Seis coisas que gosto nos EUA que gostaria de ter no Brasil

Oi Gente! Bom, para começar, eu não sei se os tópicos que coloquei na minha lista são válidos para todos os Estados Unidos ou somente para a Pensilvânia, onde eu moro! Portanto, se alguém tiver algo para compartilhar em relação aos outros estados americanos, será bem legal! Só deixar um comentário no post!

E também não sei se essas coisas listadas já existem no Brasil em algum canto! Escrevi o post baseado na minha experiência própria e nos lugares em que já morei no meu Brasil amado! Fiquem à vontade para compartilhar suas opiniões também, hein! Vamos lá!
 
 1- Bibliotecas públicas de ótima qualidade
Praticamente toda semana vou com minhas crianças à biblioteca "alugar" alguns livros, filmes, seriados e até mesmo CDs! Tudo isso de graça. E aqui na região onde eu moro, o condado de Bucks (ou Bucks County, em inglês), que engloba diversas cidadezinhas no lado oeste do estado da Pensilvânia, pertinho da Filadélfia, as bibliotecas são todas "parceiras", ou seja, se você está procurando por algum livro ou filme específico que não tem na biblioteca da sua cidade, você pode pedir aos bibliotecários e eles entram em contato com todas as outras unidades para trazer exatamente o que você está procurando. É demais! Você tem acesso ao acervo inteiro da região!
Assim que o livro que você pediu chega na bilbioteca próxima da sua casa, o pessoal te manda um e-mail avisando que está lá e é só passar pra buscar. Que delícia! É praticamente viciante.
Além dessa facilidade, a biblioteca oferece diariamente atividades para crianças de manhã e aos sábados. As atividades englobam leitura de histórias, teatrinho, atividades de coordenação motora, arts and crafts e até concurso para construtores de Lego!
1. Minha menina mostrando os livros que pegou! 2. Biblioteca de Bucks County (ainda estava nevando!) 3. Meu menino no banquinho da biblioteca tentando alcançar alguns filmes
 

2- Wawa

O Wawa é, sem dúvida, meu lugar favorito aqui nos EUA, acho que já comentei dele em algum post por aí, mas vale à pena repetir! É uma loja de conveniência e posto de gasolina que funciona 24h. Ok, no Brasil também tem posto de gasolina com lojinha de conveniência funcionando 24 horas! Mas peraí... não estamos falando de qualquer lojinha, estamos falando do Wawa!!!
Lá, a gasolina geralmente é bem mais barata do que nos postos concorrentes (Lukoil, Sunoco, Gulf, etc) e ainda tem um serviço de conveniência de primeira. Simplesmente TUDO no Wawa é delicioso e barato. Tudo! É o melhor lugar para matar a fome depois da balada, para tomar um brunch reforçado ou para pegar um café acompanhado de um cookie só pra não passar o dia em branco! E se tem alguma emergência, o Wawa vende tudo: de absorventes a camisinhas, de pão com manteiga a sopa de cebola. Uma vez, estava na praia com umas amigas e fomos para a balada de bicicleta (coisa comum, acreditem). Quando a noitada acabou, ficamos com muita preguiça de voltar pedalando pra casa, que era meio longe e acabamos indo dormir na casa de um amigo, que tinha uns quartos extras. Pra isso, passamos no Wawa umas 3 da manhã pra comprar escova de dente, pasta de dente e... desodorante!!! Nunca esqueço desse dia. Wawa sempre salvando vidas!
O Wawa é mais famoso na costa oeste dos EUA, pois só está estabelecido nos estados da Pensilvânia (onde surgiu), New Jersey, Delaware, Virginia, Maryland e alguns Wawas pingados lá na Flórida! Qualquer pessoa de outros estados que visita a gente aqui em PA, volta pra casa apaixonada pelo lindo e encantador Wawa!
wawa-ok
Wawa do meu coração! <3

3- Água de graça nos restaurantes
Acredito que no Brasil, se você pedir, qualquer pessoa te dará água de graça nos restaurantes... mas se te derem um copo de vidro ou descartável com uma água que você não conhece a procedência, você tomaria numa boa ou preferiria comprar uma garrafinha?
A diferença é que aqui nos EUA você nem precisa pedir, é costume.
Primeiro porque é hábito de 100% dos americanos que já conheci beber água da torneira, que eles chamam de "tap water". Eu não sei exatamente porquê, mas foram pouquíssimas as casas que eu vi aqui que tem aqueles filtros com galões ou que compram garrafas de água como nós fazemos.
A água da minha casa americana vem direto do poço, então acho que tem um gosto horrível, sei lá... de cloro, não sei explicar. Não consegui acostumar com isso, portanto a cada duas semanas compro um engradado de garrafinhas de água e deixo no meu quarto.
Minhas crianças só tomam água da torneira, assim como as visitas... colocam um gelinho no copo e pegam a água direto da pia!
Nos restaurantes, é muito comum que os garçons já te tragam um copão enorme de água com gelo e uma rodelinha de limão antes mesmo de você fazer seu pedido. E mesmo que você peça outra bebida, geralmente trazem a água de qualquer maneira.
Por causa disso, peguei um costume enorme de beber água em vez de outras coisas durante as refeições. Economiza uma boa grana! :P
Já que a água tá ali, pra que pedir outra coisa? Ainda mais que bebida nos EUA costuma ser muito cara, principalmente se considerarmos as taxas e os 20% de gorjeta praticamente obrigatórios!
Desde que cheguei aqui, conto nos dedos as vezes que tomei refrigerante! Foi um hábito bom que adquiri, espero que continue no Brasil!
4- Vestuário com preço justo
Sou meio suspeita pra falar desse assunto, pois não sou uma pessoa que gasta muito com roupa ou que vive passeando em shopping. E sou muito menos ligada em moda e coisas do tipo! Mas uma coisa é rapidamente percebida por qualquer pessoa que sai do Brasil para morar nos EUA: a diferença de preço dos vestuários são absurdas!!!
Aqui, com 100 dólares (aproximadamente 180 reais) compro TANTA coisa! Sério, compro umas 2 calça jeans boas, um vestido legal e umas 2 ou 3 blusinhas. Claro que não tô botando roupa de grife no meio, mas coisas que dão pra usar numa boa e que são vendidas por um preço justo, sem considerar a marca.
Quando saí do Brasil, lembro que não pagava menos de 100 reais numa calça jeans decente (com bom caimento, lavagem e corte), menos de 60 num vestido legal e menos de 40 numa blusinha simples. Não sei se eu tava procurando nos lugares errados, mas aqui acho com muita facilidade.
E sapatos, então!!! Eu acho que Guess é uma marca que costuma ser boa e cara. Comprei uma bota ARRASO dela por 50 dólares aqui nos EUA e chuto que no Brasil custaria uns 300 reais!!!
Minha mãe mesmo anda comprando alguns sapatos online e mandando aqui pra minha casa nos EUA! Já dei uma usadinha numa botinha de inverno que ela comprou e quando o inverno acabar aqui e começar lá, só mandar pelo correio. Mesmo com o frete sendo caro, ainda compensa muiiito se considerarmos o preço de qualquer sapato no Brasil!
Vai demorar pra eu acostumar com os preços daí de novo, viu. Agora entendo porque tanto brasileiro vem pros EUA fazer compras. Não tem nada de chique nisso, minha gente. Vale a pena!!!
As imagens das roupas acima foram todas tiradas do site da loja Forever 21
 
 
5- Shows das bandas que eu gosto
Nada contra música brasileira, sei da beleza e do poder da cultura que nosso povo tem, mas infelizmente eu nasci com um gosto musical quase 100% "gringo" e fico chateada em saber que é muito raro ter shows das bandas que eu gosto no Brasil, sendo que aqui nos EUA eles tocam quase sempre. É sempre o primeiro país a ser considerado para a realização de turnês e tudo mais.
Recentemente, fui ao show do Van Halen, uma banda que adoro e que nunca nem tive esperanças de assistir no Brasil. E olha... ano passado até que várias bandas que eu gosto apareceram no BR, como Whitesnake e Lynyrd Skynyrd, mas na maioria das vezes em festivais, o que não é a mesma coisa de um show solo, na minha opinião!
Se eu tivesse mais tempo livre durante e mais dinheiro pra gastar, iria em shows toda semana aqui nos EUA!
Os próximos em vista são Aerosmith, Red Hot Chilli Peppers, John Mayer e Alice Cooper!
AC/DC, Whitesnake, Foo Fighters e Aerosmith são algumas das bandas que me fazem feliz!
 
6- Incentivo aos esportes e academia por preço justo 
Eu simplesmente AMO o fato de praticamente todas as crianças americanas estarem envolvidas em atividades extracurriculares e educação física ser uma das principais disciplinas nas escolas.
A maioria das escolas públicas possui estruturas muito boas para atividades esportivas, como aparelhos de ginástica olímpica, campos de futebol e/ou futebol americano e rugby, quadras de basquete e vôlei, piscinas para natação etc. Acho isso muito, mas muito legal mesmo.
As minhas crianças mais velhas fazem diversas atividades quando não estão na escola: minha menina faz balé, ginástica olímpica e natação durante o verão, outono e comecinho do inverno. Meu menino faz karatê, baseball na primavera e no verão e natação nas mesmas épocas que a minha menina. Até mesmo meus babies gêmeos fazem "aula" de ginástica 1 vez por semana (nada profissional, só um lugar enorme com alguns brinquedos para que possam correr e fazer exercício) e aula de música e dança durante o outono, que é bom para movimentarem o corpo e desenvolverem a coordenação motora.
As academias de ginástica possuem preços muito bons. Eu, por ser Au Pair, consegui uma bolsa anual que cobre tudo na academia, inclusive aulas como ioga, body pump, spinning e dança por 130 dólares! 130 dólares O ANO! Na academia mais furreca que já conheci na minha vida no Brasil, pagava, no mínimo, 120 reais o mês para poder usar tudo... e às vezes o tudo era praticamente NADA!
Eu faço no YMCA de Doylestown, que é bem grande e posso até usar a piscina (!) e as quadras esportivas, mas fica bem longe de onde eu moro. Mesmo assim, o custo benefício vale muito a pena, melhor negócio que já fiz na vida!
Minha host family tem o "full family membership", que é a mesma coisa que eu tenho só que pra família. Por causa disso, minhas crianças podem fazer diversas atividades de graça ou com bons descontos lá mesmo como, por exemplo, as aulas de natação e as atividades dos bebês: ambas são oferecidas pela YMCA.
Minha menina na aula de balé!
 
Por hoje é só, pessoal! Espero que tenham gostado do post!
Estou preparando um com as coisas que gosto no Brasil que eu gostaria que existissem aqui nos EUA! A lista é grande, mas tenho que resumir pensando nas coisas que realmente me fazem falta. Brasil, seu lindo! Saudade!
 
 
Beatriz Morgado

Beatriz Morgado

Sempre em busca de uma experiência inesquecível, Beatriz, estudante de publicidade e propaganda, resolveu embarcar para os Estados Unidos para ser Au Pair! Acompanhe como ela encara uma rotina cuidando das crianças no estado da Pensilvânia e ainda arruma tempo para estudar francês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: