Elisa-Humberto-Canad_C3_A1.jpg

Intercâmbio para casal: conheça histórias de quem fez

Deixar os amigos e a família – ainda que temporariamente - é definitivamente um dos principais desafios de fazer um intercâmbio, especialmente quando isso também envolve ficar um tempo longe da pessoa que você ama. 

Elisa e Humberto em intercâmbio no CanadáEm um mundo de WhatsApp, Facetime e Skype, há quem jure levar esse período numa boa. Inclusive, muitos afirmam que o tempo distante até ajuda a fortalecer o relacionamento. Mas também existem aqueles que preferem unir o útil ao agradável e escolhem embarcar em um intercâmbio para casal

É o caso do casal de namorados Elisa Bianco e Humberto Castro, que aproveitaram o fato de ambos estarem em momentos decisivos da carreira para investir em um curso de pós-graduação no Canadá. “Quando saímos do Brasil, para nosso intercâmbio em casal, (em outubro de 2016), o cenário estava muito favorável para uma experiência internacional. Não estávamos ganhando tanto quanto queríamos em nossas áreas e a economia estava bem parada”, conta Elisa, 25 anos, que trocou a carreira de publicitária e atualmente está se especializando em pedagogia na universidade canadense George Brown University, em Toronto, além de ter começado a escrever um blog para relatar sua experiência no país. 

A sintonia do casal é tanta que, além de morarem juntos, assim que chegaram ao país acabaram conseguindo um emprego na mesma loja. “Os nossos chefes gostaram tanto da nossa história que resolveram nos contratar juntos”, relembra Castro, 26 anos, que está se especializando em Construction Management na mesma instituição e, recentemente, começou a trabalhar em uma construtora canadense. 

Elisa e Humberto no Canadá


Intercâmbio para casal na lua de mel 

Elisa-Humberto-Canadá.4.jpgAinda mais ousados, Rafael e Lívia Pirolo resolveram aproveitar a lua de mel para tirar do papel o sonho de fazer um intercâmbio no Canadá. “Nosso orçamento era limitado e nós dois estávamos sendo cobrados no trabalho para aperfeiçoar o inglês. Por isso, começamos a cogitar trocar a viagem tradicional por um curso avançado de idiomas - o que se concretizou logo em nossa primeira visita ao STB”, conta Pirolo, de 30 anos.

Em um primeiro momento, a decisão de seguir em um intercâmbio para casal causou estranhamento em amigos e familiares do casal. “Confesso que a maioria das pessoas questionou: ‘vocês têm certeza? ’ ou ‘estudar na lua de mel? ’. Mas nossa resposta era sempre que estávamos unindo o útil ao agradável, pois estudaríamos apenas meio período e teríamos tempo de sobra para passear e ficarmos juntos todos os dias da hora do almoço até o final do dia”, conta Lívia, de 27 anos.

Para o casal, que ainda não morava junto no Brasil, a vida de recém-casados era apenas uma das muitas novidades que vivenciariam durante o intercâmbio em Vancouver.  “Foi nossa primeira viagem internacional juntos e, ainda por cima, erámos recém-casados. Tudo era novidade... Mas sinto que, depois de quase 40 dias de intercâmbio, voltamos mais preparados para a vida a dois, especialmente no que diz respeito a aprender a cuidar um do outro. Além disso, quando se está viajando com a companhia perfeita até aprender a lavar roupas e usar a máquina de lavar louças pode ser uma diversão”, afirma Pirolo.

Os benefícios de um intercâmbio em casal

O intercâmbio em casal costuma atrair por diversos motivos, principalmente pelo custo-benefício. “A dois é possível dividir custos como a hospedagem e até a alimentação, o que pode acabar barateando a viagem. Além disso, o casal pode aproveitar para passear e incrementar o currículo ao mesmo tempo”, afirma Rui Pimenta, diretor nacional de vendas do STB. 

Elisa-Humberto-Canadá.5.jpgPara Elisa, que já tinha feito High School nos Estados Unidos com o STB, a experiência de fazer um intercâmbio com o namorado superou as expectativas. “São duas experiências muito diferentes. O High School é escola, outra idade... E, no meu caso, foi importante viver isso sozinha. Mas não tenho dúvidas de que ir com o namorado é muito melhor. A sensação de segurança é enorme, demora a cair a ficha de que não é uma viagem a turismo. Saber que quando você chegar em casa seu namorado estará lá não tem comparação.”

Rafael e Lívia Pirolo concordam que fazer um intercâmbio em casal é um marco no relacionamento. “Se não tivéssemos feito isso juntos, provavelmente teríamos mais tempo para estudar durante o intercâmbio, mas a sensação de compartilhar todas essas novas sensações, conhecimento e experiência é muito gratificante. Só quem vive isso sabe que, na volta para casa, por mais detalhes que você dê para a sua família e para os amigos, nunca será possível expressar tudo o que foi vivido”, diz Pirolo. 

O casal ficou tão animado com o intercâmbio na lua de mel que já está pensando em sua próxima viagem em dupla. “Nosso próximo destino provavelmente será a Europa. Descobrimos no STB um lugar incrível chamado Malta e este é nosso sonho (até então secreto) para assim que possível renovar os nossos votos”, entrega Lívia.

Livia e Rafael no Canadá

E para quem está pensando em fazer um intercâmbio com a pessoa amada, Elisa dá a dica: “Se existe essa vontade, vá fundo! É como se fosse o começo da vida de vocês, o começo da realização dos sonhos juntos. É uma experiência que aproxima e fortifica muito o casal”.

Quer saber como planejar um intercâmbio como esses?
FALE COM UM ESPECIALISTA EM INTERCÂMBIO

 

STB

STB

Fundado em 1971, o STB Student Travel Bureau é líder no segmento de educação internacional no Brasil, oferecendo as opções certas para cada fase da sua vida. Quem você quer ser? Conte-nos onde quer chegar e nós traçamos o caminho.

Deixe um comentário

BUSCAR RESULTADOS PARA: