a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

Smithsonian Institute e outras curiosidades sobre Washington, DC

Uma das vantagens de morar na Pensilvânia é estar pertinho de Nova York, New Jersey, Delaware, Virginia e DC, estados com bastante coisas legais para explorar em viagens de fins de semana, que acabam sendo a melhor alternativa para quem quer passear durante o programa Au Pair fora das férias!

Depois do bate-e-volta em New York, eu e minha fiel escudeira Kainara, resolvemos explorar a famosa cidade do presidente: Washington, DC!

Uma amiga da Ká acabou de chegar nos EUA e está morando numa área ótima em Washington. E sim, ela também veio como Au Pair e está se dando super bem! :-) Com a vantagem de termos onde ficar (a host mom dela, um amor, até comprou um colchão extra para que ela possa receber as amigas) e nem nos preocuparmos com hotel, não pensamos duas vezes em ir pra lá passar um fim de semana.

Pegamos ônibus da empresa Megabus na sexta à noite, que saiu de Philadelphia direto para Washington DC. A viagem durou 3 horas. Chegamos lá à noite para podermos acordar cedo e aproveitar o máximo do sábado.

Logo de cara já amei o fato de saber que DC tem metrô pra todo lado e é super fácil de se entender com as linhas. Eu tenho um QI super baixo para esse tipo de coisa, até hoje nunca consegui entender bulhufas de como funcionam as coisas em Nova York (acho que preciso de aulinhas com a Baunilha...) e acabei gastando uma fortuna de táxi em Paris porque não conseguia entender como funcionava tudo aquilo. Até hoje, os únicos lugares que consegui me adaptar ao metrô foi Londres, Chicago e Washington! Achei o sistema de todos esses lugares super parecido com o de São Paulo, que já estou acostumada, então peguei "as manhas" rapidinho! Além de tudo, todas as estações de metrô que parei em Washington são LINDAS, organizadas e limpíssimas!!! Nota 10! :-)

Com meu guia Lonely Planet na mão, fui lendo e descobrindo diversas coisas interessantíssimas sobre DC: Além de ser a cidade onde reside o Presidente Barack Obama, a cidade também é conhecida pelas maravilhas de uma outra pessoa: James Smithson! Mas peraí... quem é esse cara?

A história é longa e complexa, mas basicamente James é um cientista britânico que NUNCA visitou os Estados Unidos, mas “deu de presente” ao país o Smithsonian Instituiton, que é simplesmente um complexo GIGANTE de museus! O maior complexo de museus do mundo, diga-se de passagem.

E sabem o que é o mais legal disso? TODOS os museus que fazem parte do Instituto Smithsonian são de graça, isto é, praticamente 90% dos museus da cidade de Washington, DC. Mas por que de graça, minha gente? Porque o James Smithson queria nada mais, nada menos do que difundir o conhecimento pelo mundo e achava que não faz sentindo algum as pessoas terem que pagar por isso! Justo ou não?

Uma antiga propaganda no metrô de Washington dizia que para ver tudo que está presente no Instituto Smithsonians era preciso viver 80 anos e visitar os museus oito horas por dia e sete vezes por semana. E acho que é verdade mesmo, pois há mais de 150 milhões de objetos dentro de 19 museus que englobam o complexo. Bastaaaaaaante, hein!

Smithsonian Visitor Center: o primeiro prédio (ou seria um castelo?) do Instituto Smithsonian em DC. Foi aí que tudo começou!

Com certeza Washington merece muito mais do que um fim de semana para ser explorado, não só pelos museus, mas também pelas outras atividades que a cidade oferece.

Passeando pelas ruas, pudemos observar a arquitetura da cidade, que mistura prédios antigos com outros super modernos. E é claro que não deixamos de passar na frente da Casa Branca! Seria difícil de notar se não houvesse uma quantidade gigante de protestantes lá na frente, pois a casa em si achei bem pequena, viu? Mas acho que mais do que suficiente para o presidente dos Estados Unidos morar com sua família, né?

Soube que o fluxo de pessoas fazendo protestos lá na frente é constante! 24 horas de megafones, placas, panfletos e grupos uniformizados botando a boca no trombone para todo tipo de assunto: vi protestos relacionados a guerras, protestos anti-bomba e relacionados ao exército americano também. Assim como vi vegetarianos levantando placas de apoio ao vegetarianismo com fotos de vaquinhas e galinhas mortas. Um horror. Vi grupos religiosos de todos os tipos e também pessoas esquisitíssimas fazendo propaganda sei lá do quê.

É impressionante a quantidade de pessoas andando nas ruas de Washington! São multidões de turistas misturados com moradores. As calçadas são lotadas de gente e de banquinhas vendendo canecas com a foto sorridente do Obama, toalhas de mesa com o rosto da primeira-dama e ímãs de geladeira com a imagem da Casa Branca. Acho que isso acontece porque o complexo de museus é gigante e deixa tudo junto. E tudo isso ainda é perto da Casa Branca, bem ali no centrão, e também do Washington Monument!

Falando em Washington Monument, tá aí outro ponto turístico da cidade que vale a pena parar para observar. Eu sei que praticamente toda cidade grande tem um obelisco, mas nunca havia visto um tão alto quanto o de DC! Ele foi construído para comemorar a presidência do primeiro presidente (não diga?) dos Estados Unidos. Adivinhem quem é... tchararam... isso mesmo, George WASHINGTON!

E sabem porque esse monumento é tão famoso? Porque dizem ser o maior edifício feito de pedras do mundo e também o maior obelisco no mundo! Mas há várias contradições quanto a isso, pois parece que o edifício não é inteiro feito de pedras. Sua construção foi feita em duas épocas diferentes em que pedras de mármore foram usadas no começo, mas finalizaram com outro tipo de material. Inclusive, podemos ver a diferença de baixo para o topo do obelisco. Mas e aí, né? Continua sendo grandão!!!

Até a metade  de 2011, era possível subir no topo do Washington Monument e ter uma visão bonitona da cidade, mas o terremoto que ocorreu aqui na costa leste em agosto do ano passado (eu estava aqui, gente, foi terrível!) abalou a estrutura no topo do obelisco e fecharam para reformas por tempo indeterminado, então infelizmente não pude curtir essa parte do passeio. Espero que reabram logo :)

Enfim, esses são só alguns dos muitos motivos que me fazem recomendar uma visita a Washington, DC, para todo mundo que eu conheço!

Nos próximos posts vou falar um pouquinho das visitas que fiz a alguns dos museus e de exibições exclusivas que valem a pena demais!

Até breve!

Beatriz Morgado

Beatriz Morgado

Sempre em busca de uma experiência inesquecível, Beatriz, estudante de publicidade e propaganda, resolveu embarcar para os Estados Unidos para ser Au Pair! Acompanhe como ela encara uma rotina cuidando das crianças no estado da Pensilvânia e ainda arruma tempo para estudar francês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: