a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

Confirmado: visto canadense deixa de ser obrigatório para brasileiros

Novas regras facilitam a entrada para brasileiros que têm visto americano ou já visitaram o Canadá

Quem tem planos de ir para o Canadá e estava animado com o anúncio de que o país iria flexibilizar as regras de visto canadense para brasileiros já pode programar sua viagem. O governo canadense confirmou oficialmente que o prazo será cumprido e as regras que facilitam a entrada de brasileiros no país passam a valer a partir de maio, como havia sido anunciado.

Novas regras de visto canadense

De acordo com a medida, que entra em vigor a partir do dia 1º de maio de 2017, brasileiros que visitaram o Canadá nos últimos dez anos ou que possuam o visto americano válido não precisam mais de visto para visitar o Canadá. Nestes casos, o processo será simplificado por meio da autorização eletrônica de viagem eTA (Electronic Travel Authorization).

Para solicitar o eTA, basta entrar no site do governo canadense e preencher um formulário, disponibilizado em inglês ou francês. Depois de ter o perfil analisado e aprovado pela embaixada do Canadá, a autorização é emitida e fica eletronicamente conectada ao passaporte, com validade máxima de cinco anos ou até que o passaporte expire. Neste processo de requerimento é cobrada uma taxa simbólica de CAD 7.

Embora facilite a vida do turista brasileiro, a aprovação do eTA nem sempre é imediata. Documentos adicionais podem ser solicitados pela embaixada, atrasando a liberação da autorização. “É preciso ter cautela com datas de embarque em curto prazo. Em alguns casos, é possível que demorem até 15 dias úteis para a autorização ser liberada”, afirma Rafael Carvalho, responsável pelo departamento de documentos e vistos do STB.    

Além disso, é importante saber que o eTA é válido exclusivamente por via áerea e não é aceito em qualquer outro meio (navio, trem ou carro). Por isso, os estudantes que farão um intercâmbio no Canadá e pretendem fazer passeios aos finais de semana para os Estados Unidos devem solicitar o visto caso façam o trajeto por via terrestre. "Estudantes que estejam em Vancouver e queiram, por exemplo, participar de uma excursão em Seattle, precisarão de visto para retornar ao Canadá por via terrestre", diz Carvalho.

Quem não se enquadrar nos critérios do eTA continua sendo obrigado a solicitar o visto canadense de visitante para entrar no país. O documento custa aproximadamente CAD 100 (R$ 245,12*), além de CAD 30 de taxa.

Quem pode solicitar o eTA?

A partir de 1º de maio, os cidadãos brasileiros podem solicitar o eTA se:
• tiverem obtido um visto canadense nos últimos dez anos, ou tiverem um visto de não imigrante válido para os Estados Unidos.

E se sua intenção for:
• viajar ao Canadá exclusivamente por via aérea, utilizando um passaporte brasileiro válido - se durante qualquer etapa da viagem tiver a intenção de entrar no Canadá via terrestre, é preciso solicitar um visto, e não o eTA; 
• fazer uma visita de curta duração, de turismo ou negócios (para permanência de até seis meses).

 

Canadá é o destino preferido dos brasileiros

Farol no Stanley Park, famoso ponto turístico em Vancouver, Canadá

País com tradição e qualidade de ensino reconhecida no mundo todo, o Canadá atrai anualmente milhares de estudantes internacionais para seus programas de ensino e, entre eles, muitos brasileiros – que, a partir de maio, vão se beneficiar com a implementação do eTA.

“O Canadá é um dos destinos preferidos de visitantes e empresários brasileiros, e expandir a elegibilidade da eTA tornará mais fácil e rápido para muitos conhecerem o Canadá”, afirma Rick Savone, embaixador do Canadá no Brasil. “A facilidade para viajar entre nossos dois países se traduzirá em mais oportunidades para fortalecer nossos laços interpessoais, turísticos e de negócios”, acrescenta Savone.

De acordo com Bruno Contrera, gestor de Cursos e Universidades no Exterior do STB, o Canadá é realmente o país mais convidativo para intercâmbio. "Se você faz o curso em uma instituição pública, universidade ou college canadense, você pode, depois, estender o visto para trabalhar no Canadá por até três anos", afirma. "Além disso, você pode levar a família com você: seu cônjuge recebe o visto de trabalho e pode trabalhar quando você começar seu curso, e seu filho pode até estudar lá com a educação paga pelo governo, dependendo da província”, conta o especialista.

Ficou ainda mais animado para conhecer o Canadá? Fale com um consultor do STB e tire todas as suas dúvidas sobre vistos e intercâmbio!

*Valores pesquisados no dia 19/04/16

FALE COM UM ESPECIALISTA EM INTERCÂMBIO

 

STB

STB

Fundado em 1971, o STB Student Travel Bureau é líder no segmento de educação internacional no Brasil, oferecendo as opções certas para cada fase da sua vida. Quem você quer ser? Conte-nos onde quer chegar e nós traçamos o caminho.

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: