DESTINOS

MELHORES DICAS PARA FAZER COMPRAS NOS ESTADOS UNIDOS

O Estados Unidos é um destino tentador para fazer compras; veja como não cair em cilada

Published

on

Fazer compras nos Estados Unidos é sempre uma ótima oportunidade para os brasileiros. Em relação aos valores que são praticados por aqui, muitos itens como roupas, eletrônicos e itens de decoração acabam saindo mais em conta. Assim, não é raro encontrarmos pessoas que viajam para lá apenas para voltar com as malas cheias.

Se você está planejando um intercâmbio para qualquer cidade dos Estados Unidos, essa pode ser uma grande oportunidade de unir o útil ao agradável. Estando mais tempo em uma mesma cidade você terá a oportunidade de pesquisar preços e encontrar aquelas oportunidades imperdíveis que em uma viagem mais curta a passeio talvez não fosse possível.

Nesse artigo, listamos 10 dicas imperdíveis para fazer compras nos EUA durante o seu intercâmbio. Já vá reservando espaço na mala para a hora de voltar.

1 – Veja a possibilidade de comprar pela internet

Há muitos sites que praticam preços mais acessíveis do que o visto em algumas lojas físicas. É o caso, por exemplo, da Amazon, que além de ter uma grande variedade se mostra muito competitiva em livros e eletrônicos. Se for o caso, pesquise antes e compre pela internet, pedindo para entregar os produtos no endereço em que você vai se hospedar. Obviamente, pergunte antes se existe a possibilidade de eles receberem os produtos para você.

2 – Outlets são mais baratos do que shoppings

Temos o costume por aqui de fazer compras em shoppings e, por isso, tendemos a achar que shoppings e outlets são tudo a mesma coisa. Por lá, no entanto, as coisas são diferentes. Nos outlets os preços são menores porque os produtos vêm geralmente direto da fábrica, sem intermediários, e há mais peças de coleções passadas. Porém, eles costumam ser mais afastados do Centro.

3 – Algumas lojas dão descontos extras para estrangeiros

Esse é outro grande benefício que os brasileiros podem aproveitar. Em alguns estados, como no Texas, a legislação permite que haja o reembolso de certas taxas pagas em alguns artigos, como roupas e sapatos. Nesses casos, basta ir até o serviço de “Costumer Service” da loja e apresentar o seu passaporte. Não são todas elas que oferecem isso, mas sempre é bom perguntar.

4 – Vai ficar em hotel? Verifique taxas extras

Alguns hotéis cobram taxas para receber pacotes, enquanto outros fornecem esse tipo de serviço gratuitamente. Por isso, se for o caso, sempre é bom perguntar antes para não ter nenhum tipo de surpresa depois. Uma dica: lojas como a Amazon têm armários espalhados pelas principais cidades do país. Você pode fazer suas compras e mandar entregar em um deles, sem custo adicional.

5 – Junte cupons e economize

Uma prática comum nos EUA é a de oferecer cupons de desconto para os clientes. Assim, observe as revistas turísticas, os sites oficiais dos outlets e mesmo os comprovantes fiscais de compra. Em todos esses lugares você pode encontrar vales-desconto para as próximas compras, economizando assim alguns dólares a mais.

6 – Evite usar o cartão de crédito

Uma boa dica para fazer compras em viagens internacionais é evitar usar o cartão de crédito. Isso porque o valor de conversão do dólar para reais não é o do dia da compra, mas sim o do dia do vencimento da fatura. Se o dólar subir, você vai acabar pagando mais caro. O melhor é levar dinheiro em espécie ou cartões pré-pagos.

7 – Vai comprar roupas e sapatos? Fique atento ao tamanho

A numeração das roupas e dos sapatos é diferente nos Estados Unidos em relação ao Brasil. E mesmo quando você se deparar com uma roupa “M”, saiba que o “M” de lá pode ser maior que o daqui. Assim, o ideal é provar sempre. Na dúvida, consulte uma tabela de conversão de medidas de roupas e sapatos.

8 – Fique de olho no limite de bagagem

Cada companhia aérea tem as suas regras de bagagens e você deve ficar atento ao peso máximo da mala despachada e à quantidade de malas que você pode despachar com a sua passagem. Em geral, cada passageiro pode despachar duas malas com até 23 kg cada. Clientes que tenham planos de fidelidade podem ter benefícios extras.

9 – Use o celular a seu favor

Passar 30 dias nos EUA usando o seu plano de dados do Brasil vai sair uma fortuna. O melhor a se fazer é comprar um chip de dados por lá e colocar a carga necessária. Você vai gastar muito menos e ainda pode usar a internet nas lojas para encontrar promoções e descontos. Acredite, o que você vai gastar com telefonia por lá é um investimento que no final das contas vai representar muita economia.

10 – Fique de olho na cota de alfândega

Brasileiros que viajam para o exterior têm direito a entrar no Brasil com o equivalente a US$ 500 em mercadorias isentas de imposto. O valor que exceder essa cota será taxado em 50% e, caso você tente burlar a fiscalização, a multa sobe para 100%. Em geral, roupas e itens de uso pessoal não entram nesse cálculo, mas eletrônicos sim. Portanto, não abuse e procure gastar um valor condizente com a sua realidade. Nada de trazer diversos produtos iguais para revender por aqui.

Gostou do artigo? Agora quando você for fazer seu intercâmbio nos Estados Unidos, certamente vai conseguir encontrar mais promoções.

Continue Reading
Click to comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *