qwed.jpg

Um fim de semana em Tampa Bay, Flórida!

Um pouquinho antes do inverno chegar aqui nos EUA, fiz uma viagem de 3 dias para um paraíso escondido aqui nos EUA. Quero dizer... não é tão escondido assim, pois a cidade é grande e bastante gente conhece, mas eu explorei de um jeitinho diferente, inclusive conhecendo os arredores.

Quando meu namorado ainda estava morando aqui nos Estados Unidos (ele é inglês e voltou pra Inglaterra há algumas semanas), fui visitá-lo na sua "ex casa" lá em Tampa Bay. Peguei um avião na Philadelphia numa sexta-feira de manhã e cheguei lá à tarde.

Como metade do dia já tinha ido embora, aproveitamos para curtir a cidade à noite. Conhecemos um pub inglês que fica dentro de um dos maiores shopping centers de Tampa e depois fomos em 2 baladas legais (coisa boa é que no estado da Flórida as baladas acabam às 4 da manhã, assim como em New York, não às 2h, como na Pensilvânia, onde eu moro).

Adorei tudo no primeiro dia, senti aquele clima descontraído e "praiano" que não via há muito tempo. Na Philadelphia e em New York as pessoas são mais "fancy", se arrumam demais, são extremamente preocupadas com o visual, principalmente as americanas. É um exagero desnecessário de maquiagem e roupas, não dá pra explicar. Não que em Tampa elas não sejam assim, claro que são, afinal ainda é uma cidade grande... mas é bem menos evidente que em Philly e em NY. Gostei. É como comparar baladas em São Paulo e Campinas com as baladas do Rio. O clima é outro!

No sábado, acordamos cedo para seguir um roteiro que eu havia preparado! Estava uma temperatura perfeita: nada de frio, mas também nada daquele calor infernal que costuma fazer na Flórida no verão e no comecinho do outono. Tive muita sorte.

Pegamos o carro e dirigimos umas 20 milhas para visitar dois parques (ou melhor, praias) estaduais muito lindas na região: Honeymoon e Caladesi Islands. Honeymoon Island é muito famosa pela sua variedade de conchas. Sabe aquelas conchas que se vê em filme e você até duvida se existem mesmo? Pois é, eu vi com meus próprios olhos. Uma delícia andar na beira da água e olhar pro chão... dá vontade de pegar um pote e ir enchendo de conchinhas, uma mais linda que a outra!

Lindas conchas de Honeymoon

 

Praia de Tampa Bay, Flórida!

A praia de Honeymoon Island é mais frequentada por moradores da região, então é bem tranquila! A areia é muito, mas MUITO branquinha e a água é bem clara, tudo perfeito. Estendemos nossa toalha na areia e ficamos um tempão lá só curtindo o momento, observando as pessoas, conversando sobre coisas aleatórias... uma paz!

Aí eu lembrei que o lugar que eu queria MESMO ir era Caladesi Island, pois havia lido em algum blog de viajantes independentes (vejam só que rolê alternativo) que esse era um dos "highlights" da região de Tampa Bay (pausa para uma curiosidade: fiquei sabendo que Caladesi Island foi escolhida 3 vezes consecutivas como a praia mais bonita dos Estados Unidos inteirinho!), mas sempre que eu colocava o endereço de Caladesi no GPS, ele nos levava para o mesmo endereço de Honeymoon Island! Aí fiquei toda confusa... mas perguntando aqui e ali, fui descobrir que em Honeymoon Island você pega um ferry (um barco) que te leva para Caladesi! Não lembro o preço, mas lembro que não foi de graça e nem muito barato e que, se não me engano, saía de hora em hora.

Como já estávamos meio sem o que fazer em Honeymoon, resolvemos ir assim mesmo. E tenho que dizer: foi perfeito, um dos lugares mais lindos que já conheci na vida! Queria ter ido mais cedo para poder explorar melhor a ilha! Sim, Caladesi é uma ilha de verdade... e digo mais: uma ilha praticamente deserta.

São quilômetros de areia da mais branca, do mar mais bonito e da menor quantidade de pessoas que já vi numa praia! Tem alguns lugares para piquenique e trilhas, dá para alugar canoas, equipamento de mergulho e outras atividades, mas não fizemos nada disso e nem vimos ninguém fazer, pois o lugar estava praticamente deserto mesmo! Uma delícia.

Encontramos uns banquinhos com coisas escritas e ficamos lendo... em um outro encontramos um óculos de grau daqueles bem antigos, muito esquisito. Parece que alguém tinha acabado de esquecer ali, mas quando se olhava para os lados não se via uma alma sequer!

Ficamos só curtindo a paz daquele lugar, desenhando coisas gigantes na areia, tomando coragem pra entrar na água gelada pra tentar aguentar mais de 10 minutos lá. Depois, estendemos as toalhas na areia mega linda e branca e ficamos parados esperando o sol nos secar, pois já tava dando frio!

No barco, indo para Caladesi Island

 

Beatriz Morgado, na praia Caladesi Island

Quase perdemos o horário do último barco para voltar pra Honeymoon Island, mas deu tudo certo. Chegamos a tempo e ainda deu tempo de curtimos o píer e um balanço romântico e old school que tem lá! Um outro casal chegou super atrasado, quase que foram esquecidos na ilha! O pessoal do ferry fez contagem várias vezes das pessoas e sabiam que tinha alguém faltando, mas os atrasados demoraram tanto para aparecer que eles pensaram estar fazendo as contas erradas!

Fiquei imaginando, e se a gente fosse esquecido e tivesse que passar a noite lá? Seria bizarro. Não tem nada além de mar, areia, mato e provavelmente uns bichos medonhos! Tem um quiosque que vende coisinhas, mas fechou cedo e devia abrir tarde. Ah, nosso celular nem pegava na ilha!!! Seria muito viver "Lost" por um dia, né? Ou nem tanto? haha.

Bom, depois de curtirmos muito esse paraíso escondido, voltamos pra casa queimados de sol (eu que sou brasileira fiquei bem, mas o inglês, coitado... vermelho, vermelhaço, vermelhante, vermelhuço, vermelhão!) e fomos pro Busch Gardens! O Busch Gardens é um dos lugares mais famosos de Tampa Bay! Bastante gente que vai pra Disney em Orlando acaba dando uma esticadinha em Tampa pra aproveitar o Busch Gardens, que é bem famoso por suas montanhas-russas radicais, coisa que na Disney não tem!

Na época que eu fui, estava tendo noites do terror, o Howl-O-Scream, pois estava perto da data do Halloween. Durante o Howl-O-Scream, o parque abre das 8 às 2 da manhã. Nem todos os brinquedos funcionavam, mas todas as montanhas-russas estavam abertas e haviam também algumas atrações especiais temáticas. Enquanto a gente andava pelo parque, sempre SUPER escuro, levávamos susto de diversos monstros, zumbis e personagens de filmes de terror que ficavam andando no meio da galera ou que surgiam das moitas do parque. Medonho. Era tudo muito bem feito para criar um clima de suspense, levei altos sustos, parecia criança! haha Adorei!

As montanhas-russas são sensacionais. Para quem gosta de adrenalina, taí a dica... nunca vi nada igual na vida! Quase dei pra trás em 2 das 4 que fui... mas encarei o negócio e não me arrependo!

Busch Gardens, na Flórida

Busch Gardens, na Flórida

No dia seguinte, domingo, tive boa parte do dia para aproveitar, pois meu voo seria só às 7 da noite e meu namorado morava a 10 minutos do aeroporto de Tampa, uma sorte! E nessa região, por ser perto do aeroporto, também há muitos hotéis e fica bem em frente à baía de Tampa. Ele havia me falado que ali perto tinha um monte de lugares em que podíamos alugar jet skis para dirigir na baía, que é LINDA de morrer, por sinal!

E esse foi o melhor programa do dia: alugamos um jet ski só, pois eu nunca havia dirigido um e não me sentia muito confortável indo sozinha, sei lá. Vai que eu caísse do negócio e não conseguisse mais subir... muito trágico!!! Então pegamos um só, ele me ensinou como o negócio funcionava e fomos revezando na direção X passageiro! Nossa, me realizei!!! Me senti numa Harley-Davidson aquática, cheguei a 80 milhas por hora (não lembro quantos quilômetros isso dá, mas sei que é bastante para um jet ski!!!). E é claro que na primeira tentativa já caí na água, bem patético, mas depois agi como profissional. Muito divertido! Queria fazer isso todos os dias :)

Depois da aventura na baía, ainda me sobrou um tempão até o horário do voo! Decidimos parar numa loja de esportes, compramos duas raquetes de tênis das mais baratinhas e bolinhas e fomos jogar. Meu namorado morava num condomínio onde havia 2 quadras de tênis novinhas e brilhantes esperando por mim! Sempre quis morar num lugar com quadra de tênis, acho que eu seria uma pessoa muito mais saudável! Aproveitei bastante esse momento único, haha!

Passamos o resto da tarde jogando, uma delícia. Uma das coisas que mais gosto de fazer nessa vida, mas que infelizmente meu joelho machucado não me permite fazer com tanta frequência, muito menos a correria da minha vida auperiana. Mas um dia, quem sabe, volto a praticar :)

7h da noite, hora de entrar no avião e deixar o paraíso :( Foi um dos meus melhores fins de semanas aqui nos EUA desde que cheguei, se não O melhor! Queria ter ficado mais tempo, mas o trabalho me esperava! Essa é a vida de um Au Pair: trabalhar duro durante meses para conseguir alguns dias de muita diversão. Acho que vale a pena!

Espero que tenham gostado do post! Se um dia forem para a Tampa Bay, não deixem de explorar melhor a região! O Busch Gardens é sensacional, mas há muito mais naquele lugar para ser aproveitado!

Beatriz Morgado

Beatriz Morgado

Sempre em busca de uma experiência inesquecível, Beatriz, estudante de publicidade e propaganda, resolveu embarcar para os Estados Unidos para ser Au Pair! Acompanhe como ela encara uma rotina cuidando das crianças no estado da Pensilvânia e ainda arruma tempo para estudar francês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: