a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

BannerHome_Destinos_JAN17_Paris-1-750x368.jpg

Intercâmbio em Paris

Você está considerando fazer um intercâmbio em Paris? A capital francesa oferece um dos cenários mais inspiradores do mundo para o seu estudo de francês, ou quem sabe até de arte ou gastronomia! Para dar aquela força, reunimos aqui tudo o que você precisa saber sobre Paris para decidir (e planejar!) seu intercâmbio por lá. Confira!

Por que fazer intercâmbio em Paris?

Fazer intercambio em paris

Cartões postais como a Torre Eiffel e a avenida Champs-Elysées são meros planos de fundo da verdadeira Paris, expressa pelas ruelas cheias de bistrôs preciosos, lojinhas de antiguidades, janelas floridas, bares de vinhos, sombras coloridas de vitrais, cheirinho de baguette... Viver em Paris é mergulhar no romantismo e, é claro, na história da Belle Époque.

Melhor época do ano para ir a Paris

Paris é linda em qualquer estação do ano, mas ainda assim cada uma tem a sua peculiaridade.  Os meses de julho e agosto são o ápice do verão na cidade e quando ela recebe uma imensa quantidade de turistas. Por este motivo, é também quando os preços dos serviços e hospedagens estão mais caros.

Por isso, para quem quer menos turistas durante seu intercâmbio, visitar Paris na primavera, entre março e junho, ou em setembro a novembro no outono, é uma excelente escolha! O clima já está ameno após um inverno frio, com temperaturas máximas que podem chegar a 20°C, e a cidade fica ainda mais bonita com a nova coloração das flores dos jardins espalhados pela capital francesa. Além disso, por não ser alta temporada, os preços de passagens, hotéis e serviços podem ser menos competitivos.

Informações úteis de Paris

informaçoes-uteis-de-paris.jpg

Telefone de Emergência: 112
Código DDI: 33
Código DDD: 1
Fuso Horário: +4 horas em relação à Brasília, sem contar o horário de verão
Temperatura: no verão, a temperatura média fica entre 15ºC e 25ºC. No inverno, entre 3ºC e 8ºC
Voltagem: 220V
Moeda: euro

O que fazer em Paris

O que fazer em Paris

Paris é uma cidade que desperta paixões! Por lá, cada esquina merece ser explorada, nem que seja aquele café apertadinho que só os locais frequentam. Por ser tão heterogênea, há muito o que fazer em Paris, mas neste espaço cabe apenas um pequeno resumo de suas principais atrações.

Durante o seu intercâmbio em Paris, você vai ter a oportunidade de conhecer alguns dos lugares mais charmosos do mundo. Pode ter certeza, a experiência de subir até o topo da Torre Eiffel será uma das mais inesquecíveis de sua vida. Ao chegar à Catedral de Notre-Dame, você vai entender porque Victor Hugo se inspirou em eternizá-la junto ao Corcunda mais famoso de todos os tempos – e vai se apaixonar por ela também.

Ao caminhar pela Champs Élysées, com suas ruas largas e arborizadas, deixe sua imaginação fluir e imagine como era fazer isso lá na Belle Époque. Siga até o fim e coroe o passeio com uma foto do Arco do Triunfo.

Já no Palácio de Versalhes, toda a beleza e suntuosidade contrastam com o forte odor que remete aos tempos em que reis e rainhas perdiam suas cabeças nas mãos do povo. Para finalizar, o Museu do Louvre jamais poderia ficar de fora. É impossível ver tudo em um dia só, mas não se pode perder a "Monalisa", de Leonardo da Vinci, e a "Vênus de Milo".

Para saber mais sobre os pontos turísticos de Paris e também descobrir dicas insiders, baixe o aplicativo Tripbox STB. Todas as informações deste post e muito mais estão disponíveis lá, gratuitamente. Encontre na App Store e no Google Play.

Como dar gorjeta em Paris

Como dar gorjeta em Paris

Normalmente, os restaurantes já incluem a taxa de 15% na conta, com a inscrição “service compris”. Não precisa, mas você pode deixar uma gorjeta suplementar de mais 5%, especialmente se o serviço for muito atencioso (ou o restaurante muito chique).

Onde ficar em Paris

Onde ficar em Paris

Para que seu intercâmbio em Paris seja perfeito, é essencial pesquisar bastante para encontrar um lugar cômodo, bem localizado e com um preço justo. É claro que este conselho serve para todos os destinos, mas em Paris a tarefa não é tão fácil, pois a cidade possui umas particularidades a mais: ela é grande e populosa (fazendo com que existam áreas mais seguras e menos seguras), as acomodações em geral são antigas e em muitos casos com preços elevados, principalmente nas regiões centrais.

Paris é dividida em regiões administrativas conhecidas como arrondissements. Os arrondissements com números mais baixos são os mais centrais, às margens do Sena, e turísticos – consequentemente, mais caros. Assim, os números 1, 2, 3, 4 e 8 ficam encostados ou bem próximos da margem direita, abrigando o Museu do Louvre, o Palais Royal, o Jardim das Tulherias, a Champs-Élysées e o Arco do Triunfo. Os preços das acomodações por aqui, entretanto, são bem elevados.

Na margem oposta, os arrondissements 5, 6 e 7 também são bem frequentados e com preços ainda mais altos. É por aqui que se encontra a Torre Eiffel, o Jardim de Luxemburgo, entre outras atrações.

Se o seu intercâmbio em Paris for por um período mais longo, de alguns meses, o ideal é procurar hospedagem em regiões afastadas, nos arrondissements mais distantes da região central.

Uma boa opção é a área do número 11, do lado direito do Sena, que cada vez mais acolhe visitantes em busca de opções de moradia com preços flexíveis, além de ficar a uma distância média da área central - lembrando que o metrô de Paris é bem eficiente.

Já o 18, na região conhecida como Montmartre, você vai encontrar uma espécie de vila dentro do “caos” urbano. A população daqui é jovem e boêmia. Neste caso, a viagem até a zona turística fica mais longa.

Transporte público para o seu intercâmbio em Paris

Transporte publico em Paris

Há diversos passes para metrô e ônibus, que cobrem bem todas as áreas turísticas. O Carnet 10 Voyages é simples, reúne dez tickets avulsos sem data de validade. O Mobilis tem validade de um dia e contempla mais destinos que o Voyages, como Disneyland e Versailles. Já o Paris Visite, mais caro, permite uso ilimitado por até cinco dias e é válido para todos os transportes, até o monotrilho de Orly.

Metrô/Ônibus

Existem 14 linhas de metrô em Paris e elas cobrem toda a cidade. Se você não tiver pressa, pode fazer os percursos de ônibus, curtindo a vista da janela. Planeje sua rota pelo site oficial: www.ratp.fr

Bicicleta

Com o sistema Velib e poucos euros, você aluga uma bicicleta. A primeira meia hora de cada trajeto é gratuita. Há vários pontos Velib espalhados pela cidade. Consulte o site www.velib.paris.fr para mais informações.

Onde comer em Paris

Onde Comer- Eclair.jpg

Queijos, vinhos, baguetes, croissants... Se a culinária francesa é conhecida mundialmente por sua qualidade, muito desta fama se deve à charmosa Paris. Dos cafés de rua aos bistrôs de alta gastronomia, a capital francesa é expert em misturar sabores e agradar paladares.

Premiada pelo melhor croissant (2013) e a melhor baguete (2009) da cidade, a Tout Autour du Pain é uma pequena casa de pães comandada por Benjamin Turquier na região do Marais. Aliás, é por ali também que funciona o Derrière, um bistrô de comida tipicamente francesa. Sem letreiro ou qualquer tipo de indicação, a decoração do restaurante faz alusão a um ambiente familiar – sendo possível, inclusive, saborear os pratos sobre o sofá da “sala de estar” ou sobre uma confortável cama de casal.

No 2ème arrondissement, o L'Atelier de l'Éclair, como o próprio nome já diz, a especialidade são as éclairs – aqueles doces que aqui no Brasil conhecemos como “bombas”. Para além dos recheios tradicionais, esta pâtisserie também investe em sabores inusitados como o de chorizo e caramelo salgado.

Em 1854, herdeiros de uma antiga família de mercadores inauguraram, em Paris, a sua primeira casa de chás. Batizada de Mariage Frères, a casa já conta com cerca de 30 endereços espalhados pelo mundo – a do Marais é a mais charmosa – e centenas de sabores da bebida esperando para serem degustados.

Perto da praça Saint-Georges, vinhos e serviço simpático acompanham a protagonista do cardápio do Le Petit Canard: a carne de pato – que vem direto da fazenda dos proprietários do restaurante.

Enquanto isso, em Bastille, o bistrô Gentle Gourmet Café serve pratos de origem 100% vegetal e alia o requinte da culinária francesa à filosofia vegana.

Famoso por ter figurado na lista de 50 melhores restaurantes do mundo da revista Restaurant por vários anos consecutivos, o Le Chateaubriand é comandado pelo chef Iñaki Aizpitarte e propõe um menu degustação surpresa por 70 euros.

Onde fazer compras em Paris

Onde Comprar- Merci.jpg

O mercado das pulgas com maior concentração de antiquários do mundo, o Les Puces de Saint-Ouen conta com mais de dois mil expositores e 15 mercados. O toque de modernidade na região fica por conta de lojas como a Habitat 1964 (com móveis antigos e de marca) e a concept store  L'Eclaireur.

E por falar em concept store, a Chez Moi também não pode ficar de fora do seu roteiro de compras. Localizada no 2ème arrondissement, ela funciona no apartamento do proprietário Jean-Baptiste Charpenay-Limon, onde todos os objetos estão à venda – das obras de arte na parede aos vinhos da adega (passando por livros, revistas, roupas e demais objetos de decoração). 

Queridinha de Napoleão, a Cire Trudon da Rive Gauche é a mais antiga loja de velas da cidade (tendo fornecido iluminação para o império e para a monarquia francesa).  De formatos, tamanhos, cheiros e cores variadas, elas são ótimas opções de souvenires e presentes criativos.

A flagship store da tradicional marca de sapatilhas Repetto também fica em Paris, em Opéra. Além de acessórios para dança, a loja trabalha com sapatos, bolsas e roupas que conquistaram fashionistas pelo mundo.

Referência em compras na cidade, a Galeries Lafayette reúne debaixo do mesmo teto sapatos, cosméticos, roupas, brinquedos, perfumes e joias, desde as marcas mais acessíveis até as grandes grifes – como Dior, Chanel e Ralph Lauren.

Por fim, se nenhuma dessas dicas te agradarem, a sugestão é fazer uma caminhada pela Champs-Élysées. Da H&M À Louis Vuitton (passando por Zara, Disney Store, GAP, Sephora, Mac, Nike, Adidas, Hugo Boss, Swarovski, Mont Blanc e muitas outras) a avenida mais famosa de Paris tem opções para todos os gostos e bolsos.

O que fazer à noite em ParisVida Noturna- Paris.jpg

Enquanto o público alternativo da cidade ruma para o Rosa Bonheur, um bar localizado dentro do parque Buttes-Chaumont que toca música pop dos anos 1990, os parisienses que gostam de hits mais comerciais seguem para o Concrète (um barco ancorado no Sena), que promove festas estilo all day long às margens do rio Sena.      

Para apreciadores de bom vinho, o Le Barav (cujo nome é uma abreviação de “bar à vin” – ou “bar de vinhos”), na République, poderia ser apenas mais um dentre vários com a mesma proposta na cidade. Mas ele tem seu diferencial: as caprichadas pranchas de tapas que atraem o público animado ao longo da noite. 

Concebido pelo cineasta David Lynch, o Silencio é um club privé localizado no 2ème arrondissement que oferece coloridos coquetéis para contrastar com o ambiente à meia luz.  Já o Rex Club, referência em música eletrônica, ficou famoso por possuir o melhor sound system da capital. Outra opção para os fãs de house e eletrônica é a Showcase – uma balada localizada debaixo da Ponte Alexandre III, que já promoveu apresentações de Will.i.am e Calvin Harris.

Sem fazer muito alarde, a primeira unidade do bem sucedido Le Perchoir foi inaugurada no topo de um prédio no 11° arrondissement.  Com vista 360ª para Paris, não demorou muito para que o bar a céu aberto se tornasse queridinho de turistas e locais. Para driblar as filas que começaram a se tornar rotina, a casa fez uma parceria com a loja de departamentos BHV e inaugurou também uma nova unidade na região do Marais.

Opinião de quem fez intercâmbio em Paris

Sylvia.jpg

"A primeira viagem que eu fiz com o STB foi para Nice, em junho do ano passado. Após um mês estudando francês na France Langue, decidi fazer uma pequena viagem pela Europa – foi nessa época que eu conheci meu atual namorado. Como ele mora e trabalha em Paris, decidi voltar para a França no final do ano para continuar meus estudos do idioma lá. Na época que estava escolhendo o curso, a LSI estava com um preço mais em conta que as demais escolas – e confesso que fiquei com receio de que, por conta disso, o serviço fosse ruim. Mas a verdade é que me surpreendi muito! A escola é incrível, tem ótima estrutura e turmas menores. Falamos em francês do início ao fim das aulas e há muitos textos para leitura e tarefas para serem feitas em casa. Além disso, a escola também promove atividades bacanas fora da sala de aula, como idas ao cinema, aulas de culinária e visitas a pontos históricos da cidade. Por isso sinto que evolui muito nestes dias de intensivo!”, Sylvia Regina, 30 anos, proprietária de e-commerce. Está fazendo curso de francês intensivo na LSI.

Curiosidades sobre Paris

Cafe em Paris

1. Seja educado, sempre. Ainda que os parisienses possam soar meio brutos, um bonjour ou merci podem fazer toda a diferença na forma como recebem você.

2. Inclusive, falar algumas palavras em francês, com a pronúncia certinha, pode te proteger da usual antipatia com english speakers. Por isso, decore as principais: bonjour (bom dia), bonsoir (boa noite), s'il vous plaît (por favor), excusez-moi (com licença), je ne comprends pas (eu não entendo).

3. Muitos cafés parisienses têm preços diferentes para quem senta no balcão, no salão ou na calçada. A calçada é sempre mais cara, mas pelo menos você pode ficar lá people watching pelo tempo que quiser.

4. Há muitos fumantes em Paris. Muitos! Então, se você estiver sentado numa dessas mesas da calçada, provavelmente terá vizinhos fumantes. Não se incomode ou olhe com cara de reprovação - você é que será o inconveniente.

5. Quer se vestir como um legítimo parisiense? Então aposte na elegância casual, com roupas básicas, um bom sapato (tênis de academia, não!) e roupas neutras. A arte de parecer chique sem esforço, sabe? Vale para mulheres também, que sempre usam maquiagem mais básica.

6. Se estiver pensando em chamar um táxi, esqueça. É muito mais gostoso andar a pé pela cidade - e existe até uma palavra francesa para isso, flâneur, que é caminhar sem destino pelas ruas em busca de experiências. Você tem um destino? Então use o metrô, bem mais rápido e econômico.

Custo de vida

Preço de uma refeiçao em Paris Refeição em restaurante estudantil: € 13.50
Preço de um lanche em Paris Mc Meal ou combo equivalente no Mc Donald’s: € 8
Preço do refrigerante em Paris Coca-cola (300ml): € 3.01
Preço do pao em Paris 1 baguete de pão: € 1.30
Preço do onibus em Paris Ticket de ônibus (ida ou volta): € 1.80
Preço do taxi em Paris Táxi (bandeirada): € 5

Quer fazer um intercâmbio em Paris?

E então, está convencido? Fale com o STB, que oferece cursos em Paris de diferentes durações - com certeza algum vai encaixar perfeitamente nos seus planos. Você ainda encontra as melhores condições para passagens aéreas, acomodação e seguro de viagem. Ah, e embarque com as dicas exclusivas do nosso aplicativo de viagem, o Tripbox STB! Está esperando o quê? Au revoir, mon ami!

 

FALE COM UM ESPECIALISTA EM INTERCÂMBIO

 

Tripbox STB

Tripbox STB

O Tripbox é um app de viagem criado pelo STB para viajantes, com organizador de compromissos, porta-documentos e dicas insiders das principais cidades do mundo. O aplicativo conta com uma equipe de jornalistas curiosos, nerds, inquietos e apaixonados por viagem que trabalha intensamente para oferecer o melhor aos viajantes. Quer saber mais? Baixe o aplicativo na App Store ou no Google Play. É grátis ;)

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: