a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

Road Trip Califórnia - Parte 3: Route 66, Las Vegas e Bass Lake

De volta ao relato da minha incrível viagem na Road Trip Califórnia com o STB (veja também Parte 1 e Parte 2) pela Costa Oeste dos EUA, saímos da tranquilidade do Grand Canyon para o caos de... LAS VEGAS em Nevada!

Para chegar lá, pegamos a famosa rodovia Route 66, conhecida também como "The Mother Route". A mais famosa highway americana, quando foi construída em 1926 ligava o lado Leste do país à Costa Oeste - e vice-versa - de Chicago à Los Angeles (mais tarde até Santa Monica), e era uma importantíssima rota de mercadorias e pessoas. Já em 1985, depois que rodovias mais modernas e rápidas foram construídas, ela deixou de ser tão utilizada, saindo do US Highway System oficial e se tornando um patrimônio histórico-cultural.

Baunilha na Rota 66

Hoje, ela é ainda muito visitada por turistas que podem desfrutar de lojas de souvenirs e pontos estratégicos para fotografias, como a instalação ao ar livre "Cadillac Ranch", em Amarillo, Texas. Assim como muito citada na cultura pop americana, em canções, livros e filmes, como a animação "Carros" que tem seu roteiro baseado nos asfaltos da rodovia e que assistimos no ônibus ao viajar por ela.

Cadillac Ranch
Dia 6: Las Vegas

Chegamos em Las Vegas à tarde e fomos direto para o Hotel-Cassino Harrah's, um hotel excelente bem na principal avenida da cidade, pertinho de tudo. O clima de Vegas é diferente de todo o resto do país. É um clima de liberdade e curtição. Tudo brilha e empolga. É uma das únicas cidades no país que você pode consumir bebida alcoólica na rua, por exemplo.

Las Vegas é uma miniatura do mundo e que promete trazer a diversão de cada um desses lugares. Torre Eiffel, Pirâmides do Egito, canais de Veneza, Rio de Janeiro, Estátua da Liberdade, tudo isso você encontra lá. Cada hotel tem um tema predominante que cria seu estilo e o torna famoso. Tudo é e acontece nos hotéis: lojas de grife, baladas, shows, restaurantes, clubes de comédia. Além, of course, dos cassinos.

Torre Eiffel de Las Vegas

Nesse dia fomos jantar no Buca di Beppo, uma cantina italiana muito boa, em mais uma refeição incluída no pacote Road Trip Califórnia. Saindo de lá, peguei um táxi e fui para o Hotel Mirage assistir uma apresentação do Cirque di Soleil chamada "The Beatles LOVE". Sério, foi a coisa mais linda que eu já vi na minha vida. Se algum dia você for para Las Vegas, você PRECISA ver esse espetáculo. Gostando ou não de Beatles, é sensacional. Claro que se você for fã, ficará extremamente emocionado. Mas de qualquer maneira, é impecável, magnífico. Não vou contar mais nada, porque qualquer detalhe faz parte da maior surpresa boa que você pode ter.

Espetáculo The Beatles LOVE, Cirque de Soleil, em Las Vegas"Hey Jude", from Cirque du Soleil The Beatles LOVE. (© 2008 Cirque du Soleil)

Saindo de lá, ainda chocada com o show, fui encontrar o pessoal do tour no Hotel Encore, pois é lá que fica a melhor balada de Las Vegas, a XS. A balada é lotada e gigantesca. Uma pista oval cercada por sofás VIPs onde os abonados fechavam garrafas e convidavam as mulheres para acompanhá-los, dançarinas acompanhavam as batidas de uma forma sensual e uma área externa com uma piscina e a cabine do DJ.

Las Vegas é Las Vegas e mesmo em uma segunda-feira, a empolgação e quantidade de gente era a mesma de um sábado. Dicas: os preços das bebidas são absurdos, se prepare; e para as mulheres, é constrangedor como algumas mulheres se vestem em Las Vegas, não importa o que escolher, você vai achar que está muito "simples" ou "santa", mas não deixe isso te incomodar.

Melhor balada de Las Vegas, XS

Baunilha e amigas em balada de Las Vegas
Dia 7: Mais um pouco de Las Vegas

Dia seguinte em Las Vegas foi "free day"! Munidos de mapa e indicações concedidas pela guia, pudemos nos virar na cidade e cada um escolheu o seu itinerário. Em Las Vegas não tem muito erro não, é estar na avenida principal, escolher uma direção e seguir!

Assim, fui conhecer de pertinho os hotéis. Fanática por filmes como sou, fui logo para o Caeser Palace, palco do filme "Hangover" ("Se beber não case").

Caesar Palace, em Las Vegas
De lá parti por uma ponte que conecta os dois hotéis, para o Bellagio a tempo de assistir a apresentação da fonte que fica na frente do hotel e acontece de hora em hora. O Bellagio é o famoso hotel-cassino do filme "11 Homens e 1 Segredo".

Hotel Bellagio, em Las Vegas
A noite, todo o pessoal do tour se reuniu no restaurante Blondies, que fica dentro do Shopping "Planet Hollywood". Um restaurante bem americano com burguers, fritas, asinhas de frango e beer pong. Saindo de lá compramos alguns drinks e a nossa guia organizou uma "Limo Party" (uma festa dentro de uma limousine) onde passeamos pela cidade toda ao som dos mais famosos hits do momento. A parada final foi o Hotel The Palms para finalizar nossa visita à Las Vegas na balada Moon, localizada no 53º andar do hotel. Uma vista inesquecível em uma noite divertidíssima.

Dia 8 e 9: Bass Lake

Depois da enérgica Las Vegas, todos estavam exaustos e com bolhas nos pés depois de dançar toda a noite. Seguimos adiante na viagem, deixamos Vegas e fomos em direção à Bass Lake em uma viagem que durou quase um dia todo. Na estrada assistimos ao engraçadíssimo "Hangover" e, ao contrário do filme, nos lembramos de cada detalhe da viagem.

Chegamos quase a noitinha em Bass Lake, em um resort incrível onde ficamos hospedados chamado "The Pines". O resort contava com chalés para cada 4 viajantes (normalmente dormíamos em "duplas" nos outros hotéis, dividindo o quarto com o mesmo roommate) e era praticamente um clube dentro de uma floresta, exatamente o descanso que precisávamos. O resort em si era uma delícia, por mim ficaria por lá durante vários dias só curtindo a natureza e as atividades que ele oferecia, como: aluguel de barco, jetski e caiaque, quadras de tênis, piscina e jacuzzi, churrasqueira, restaurante, sorveteria, tudo em volta de um grande lago. Nessa noite, tivemos uma pool party em volta da piscina e matamos a fome com muita pizza! Tudo incluso no tour.

Já no dia seguinte, acordamos cedinho e pé na estrada para ir para o Parque Nacional de Yosemite que ficava pertinho, uma das maiores reservas naturais dos Estados Unidos. O parque é absurdo. No meio de minha ignorância, nunca tinha ouvido falar nele e não esperava algo tão bonito e imponente. O parque é conhecido por suas cachoeiras, sequoias gigantescas e é ótimo lugar para escaladas e diversos tipos de animais vivem lá, inclusive ursos.

 

Tínhamos algumas horas para conhecer o parque, então optei por fazer um tour de 2 horas por $25 dólares e deu para ter uma noção da imensidão da reserva rodeada por sequoias do tamanho de edifícios!

Almoçamos por lá mesmo em um restaurante que fica ao lado do visitor center e voltamos para o The Pines a tempo de aproveitar o resort e encerrar a noite com um churrasco com karaokê oferecido pelo tour Wild Western.

E a viagem....CONTINUA....

Bruna Calheiros

Bruna Calheiros

Paulista e blogueira, Baunilha é publicitária e apaixonada por games, seriados, HQ, cinema, design e arte. Com projetos promissores e vontade de aproveitar tudo o que o mundo tem para oferecer, ela está estudando em NY e você pode conferir os textos repletos de dicas e detalhes sobre a cultura norte-americana que a @baunilha prepara especialmente para vocês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: