DESTINOS

6 FEIRINHAS DE RUA IMPERDÍVEIS PELO MUNDO

De Madri a Istanbul, descubra feiras de ruas incríveis que você tem que conhecer em sua próxima viagem!

Published

on

Quem nunca se embrenhou pelas feirinhas a céu aberto mundo afora que atire o primeiro souvenir! Até porque, é uma delícia ver o que cada mercado de rua tem a oferecer – de roupas a objetos handmade, passando por produtos típicos que você só encontra lá.

Mas vale reforçar que garimpar é preciso. Afinal também tem muita quinquilharia à venda nas tendas e barraquinhas… Portanto, olho clínico, paciência e intuição fashion antes de abrir a carteira!

A seguir, confira seis street markets imperdíveis para você conhecer pelo mundo. Quem sabe você não encontra tudo aquilo que nunca precisou, mas que sempre quis ter?

el rastro2El Rastro, Madri

Um dos maiores (e mais antigos) mercados a céu aberto da Europa, ele acontece sempre aos domingos e feriados. Por entre móveis, roupas, calçados, louças, selos, discos, obras de arte, bijuterias, brinquedos e todo tipo de velharia que se pode imaginar, restaurantes e barzinhos típicos lotam ainda mais as calçadas deste programa tipicamente madrileño.

Então, se no lugar daquele souvenir manjado, você é prefere levar um achado exclusivo de lembrança pra casa, este é o destino certo.

O que comprar: Tem de pra todos os gostos!. Na Calle de Ribera de Curtidores, por exemplo, é mais fácil encontrar produtos de primeira mão (como camisetas, bolsas e sapatos). Já nas ruas menores, estão os artigos mais antigos. Na Calle de Rodas se concentram os objetos que agradam colecionadores saudosos – como revistas, fitas cassete, moedas e até equipamentos para câmeras fotográficas antigas. E por aí vai…

Old Spitalfields Market, Londres

london3london 2

O hype ainda impera no East End. Até quando? Não sabemos, mas a feirinha de Spitafields é “o” sucesso. Vá às sextas-feiras, quando o ‘estoque’ é renovado.
O que comprar: Peças-chave que definem o ótimo street style londrino: cintos de couro, cachecóis, bolsas de segunda mão trazidas de longas viagens ou lançadas há mil coleções.

Grand Bazaar, Istanbul

GettyImages-904438560
Inaugurado em 1461, o Grand Bazaar é, até hoje, um dos maiores mercados cobertos do mundo, com 60 ruas e cinco mil lojas! É um passeio obrigatório pra qualquer um que visitar Istambul, mesmo que não tenha a intenção de comprar algo. Agora, se tiver, não se esqueça de uma regrinha básica: pechinche!
O que comprar: Joias, tapetes, cerâmicas, especiarias, chás, souvenires e muitas outras coisas.

Feira de San Telmo, Buenos Aires

buenos2 buenos

A feira, que ocupa cerca de 1km do bairro homônimo, acontece sempre aos domingos e é o principal atrativo da região. Para quem tem tempo de percorrer todas as lojas de antiques a recompensa é enorme: relíquias a preço de banana e achados de todos os estilos possíveis.

O que comprar: Chandeliers de cristal, prataria, vasos chineses e itens de colecionismo.

amsterdam-1Waterlooplein, AmsterdamReferência nacional de second hand no país que é referência internacional em second hand. Sim, holandeses amam comprar de segunda mão e são exigentes com a qualidade e o estado de conservação das roupas e objetos. Vai daí que nenhuma outra cidade do mundo tem tantas lojinhas e feirinhas vintage como Amsterdam. A de Waterlooplein, além de ser a mais antiga, é a melhor delas.

O que comprar: Livros, miniaturas, produtos handmade da Indonésia, roupas second hand…

Continue Reading
Click to comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *