a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

stbok2-1.jpg

Saiba como funciona o EASY – seguro viagem internacional

 Arrumar a mala, comprar as passagens, decidir em qual escola estudar... Verdade: fazer intercâmbio requer muitos preparativos. Mas tem uma coisa TÃO importante quanto, sei lá, escolher o seu destino. Ele se chama assistência médica internacional. Não, não dá pra viajar sem (e, dependendo do destino,  é obrigatório para entrar no país!). Soube que as escolas em que eu estudaria aqui em NY exigiam  a assistência médica e relaxei quando o pessoal do STB me apresentou o EASY. Sei que é clichê dizer que a gente não quer que nada de ruim aconteça, mas, né, vai que... Fora que, alou, por um, dois, três, seis meses, não importa, você vai morar nesse novo lugar. É importante saber que vai existir alguém pra cuidar de você se rolar uma ziquizira, né!? hahaha

Bom, eu (ainda bem!) não precisei usar o EASY ainda, mas aprendi direitinho como tudo funciona para o caso de precisar. Antes de sair do Brasil, além dos documentos com todas as informações, recebi um cartãozinho tipo salva-vidas. Você deve andar com ele por perto SEMPRE e ligar para a central  caso precise de atendimento. Fiquei sabendo que, se for necessário, um médico entra em contato com você para ajudar a avaliar o caso e decidir qual é o melhor lugar para o tratamento. Para as ocorrências mais simples, tipo consultas médicas, nem é preciso entrar em contato com a central. Basta buscar o atendimento médico em clinicas ou hospitais.

Tranquilidade garantida! Há vários tipos de planos (que envolvem maior ou menor cobertura). Para saber mais detalhes (inclusive os preços) é só clicar AQUI
Para saber mais sobre a minha viagem, é só acessar o meu blog www.karolpinheiro.com.br
Beijos, beijos

Karol Pinheiro

Karol Pinheiro

Karol Pinheiro é jornalista, trabalhou na revista CAPRICHO por 8 anos, ama a Disney e acredita no poder do destino. Gosta de escrever sobre tudo o tempo todo e acha que, um dia, vai poder conhecer todos os lugares do mundo através do teletransporte. Por enquanto, vai de avião mesmo para a Big Apple viver todas as dores e amores do intercâmbio por seis longos e maravilhosos meses.

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: