, na ilha de Comino

Pessoas nadando na Blue Lagoon, na Ilha de Comino

A cerca de 25 minutos de barco de Malta, a ilha de Comino já foi esconderijo de piratas e hoje é praticamente inabitada (a população permanente na ilha é de apenas quatro famílias!). Seu maior atrativo é a paradisíaca Blue Lagoon, onde o azul turquesa das águas contrasta com imponentes rochedos.

3 - Ġgantija Temples, uma das estruturas mais antigas do mundo

Ggantija.png

O nome deriva da palavra ġgant, gigante em maltês. É que, durante muito tempo, a figura dos humanoides foi utilizada para justificar a capacidade de transportar as pedras enormes até o topo da colina onde o templo foi construído.

Com vista privilegiada para a ilha, os templos de Ġgantija foram levantados durante o período neolítico (entre 3.600 e 3.200 a.C.) e configuram uma das mais antigas estruturas religiosas do mundo – precedendo, inclusive, a construção das pirâmides do Egito e de Stonehenge!

Além das ruínas, um pequeno museu responsável por contar a história do monumento (e por preservar as peças encontradas ali) também faz parte do passeio.

4 - Marsaxlokk: para amantes de gastronomia

Marsaxlokk, charmosa vila de pescadores em Malta

A charmosa vila de pescadores localizada na costa de Malta é um dos principais cartões postais do país. O motivo? Os barquinhos multicoloridos que ficam ancorados na frente do vilarejo.

Conhecidas como luzzus, as embarcações são herança da colonização fenícia e têm como marca registrada os olhos de Osíris, que são pintados na proa dos barcos com o objetivo de espantar os maus espíritos e proteger os pescadores.

Além de fotogênica, Marsaxlokk também é o destino ideal para amantes da gastronomia, já que reúne dezenas de restaurantes especializados em peixes e frutos do mar. Dica: se possível, visite a região aos domingos, quando acontece a tradicional feira de peixes de Marsaxlokk!

5 - A capital Valleta, repleta de história e de pontos turísticos

Valetta, capital de Malta

Valletta tornou-se a capital de Malta em 1571, logo após o “Grande Cerco de Malta” – episódio em que os Cavaleiros da Ordem de St. John defenderam a ilha dos ataques do exército Turco-Otomano. É daí, também, que vem o nome da cidade: batizada em homenagem ao grão-mestre da Ordem, Jean Parisot de la Valette.

Prestes a celebrar o título de Capital Europeia da Cultura 2018, Valleta reúne opções para todos os gostos: museus, ruas históricas, templos, estabelecimentos comerciais e belos jardins... Dentre elas, destacam-se o Palácio do Grão-Mestre, a co-catedral de São João, o Museu Nacional da Guerra e a Triq Ir-Repubblika, a rua mais movimentada de Valleta. 

Saiba por que fazer um intercâmbio em Malta

Quer conhecer esses e outros pontos turísticos  e ainda aprimorar o inglês em um intercâmbio em Malta?

FALE COM UM ESPECIALISTA EM INTERCÂMBIO

STB

STB

Fundado em 1971, o STB Student Travel Bureau é líder no segmento de educação internacional no Brasil, oferecendo as opções certas para cada fase da sua vida. Quem você quer ser? Conte-nos onde quer chegar e nós traçamos o caminho.

Deixe um comentário

BUSCAR RESULTADOS PARA: