a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

destaque-intercambio-em-nova-york-750x368.jpg

Intercâmbio em Nova York

Chegou a hora de realizar o grande sonho de fazer um intercâmbio em Nova York! Confira neste guia tudo o que você precisa saber sobre a Big Apple antes de embarcar nesta aventura. Seja curso de inglês ou estudo e trabalho em Nova York, nós garantimos: você voltará diferente e muito mais preparado para encarar o mundo! Vem saber mais:

Por que fazer um intercâmbio em Nova York?Empire State Building em Nova York no pôr do sol

Em Nova York, os monumentos e prédios icônicos dos cartões-postais são meros detalhes. Quem faz um intercâmbio em NY quer rua: quer ver gente do mundo inteiro, quer ver estilo, atrações 24h e uma energia incomparável. Do Central Park às peças da Broadway, passando pelos imperdíveis bairros trendy de Chelsea e Williamsburg, há novidades para uma vida inteira por lá. O que você está esperando?

Melhor época do ano para ir a Nova York 

Nova York é ideal em qualquer época do ano, até mesmo no inverno, com suas temperaturas negativas e muita neve. Não é por acaso que a cidade está sempre lotada de turistas. Portanto, a melhor época para visitá-la depende muito de qual for o objetivo de sua viagem.

Em Nova York, as estações são bem definidas, ou seja, o verão é bem quente, chegando a quase 30°C, a primavera e o outono têm meses de transição, alternando dias quentes e frios, enquanto o inverno é daqueles bem gelados, chegando a -10°C.

Se você não quer encontrar temperaturas extremas, é aconselhável visitar a Big Apple de abril a junho (primavera) e no início de outono (setembro a outubro). Em ambas as estações, o clima segue ameno e é possível caminhar nas ruas e parques tranquilamente.

Informações úteis de Nova YorkMulher na Brooklyn Bridge em Nova York

Telefone de Emergência: 911
Código DDI: 1
Código DDD: 212
Fuso Horário: -2 horas em relação à Brasília, sem contar o horário de verão
Temperatura: no verão, a temperatura média fica entre 32ºC e 38ºC; no, inverno em 1ºC
Voltagem: 110V
Moeda: dólar

O que fazer em Nova York

Dicas sobre o que fazer em Nova York: Central ParkÉ quase impossível resumir em um parágrafo o que fazer em Nova York, uma das cidades mais visitadas do mundo! Se é sua primeira vez na cidade, não há como escapar: você vai levar uma tarde inteira explorando o Central Park, subir para ver a vista panorâmica nos mirantes do Rockefeller Center ou do One World Trade Center, tirar uma foto do skyline com o Empire State Building, atravessar a pé ou de bike a Brooklyn Bridge, assistir a um musical da Broadway, navegar até a Estátua da Liberdade... Tudo isso sem falar nos melhores museus de arte do mundo, como o Metropolitan, o MoMA e o imperdível New Museum. É, Nova York é uma cidade que merece várias visitas, ou melhor, uma boa temporada! Que tal ter as atrações mais concorridas do mundo no quintal da sua casa?

Para saber mais sobre os pontos turísticos de Nova York e também descobrir dicas insiders, baixe o aplicativo Tripbox STB. Todas as informações deste post e muito mais estão disponíveis lá, gratuitamente. Encontre na App Store e no Google Play.

Como dar gorjeta em Nova YorkDólares de gorjeta em Nova York

O padrão em NY é 20% de gorjeta em cima do valor em restaurantes, táxis, hotéis e até cabelereiros. Para o porteiro ou carregador do hotel, US$ 20 é uma boa caixinha se você tiver malas pesadas. Ou seja, já prepare seu orçamento para as tips, elas não são opcionais.

Onde ficar em Nova York

Onde ficar em Nova York

É de se esperar que a cidade conhecida como a “Capital do Mundo” seja muito procurada por pessoas que gostariam de viver por lá. Nova York possui mais de oito milhões de habitantes e um número infindável de turistas querendo desvendar os seus segredos. Por lá, a disputa pelo m² para você chamar de seu é tão feroz quanto a da busca pelos melhores lugares em um espetáculo da Broadway.

No geral, o custo de vida em toda a cidade é elevado. Manhattan é o borough (região administrativa) mais conhecido, pois é onde ficam os principais prédios, pontos turísticos, restaurantes e centro financeiro. Por isso, é também a região mais cara de se viver. Se o seu intercâmbio em Nova York for por um período curto, a melhor opção é se hospedar em Manhattan para evitar um longo trajeto de transporte público, mesmo pagando um pouco mais caro por isso.

Porém, se o seu curso for superior a três meses, uma boa opção pode ser a região do Brooklyn. Ao longo das últimas décadas, o Brooklyn se desenvolveu, criou uma cena cultural forte e virou o queridinho dos jovens. Nesta área, a hospedagem sai mais em conta, porém o trajeto até o centro efervescente da “Big Apple” é um pouco mais demorado. Nada que o ótimo metrô não resolva!

Transporte público para o seu intercâmbio em Nova York

Metrô de Nova York

Vale a pena comprar um MetroCard, a forma mais fácil e barata de circular pelo transporte público durante seu intercâmbio em Nova York. Ele é aceito em ônibus e metrô e pode ser comprado em máquinas dentro das estações. Há duas opções: pay-per-ride (paga por cada uso) ou unlimited rides (que você paga um valor fixo pra usar à vontade durante um período). Se você for ficar mais de três dias na cidade usando o transporte, já vale a pena comprar o Metro Card ilimitado de uma semana. Para mais informações, consulte o site web.mta.info/metrocard/

Metrô

É a forma mais rápida de circular pela cidade. Pode parecer um pouco confuso no começo, por conta da imensa quantidade de linhas e estações, mas você aprende a usar o metrô de Nova York rapidinho. Tenha sempre um mapa do metrô em mãos, como o que está disponível gratuitamente no Tripbox, app de viagem do STB.

Ônibus

É uma boa opção para explorar a cidade com mais calma, aproveitando a vista da janela. Os ônibus podem fazer o mesmo percurso do metrô, mas levam o dobro do tempo. O pagamento pode ser feito apenas com moedas ou com o MetroCard.

Táxis amarelos

Você precisa andar no famoso táxi pelo menos uma vez, para ter a experiência completa de Nova York! Só fique atento no final da tarde, pois às 16h eles trocam de turnos e é mais difícil conseguir um táxi. Outro porém é a chuva - se estiver chovendo, esqueça e vá de metrô, ou prepare-se para perder muito tempo no trânsito. Todos os táxis aceitam cartão de crédito.

Onde comer em Nova York

Pratos do Lobster Roll, em Nova York

Esqueça os estereótipos: nem só de hambúrgueres e fast food se alimentam os americanos. É claro que eles são especialistas nessa área (e que as lanchonetes por lá são mesmo um must try), mas há muito mais a ser explorado no cenário gastronômico de Nova York.

Um exemplo são os brunches, tradicionalmente servidos aos finais de semana. Especializado em omeletes, sanduíches e nos clássicos eggs benedict, o Sarabeth’s de Upper East Side fica ao lado do Central Park e é uma ótima opção para conhecer o hábito de perto. Também vale visitar o Five Leaves, em Williamsburg, com deliciosas opções de quiches, panquecas e bolos, e o Prune, em East Village, famoso por sua omelete recheada de ostras fritas e molho tártaro.

Pouco comum no Brasil, os lobster rolls (ou sanduíches de lagosta) também fazem parte do cardápio nova-iorquino e podem ser encontrados de Lower Manhattan, no Ed’s Lobster, a Long Island, no The Lobster Roll Restaurant., passando pelo famosos Chelsea Market, no Cull & Pistol.          

As opções para quem deseja provar receitas típicas de outras regiões do mundo também são variadas. Localizada no Brooklyn, a pizzaria Roberta’s serve receitas napolitanas cobertas com vegetais frescos (que são retirados diretamente da horta cultivada no rooftop do restaurante). Os fãs de comida oriental também encontram a felicidade em Nova York: seja com os sushis do Bondst, em NoHo; com os noodles do Momofuku Noodle Bar, em East Village, ou com os saborosos temperos do tailandês Pok Pok, no Brooklyn.

Para amantes de carne, a sugestão é o Peter Luger Steak House, em Williamsburg, que serve cortes de carne cuidadosamente selecionados acompanhados de onion rings e creme de espinafre.  Já entre as melhores hamburguerias e lanchonetes da cidade estão a Bill’s Bar & Burger, a JG Melon e a Salvation Burger para citar apenas alguns.

Já para os veganos, o By Chloe tem deliciosos hambúrgueres com ingredientes naturais, e conta com restaurantes em bairros como West Village e SoHo. Para os adeptos de uma cozinha mais saudável, uma ótima dica é a rede Juice Press, que está espalhada por mais de 50 pontos em Nova York e oferece sucos e smoothies, além de pães, saladas e sopas: tudo homemade e com produtos orgânicos.

E para quem ama doces, o destino certo é o Eileen’s Special Cheesecake. Aberto desde 1975, a casa fica localizada em Lower Manhattan e é, de longe, dona do melhor cheesecake da cidade.

Onde fazer compras em Nova York

Loja de roupas em Nova York

Das grandes grifes ao fast fashion, lojas de todos os tipos estão espalhadas por Nova York. Na região do Brooklyn, por exemplo, vale conhecer a Beacon’s Closet, um brechó com preços acessíveis; a Brooklyn Slate Co., que vende peças de cozinha feitas de ardósia e, a Artists and Fleas Market, que funciona aos finais de semana e conta com mais de cem expositores (em sua maioria, artesãos locais).

O charmoso bairro do SoHo também oferece opções variadas. Para além das marcas mais conhecidas (como GAP, Forever 21, Armani, Prada e Converse), que podem ser encontradas na Rua Broadway, aproveite para explorar as lojinhas menos famosas. Na Saturdays Surf as roupas (voltadas para o público masculino) refletem um lifestyle praiano. Já na 3X1 você pode escolher entre comprar calças jeans exclusivas (de edições limitadas) ou criar o seu próprio par.

Clichê, mas não menos importante, a 5ª Avenida também faz parte do roteiro de compras em Nova York.  Comece o passeio pela Macy’s da 34th St. (considerada a maior loja de departamento do mundo, com nove andares) e depois aproveite para explorar a avenida mais famosa da cidade com calma. Alguns destaques são a Tiffany & Co. (que foi cenário do clássico filme “Bonequinha de Luxo”) e a Barnes & Noble (maior rede de livrarias do país).

O que fazer à noite em Nova York

Balada de Nova York

O excelente sistema de som, os modernos efeitos de luz e o espaçoso terraço deste antigo armazém são o segredo do sucesso da Output – considerada uma das melhores baladas do Brooklyn. No mesmo bairro, outro espaço responsável por agitar as noites nova-iorquinas é o Verboten, uma casa noturna estilo underground, com direito a exibições de vídeos psicodélicos nas paredes ao longo da noite.

Especializada em house e hip hop, a 1 OAK (do slogan “One of a Kind”) se tornou hot spot de celebridades no bairro do Chelsea - entre os muitos convidados ilustres que já passaram por lá, ninguém menos que Jay-Z e Beyoncé.

Outro lugar que não pode passar batido é o Beauty Bar, que deu novo sentido ao hábito de ir à manicure. O salão oferece drinques divertidos aos clientes e conta com DJs, bandas e até shows de stand-up comedy madrugada adentro.

Por fim, para admirar o skyline iluminado de Nova York, junte-se aos locais em seus happy hours nos rooftops da cidade. A dica é conhecer o Sky Room, localizado no topo do hotal Fairfield, da rede Marriott, na região central de Manhattan) e o 230 Fifth, na 5ª Avenida).

Opinião de quem fez intercâmbio em Nova York

Gabriel Nobrega em seu intercâmbio em Nova York

“Eu sentia que precisava sair da minha zona de conforto para conquistar a minha independência, e em Nova York isso aconteceu de forma muito maior e melhor do que eu esperava! Foram sete meses de aprendizados diários. Eu saí de lá superconfiante com o inglês e acredito que, em qualquer lugar que eu vá daqui pra frente, vou conseguir me comunicar tranquilamente.

Além disso, conheci lugares que eu só tinha visto em filmes e que eu mal podia acreditar que existiam de verdade! Um dos meus lugares favoritos era o Four Freedoms Park, que fica na Roosevelt Island. É um parque muito bonito, principalmente durante as estações mais quentes do ano (quando ainda há folhas nas árvores). Ele é todo simétrico, com árvores nas mesmas posições de ambos os lados e exala uma tranquilidade contagiante. Também gostava de assistir ao pôr do sol na George Washington Bridge – de onde se tem uma vista muito especial do skyline da cidade.

Na escola, eu cheguei a estudar em uma sala com pessoas de mais de dez nacionalidades diferentes! Tinha gente da Bélgica, da Suécia, da Espanha, do México, da Argentina, do Japão, da Coreia, da Arábia Saudita, da França, da Dinamarca... São pessoas que, apesar da distância, eu mantenho contato até hoje e quero levar para o resto da minha vida.”, Gabriel Nóbrega, estudante, 24 anos, fez curso de inglês na EC English de Nova York.

Curiosidades sobre Nova York

Táxis amarelos na Times Square, em Nova York

1. Nem tente pegar um táxi às 16h30 - os taxistas sempre trocam de turno entre as 16h e as 17h. Programe-se para sair antes ou depois.

2. Na verdade, se der, não pegue táxi at all. Você pode acabar preso no trânsito, ao lado de milhares de táxis com passageiros arrependidos por não terem pego o metrô.

3. Falando nisso, não se assuste ao ver o mapa do metrô. Parece confuso, e é, mas vale a pena desbravá-lo – ele leva a praticamente toda cidade e funciona 24h. Se tiver dúvidas, peça ajuda. Apesar de parecerem sérios, os novaiorquinos costumam ser bem solícitos – afinal, a maioria ali já foi turista também.

4. Nos finais de semana de verão, os locais adoram escapar para a praia ou as montanhas. Aproveite as ruas mais vazias para andar de ônibus e termine o dia em um bom restaurante, que vai estar bem menos concorrido.

5. O brunch aos sábados e domingos é uma das tradições novaiorquinas mais deliciosas. Você precisa vivenciar isso, ok? Mas sente-se à mesa antes do meio-dia, please.

Custo de vida em Nova York

Refeição em restaurante estudantil: US$ 18
Mc Meal ou combo equivalente no Mc Donald’s: US$ 8
Coca-cola (300ml): US$ 1.97
1 baguete de pão: US$ 3.59
Ticket de ônibus (ida ou volta): US$ 2.75
Táxi (bandeirada): US$ 2.50

Quer fazer um intercâmbio em Nova York?

Estudantes em intercâmbio em Nova York

O STB oferece diversas opções de cursos em Nova York, tanto curso de inglês quanto específicos para profissões. Você também pode optar por acomodação em casa de família, residência estudantil, hotel ou apartamento. Descubra o caminho para seu intercâmbio em Nova York com o STB, e ainda viaje turbinado com nosso app de viagem, o Tripbox. Portas em automático, decolar!

 

FALE COM UM ESPECIALISTA EM INTERCÂMBIO

Tripbox STB

Tripbox STB

O Tripbox é um app de viagem criado pelo STB para viajantes, com organizador de compromissos, porta-documentos e dicas insiders das principais cidades do mundo. O aplicativo conta com uma equipe de jornalistas curiosos, nerds, inquietos e apaixonados por viagem que trabalha intensamente para oferecer o melhor aos viajantes. Quer saber mais? Baixe o aplicativo na App Store ou no Google Play. É grátis ;)

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: