a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

Desbravando Tóquio: por Gabie Godoy

A primeira vez que decidi embarcar rumo o Japão, tinha 19 anos. Acho que algo conectou na minha cabeça e passou a fazer sentido que viajar para a Ásia não era muito diferente do que ir a qualquer outro lugar, como a Europa. Agora, na segunda vez e com 23, pude aproveitar a cidade de outra maneira e vê-la com outros olhos, mais atenta à arquitetura, urbanismo, design, moda e arte.

Tóquio é uma metrópole totalmente apontada para o avanço, tanto tecnológico quanto filosófico. Algo que sempre me fascinou na cultura japonesa é a dualidade de como a sociedade se organiza, quão diferentes os pensamentos ocidental e oriental realmente são, quando falamos de respeito individual e espiritual. Para quem tiver mais interesse, me aprofundo muito este assunto nas minhas redes sociais (tumblr, instagram).

 

Torre Sky-Tree, vista da avenida próximo ao tempo Senso-ji em Asakusa, ao fundo obra de Philip Starck no prédio no topo do Asahi Beer Hall, 1989
Torre Sky-Tree, vista da avenida próximo ao tempo Senso-ji em Asakusa, ao fundo obra de Philip Starck no prédio no topo do Asahi Beer Hall, 1989

Meu nome é Gabriella Godoy, sou estudante de design e apaixonada pelo Japão, hard core nihon nerd autodidata do idioma and enthusiast.

Eu interagindo com a arquitetura incrível do Mode Cocoon Gakuen

 Me realizei muito quando separei alguns dias da minha viagem pra me perder pela cidade. Se estiver pela região de Shinjuku, comece o dia em frente à estação de metrô e trem olhando para a torre da Mode Cocoon Gakuen, dos arquitetos da Tange Associates, que você pode explorar depois. É uma faculdade e um prédio comercial, mas tem umas partes abertas ao público. Ao lado da estação fica um dos meus restaurantes favoritos da vida, o Mr. FARMER. Tem muitas opções veggies! Dica: café da manhã, trio veggie donuts (espinafre, abóbora e simples). Se estiver calor e você for meio sugar addict que nem eu, o Ice Caramel Latte deles é surreal, os smoothies e sucos também valem muito a pena. Tudo é bom demais! E eles têm um Water Bar, com refil à vontade.

Vista do prédio da estação de Shinjuku
Vista do prédio da estação de Shinjuku
 
Café da manhã no Mr. FARMER, Shinjuku
Café da manhã no Mr. FARMER, Shinjuku
 
Menu com muitas opções veggies e tudo orgânico

Don Quijote, Loft e Tokyu Hands são lojas que você aprende a apreciar de verdade quando vai ficando um pouco mais velho, naquele ritual de se perder no mar de possibilidades, de departamentos, ainda mais com as várias inovações de tecnologia japonesa. E já deixo a dica: se precisar comprar uma mala extra, a Tokyu Hands tem preços muito justos.

Harajuku St., Tóquio é um dos melhores lugares para se perder, get yourself lost in translation Harajuku St., Tóquio é um dos melhores lugares para se perder, get yourself lost in translation

 Um serviço também que merece ser muito valorizado é o do Bear Hug, uma das maiores franquias de massagem do país. Tem uma em Minato, bem central. Ainda mais depois de 27h de viagem (dessa vez eu voei direto, com escala em Abu Dhabi).

Templo Senso-ji, em um dos bairros mais bem preservados da cidade antiga Asakusa
Templo Senso-ji, em um dos bairros mais bem preservados da cidade antiga Asakusa

O templo mais surpreendente, na minha opinião, é o Meiji-Jingu, ao lado da estação de trem Harajuku e no meio do famoso Yoyogi-koen (koen em Japonês significa parque). Ver o contraste entre a cidade contemporânea e as construções passadas é incrível. Há também o templo Senso-ji, no bairro de Asakusa, que também se mistura com a correria do dia-a-dia e cuja área conta com arquitetura preservada de época.

 

Templo Meiji-jingu, no meio do parque Yoyogi
Templo Meiji-jingu, no meio do parque Yoyogi

Uma das marcas mais influentes do design sustentável é a MUJI! Ela tem uma rede de lojas espalhadas por todo Japão (além da Ásia, Europa e América do Norte), mas recomendo a flagship em Shibuya, que conta com um café orgânico e uma ampla seleção de mobiliário.  Ela foi fundada com base nos princípios de desenvolvimento de produtos simples por preços razoáveis e utiliza materiais pouco impactantes para o meio ambiente em diversas áreas: papelaria, utensílios de banheiro, produtos de beleza, artigos para viagem, roupas de cama, mesa, banho e vestuário, mobiliário e até comida. A MUJI vende um estilo de vida japonês super consciente e conectado com a sustentabilidade.

 

Interior de uma das lojas da MUJI, design sustentável, inovador e minimal por preços acessíveis Interior de uma das lojas da MUJI, design sustentável, inovador e minimal por preços acessíveis

Conhecer Tóquio por meio da gastronomia também foi muito divertido. No Tripbox você encontra todas as minhas dicas de restaurantes, em diversas zonas, gostos e bolsos. Mas você não pode perder o Murugi, restaurante tradicionalíssimo, onde diz a lenda que o primeiro Curry estilo Japonês foi criado. O pai das chefs era Ministro da Agricultura e depois de uma viagem à índia, em 1951, fundou o restaurante que sofreu pouquíssimas mudanças na decor desde então, assim como na receita do famoso prato.

Uma opção também bastante tradicional, porém mais rápida e veggie, são os ramens do T’s Tan Tan 100% vegan, na estação de metrô Tokyo. E se quiser comer o sushi mais fresco da cidade, vá de madrugada assistir ao leilão de atum mais famoso do mundo, no Tsukiji Market. Além disso, qualquer restaurantezinho estilo Izakaya vale a pena, pois o peixe acabou de sair do mar. Aventure-se!

Ao abrir qualquer guia, você vai ver que as opções de museus pela cidade são muitas e, se tiver tempo, quanto mais visitar melhor. O Edo Tokyo Museum é um dos passeios mais completos sobre a história da cidade, com modelos em escala real e uma linha do tempo até os dias de hoje.

 

Edo Tokyo Museum
Edo Tokyo Museum

Uma das exposições mais surpreendentes que já vi foi do artista contemporâneo Aida Makoto, no Mori Art Museum. Este museu, além de ter um deck de observação com vista 360° da cidade, é também o melhor lugar para conhecer artistas locais. Não deixe de folhear o livro dele na lojinha pra conhecer mais. Um dos principais focos de Makoto é criticar e exaltar a cultura japonesa. Suas obras são controversas, desconfortantes e incríveis.

 

Skyline Tóquio
Vista do observation deck do Mori Art Museum. No centro, a famosa torre de Tóquio, cartão-postal de qualquer anime digno dos anos 90 e início dos anos 2000

Dê uma passadinha também por Tokyo Midtown e conheça o 21_21 Design Sight, museu projetado pelo arquiteto renomadíssimo Tadao Ando. Tive a oportunidade de visitar a ilha de Naoshima e entrar em mais de uma construção dele, e nenhuma vez deixou de ser surpreendente.

 

21_21 Design Sight
21_21 Design Sight, projeto arquitetônico do renomado Tadao Ando
 
Detalhe do interior do 21_21 Design Sight
Detalhe do interior do 21_21 Design Sight

 

Shibuya Crossing, Takeshita-dori St., Harajuku St., Omotesando e Ginza são passeios ótimos e mega divertidos para compras, mas não deixe de se jogar na WE GO, espécie de uma Forever 21/H&M com preço bom também, mas com coisas bem mais legais. Tem também a Opening Ceremony e as várias vintage shops de morrer.

Mas duas lojas que não podem te escapar: as flagships em Aoyama do Yohji Yamamoto e a Comme des Garçons. Tóquio é um polo cultural, histórico e também comercial. Sem dúvidas o melhor lugar do mundo para se fazer compras é aqui. E mesmo que você não queira comprar, mas apenas conhecer, entrar em contato e aprender sobre moda, aqui também é o lugar.

 

Escadaria da Opening Ceremony Escadaria da Opening Ceremony, multimarcas super cool em Omotesando

 

E não menos importantes, vou falar também sobre os destinos para os amantes de animê e mangá, que são imperdíveis; Mandarake tem uma seleção de mangás old school de chorar, assim como bonecos, cosplays, acessórios. E se você quiser folhear algum livro, é só pedir para alguém no balcão abrir pra você, com clima bem dark e divertido, é a minha loja favorita. Se o que você busca é novidade, a Animatê de seis andares fica em Ikebukuro e sugiro que você separe umas boas horas do seu dia se quiser ver quase tudo.

 

Mandarake Algumas das muitas estantes para serem exploradas da Mandarake, em Shibuya, parada imperdível para os amantes de animê e mangá

A Super Potato, loja de games vintage é quase um nostalgia shop. Mesmo se não for comprar nada, vale o passeio, até porque fica em Akihabara, conhecida também como Electric Town, lugar perfeito pra comprar qualquer coisa ligada à tecnologia e também para se divertir em um de seus muitos fliperamas. Recomendo os da SEGA.

 

Gabie Godoy e Thi
Eu e o Thi, meu namorado e companheiro de viagem

Sozinha ou acompanhada, Tóquio é um dos destinos mais divertidos e enriquecedores, onde você consegue se ocupar e descobrir algo novo a cada esquina. É para os curiosos e amantes do design, arte, moda, passado e futuro. De longe a cidade onde tive maior facilidade para me locomover também. Além do metrô, a JR tem uma linha de trem que percorre a cidade inteira e que você tem acesso ilimitado, dependendo do ticket escolhido. Dá pra comprar o JR Pass direto com o STB mesmo! Se tiver a oportunidade, não deixe de ir.

Beijos!

Gabie Godoy

 

Tripbox STB

Tripbox STB

O Tripbox é um app de viagem criado pelo STB para viajantes, com organizador de compromissos, porta-documentos e dicas insiders das principais cidades do mundo. O aplicativo conta com uma equipe de jornalistas curiosos, nerds, inquietos e apaixonados por viagem que trabalha intensamente para oferecer o melhor aos viajantes. Quer saber mais? Baixe o aplicativo na App Store ou no Google Play. É grátis ;)

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: