asdfg.jpg

Mitos e verdades sobre fazer intercâmbio


Resolvi escrever esse post por: motivos de experiência própria! Muito antes de imaginar que o meu sonho de fazer intercâmbio em NY se tornaria realidade, passava horas (às vezes dias) me questionando sobre várias dúvidas. Agora, enquanto digito essas palavras, olho pela janela do meu dormitório depois de ter voltado da aula de inglês na escola ELS, que fica pertinho do bairro do Soho e penso: como eu queria ter tido uma amiga intercambista para me ajudar naqueles momentos de incertezas. Espero servir exatamente assim para você! =)

Mitos
Você precisa saber falar inglês (ou o idioma do lugar onde vai morar)
Maior mentira do mundo! É óbvio que ter uma base (mesmo que bem pequena) é bom e ajuda nas horas de perrengue, mas a verdade é que há escolas que começam de níveis bem básicos, para quem não sabe NADA MESMO. Conheci amigos brasileiros que embarcaram com a cara e a coragem (e sem nenhum "hi" na mala) e que voltaram para casa mandando MUITO bem no inglês!

É impossível pagar
Acredite: para tudo há um jeito. Economizar durante muito tempo, parcelar, escolher um destino mais barato, reduzir um pouquinho o tempo de permanência no país, encontrar uma boa promoção... É óbvio que cada caso é um caso, mas é só conversar com quem foi: pagar o intercâmbio é menos assustador do que parece.

Vai ser tipo férias...
Olha, pode até ser que sim (já que sempre rola tempo para pagar de turista), mas desencane sobre descansar e ficar à toa de boa. Isso simplesmente não vai acontecer! Fazer intercâmbio é se desdobrar para dar conta de aprender, ir às aulas, estudar, fazer lição de casa,  visitar lugares legais , curtir as lojas... Cumprir sua lista de tarefas vai dar trabalho, mas compensará cada segundo!

Verdades
Você fará amigos de vários lugares do mundo
Que delícia poder dizer que, sim, essa é uma das melhores partes do intercâmbio. China, Japão, Argentina, Peru, França, Suíça, Russia, Arábia Saudita, Turquia, Coréia, Panamá, Espanha, Cazaquistão... Sei que vai parecer brincadeira, mas depois de 5 meses morando em NY, tenho amigos de todos esses lugares do mundo (e moradia garantida caso eu queria visitar alguns deles hahaha).

É o melhor jeito de aprender outro idioma
Sim, existem outros meios para esse mesmo fim, mas nada é tão eficaz (e delicioso) quanto poder sair da sala de aula e colocar em prática o que antes só existia nos livros. Pra mim, fazer esse intercâmbio tem sido mais do que aprender inglês, tem sido viver o inglês!

Vai ser a experiência mais enriquecedora da sua vida
E bota enriquecedora nisso! Nada é comparável a estar num novo país, com novas pessoas, dentro de uma nova cultura... Ter que lidar com o desconhecido o tempo todo torna qualquer pessoa muito, muito mais forte e preparada para os desafios da vida. Eu garanto que você voltará pra casa uma nova versão, muito melhor de você mesmo!

Gostaram das dicas? 
Me contem o que mais vocês querem ler aqui!

Beijos, beijos
www.karolpinheiro.com.br

Karol Pinheiro

Karol Pinheiro

Karol Pinheiro é jornalista, trabalhou na revista CAPRICHO por 8 anos, ama a Disney e acredita no poder do destino. Gosta de escrever sobre tudo o tempo todo e acha que, um dia, vai poder conhecer todos os lugares do mundo através do teletransporte. Por enquanto, vai de avião mesmo para a Big Apple viver todas as dores e amores do intercâmbio por seis longos e maravilhosos meses.

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: