O Melhor Intercâmbio no Verão de Nova York - STB FREE EXPERIENCE

A viajante Kristal Tonini nos contou como foi o seu intercâmbio em New York com a ELS. No depoimento a seguir, ela narra como foi a sua experiência em pleno verão de NY, os festivais que conheceu e como praticou o seu idioma.

Às margens do Hudson

Por Kristal Tonini

Surpresa! Encontrei uma agência do STB num contêiner dentro do campus da minha faculdade. Por que não entrar? Em minutos já estava envolvida com a perspectiva de viajar. Adoro Nova York, a cidade insone onde tudo acontece ao mesmo tempo, o tempo todo. O destino já estava escolhido!

Seria a oportunidade de aperfeiçoar meu inglês, ter uma experiência de imersão vivendo como um típico estudante americano em um college, e ainda assim, aproveitar intensamente a vida cultural da cidade. As férias aproximavam-se, o tempo era escasso, a viagem seria em 40 dias! A consultora Michelle, do STB, me ajudou a encontrar a opção perfeita e formatamos, em cinco dias, toda a aventura. Ela é super competente, atenciosa e profissional. A escola ELS Riverdale, no Campus do College of Mount Saint Vincent (CMSV) de imediato nos pareceu o lugar perfeito!

Quando embarquei rumo ao JFK, inquietava-me o fato de estar pela primeira vez na vida viajando sozinha para um país diferente! Tinha muitas expectativas sobre o que encontraria. Estava ansiosa para conhecer a minha turma, como seria chegar ao campus, conhecer as linhas todas de metrô, os bairros, museus e bibliotecas, saber detalhes do meu curso de inglês e em que nível eu seria classificada.

Quando me apresentei para o check-in, um dia antes do início das aulas, chegavam no mesmo dia alunos regulares do próprio college, de forma que o campus inteiro vibrava com estudantes americanos e nós, os estrangeiros. Havia uma recepção festiva de boas vindas para os novos alunos e toda a ansiedade desapareceu. Conheci minha roommate, Momoko, do Japão e nossa simpatia foi imediata e ficamos amigas.

Minha estadia em uma residência estudantil

Optei por residir no college e foi uma experiência libertadora, pois eu era inteiramente responsável por mim. Lá há refeitório, lanchonete e uma cafeteria charmosíssima. A residência onde moram os estudantes do ELS, o Spellman Hall, possui boa infraestrutura, quartos arejados e espaçosos, lavanderia, cozinha e salas de estar em cada andar, tênis de mesa e pebolim. Há uma academia completa e quadras esportivas.

A única brasileira lá era eu! Logo, simplesmente não falei português.

As aulas eram excelentes e os professores competentes. Minha turma era ótima, todos simpáticos e divertidos. Assim, pela manhã, eu assistia às aulas. E depois... Manhattan!

im_5624218_2-1024x768.jpg

O CMSV possui uma beleza impressionante. O lugar se situa ao longo das margens do Rio Hudson, em Riverdale, no Bronx, apenas a 18 quilômetros de Midtown Manhattan. Suas construções seculares estão em um enorme parque com árvores centenárias, esquilos, passarinhos e centenas de borboletas brancas. A biblioteca enorme é organizada e linda. Estudei algumas tardes e noites ali, em uma mesa próxima a uma janela com vista para o Hudson. Uma simples caminhada já é suficiente para sentir a extrema paz do lugar e se encantar por ele.

A entrada do college está em frente ao ponto dos ônibus que chegam em Manhattan em 50 minutos. Na margem do rio, há a estação de trem Ludlow, que me deixava no coração da cidade em 40 minutos.

A escolha do lugar foi determinante para mim, o ambiente deste college remete a um conto de fadas, a um oásis de tranquilidade e ainda assim próximo à agitação incessante e frenética de Manhattan. O contraste entre a serenidade de Riverdale, com suas noites estreladas e absoluto silêncio, e a efervescência de Manhattan, com seus arranha-céus, luzes ofuscantes e movimento, tornou-se um paradoxo equilibrante de perfeita sintonia entre os extremos. Adorei!

Gastronomia em Nova York

Korean Town com amigas, era aniversário da Sumiko. Fomos a um restaurante coreano. A comida é muito apimentada, e os pratos diferentes: tteokbokki, kimchi, bibimbap... Nunca havia experimentado nada daquilo, e para a minha surpresa, gostei.

im_5624218_4-1140x656.jpg

Para amantes da gastronomia como sou, NY é perfeita. Um caldeirão cultural, com pessoas do mundo inteiro e pasmem, até americanos! Há todo tipo de comida, até americana! Tive oportunidade de experimentar culinária italiana, japonesa, coreana, chinesa, árabe, judaica, mexicana, e claro, fast food. Food trucks em todos os lugares, alguns itinerantes como o Cinnamon Snail e o Shorty’s on Wheels, que sabíamos onde estavam pelos posts no Twitter; e outros sempre no mesmo lugar, como o Country Boys no Brooklyn ou o Go Burguer, no píer 17, próximo à High Line.

O Central Park no verão é uma delícia. A claridade do dia se estende até as 20h ou mais, e a brisa da noite que se aproxima dá um refresco ao calor escaldante das tardes do verão nova iorquino. Numa destas visitas, após ir ao MoMA com meu amigo de classe, Yun, assistimos ao show de música taiwanesa do Summer Festival. Sensacional!

im_5624218_3-1024x576.jpg

Sou completamente apaixonada por história, e NY é repleta de opções. São mais de cem museus, dezenas deles só em Manhattan! Embora seja uma cidade relativamente jovem, há registros abundantes de sua história, opções culturais ou artísticas para todos os gostos.

Pontos turísticos nova-iorquinos

Tempo escasso, é preciso decidir! Nesta viagem fui de Guggenheim, Museu de História Natural, MoMA, Metropolitan, The Cloister, Ellis Island... visitas longas, de muitas horas, horas que passavam e eu sequer percebia.

E há os pontos turísticos inescapáveis: Estátua da Liberdade, Memorial do 11 de setembro, Rockfeller Center, Empire State Building, Public Library, Grand Central. Assisti a "The Sleeping Beauty", no MET Opera, e ao "Fiddler on the Roof", na Broadway, produções impecáveis.

Estive nos quatro bairros de Nova York, além de Manhattan: o Bronx, onde está Rivedale era meu caminho quase diário, o único bairro no continente, berço do rap e hip hop; no Brooklyn está a Brooklyn Bridge e o Bothanical Garden, espetaculares; no Queens vivi um dia emocionante; Staten Island é o único bairro não ligado ao sistema de metrô. Fui pelo Ferry, um lindo e gratuito passeio pelo mar, com vista privilegiada.

Eu e minha prima, que mora em Connecticut, visitamos em alguns finais de semana lugares que eu não cogitara ir, e me surpreendi novamente, pois foram passeios lindos.

O que aprendi em meu intercâmbio

No princípio meu inglês era travado. Com o passar do tempo, fluía macio, fácil. Comecei a sonhar em inglês! Conversava livre e sem receio com todos!

Conheci estudantes do college que fazem a mesma faculdade que curso no Brasil. As impressões que trocamos, a repercussão em mim desta viagem perfeita, os novos planos que ali surgiram transformaram para sempre minha vida e sonhos.

Acredito no poder que nós, jovens, temos de melhorar o mundo e apaziguar as tensões. Durante este curso, convivemos em harmonia e respeito japoneses, coreanos, chineses, taiwaneses, turcos, russos, franceses. Nova York é uma cidade plural, uma cidade linda, que ama a liberdade. O planeta está ali representado: etnias, credos, culturas. Você está ali, eu estou ali. Somos todos Nova York!

 

Intercâmbio em Nova York - Kristal Tonini

STB

STB

Fundado em 1971, o STB Student Travel Bureau é líder no segmento de educação internacional no Brasil, oferecendo as opções certas para cada fase da sua vida. Quem você quer ser? Conte-nos onde quer chegar e nós traçamos o caminho.

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: