a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

lakemead1.jpg

Férias nos EUA! Parte 7 – Skydiving em Las Vegas!

Lake Mead visto do ar! Aquela ponte na parte inferior é Hoover Dam, que comentei no post anterior!

Minha mãe não gostaria de estar lendo esse texto agora, pois ela ficou furiosa e quase teve um ataque do coração quando descobriu, por um post meu no Facebook, que uma das minhas aventuras em Las Vegas foi fazer nada mais nada menos do que Skydiving! Mãe... sorry!!!

Pois é minha gente! Naquela cidade louca, meu lado radical desabrochou completamente! Tô brincando, não foi bem assim. Essa era uma ideia que eu já estava cultivando há meses... aí descobri que há um lugar famoso em Vegas para saltar de parachute e uni o útil ao agradável. Simples! :D
O irmão do meu host dad é super viajado e já fez de tudo nessa vida, aí aproveitei para consultá-lo sobre os melhores lugares dos EUA pra se fazer skydiving e ele disse que (com certeza) Vegas seria inesquecível, ainda mais porque é um lugar no meio do deserto, dos canyons e de uma belezinha chamada Lake Mead! Paisagem única!



Pesquisei no Google e achei 2 lugares em Vegas para saltar, mas o mais famoso e que me inspirou mais confiança foi o Skydive Las Vegas.
Fizemos a nossa reserva no mesmo em dia em que compramos a viagem pra Vegas, ou seja, eu já estava decidida que iria fazer isso antes de embarcar. E o mais legal é que minha amiga Raquel estava na mesmíssima empolgação e topou saltar comigo! Nada melhor do que uma parceira que topa até essas loucuras. High-five pra ela!

Não contei pra NINGUÉM no Brasil que iria fazer isso, só disse para meus pais e minha irmã que eu teria uma surpresa quando voltasse de viagem. Minha mãe já surtou achando que eu faria uma tatuagem sem noção ou colocaria uns piercings nada ver. Pra vocês verem como a guria chutou longe... depois ela veio me falar o seguinte “depois que vi sua foto voando e quase morri do coração, acho que até preferia que você tivesse feito uma tatuagem, viu!”. HAHAHAHA... mães... vai entender!
Já meus host parents estavam sabendo de tudo e me deram um SUPER apoio! Eles já haviam saltado e disseram que foi uma das melhores experiências da vida deles. Hoje eu entendo porquê!

Enfim... A história é um pouco longa, mas vou resumir:
Reservamos nosso salto para uma terça-feira às 8h da manhã, então teríamos que acordar umas 6h para que a van nos buscasse às 7h30 em frente ao McDonalds do Mandalay Bay, que ficava bem distante do nosso hotel.
O problema maior é que nesse dia eu não dormi AT ALL! Foi o dia em que fui na XS, a nightclub do hotel Encore. Fiquei com uns amigos passeando pela The Strip até o sol nascer, aí resolvi ir pro meu hotel, tomar banho e me trocar pra fazer o skydiving. Eu estava um CA-CO. Sério.

Um dos meus amigos que também ficou pra ver o sol nascer depois da balada, foi comigo e com a Raquel pro lugar do skydiving só pra nos acompanhar... coitado, tava no mesmo estado que eu, senão pior. Enquanto esperávamos a nossa vez, dormimos em cima da mesa e no chão como se não houvesse amanhã. Poxa, foram mais de 4 horas de espera para que chegasse a nossa vez. Tudo isso num calor bizarro de 45 graus. Estamos perdoados, né?

Eu com cara de sono de ficar sem dormir e Raquel empolgada esperando para saltar... #FAIL

Quando chamaram Beatriz Morgado e Raquel Reigada, colocamos a roupa apropriada, recebemos as instruções necessárias de posição enquanto estivéssemos voando e de aterrissagem, entramos no avião. Ficamos com frio na barriga, vimos como o mundo é nanico lá de cima, sentimos um ventão na cara e... tivemos que aterrissar porque estava ventando demais e não era uma condição climática muito boa para um primeiro salto. NICE!!!
Eu, naquele estado, tive que ficar sei lá quantas horas esperando naquele lugar e morrendo de calor pra quê? Pra não saltar? Tínhamos duas opções: ou remarcaríamos o salto para quinta-feira, que seria nosso último dia em Vegas, ou receberíamos o dinheiro de volta (e meu amigo pagou 50 dólares só pra ir no avião com a gente... pra nada, haha, sempre tem gente em pior situação, reflitam).
Depois de pensarmos um pouquinho, resolvemos arriscar e remarcar nosso salto!

Gatas de uniforme!

Quando chegou quinta-feira, o processo foi o mesmo, mas dessa vez eu dormi direito e não fiquei desmaiada no lugar, até mesmo porque fomos umas das primeiras a serem chamadas para saltar, da outra vez ficamos HORAS esperando o tempo melhorar e outras pessoas que estavam na frente da fila saltarem primeiro.
No avião, vão cerca de 13 pessoas, se não me engano: 6 instrutores com seus 6 “saltadores” e o piloto, é claro. O aviãozinho é bem furreca mesmo, faz o maior barulhão e chacoalha mais que andar de cavalo! E tenho que confessar: é essa parte que dá mais medo! A gente faz o percurso todo com a porta aberta, onde um dos instrutores vai segurando com o pé.

Aviãozinho mardito!

Já começamos a sentir o ventão lá de dentro, o frio na barriga aparece e você se dá conta que daqui a pouco estará nos ares, hahaha É uma mistura de sensações, não dá pra explicar.
Depois que seu instrutor te manda colocar os “goggles” (óculos) e te pergunta “Are you ready???” pode ter certeza que sua vez chegou e não tem mais como voltar atrás! Você senta bem na pontinha da porta do avião e isso dura menos de 5 segundos, pois logo seu instrutor já dá um impulso e você tá no ar!!!

Sintam a tensão da garota na hora H!

São poucos segundos de queda-livre, infelizmente, pois é a parte mais legal! Não dá pra acreditar que você está realmente no ar e beeeeem longe do chão. Depois que o para-quedas abre, é só você, o mundo e o vento (e seu instrutor falando alguma coisa esporadicamente, hahaha). Aí só relaxar e curte o silêncio, o ouvido entupindo e a paisagem. Sério... um dos melhores momentos da minha vida! Faria tudo de novo centenas de vezes e super recomendo.

Acho que todo mundo deveria ter uma experiência desse tipo pelo menos uma vez na vida e de preferência em um lugar com uma paisagem equivalente à que eu vi saltando em Vegas!

Pra completar o post, uma sequência longa de fotos do meu salto pra vocês sentirem a adrenalina! Meu salto também foi filmado, mas me achei meio boboca no vídeo e fiquei com vergonha de postar no blog, sorry!!! :P

Bye, bye, airplane! Tô voando!

Oi, mãe!

Aterrissagem...

Empolgada depois do salto com o Len, meu instrutor!

Espero que tenham gostado desse post um pouco diferente! É o último da minha saga sobre as férias em Las Vegas!
E queridas mães, não me odeiem por fazer apologia ao skydive! Eu juro que é legal e que é mais seguro que andar de carro!

Beijos!

Beatriz Morgado

Beatriz Morgado

Sempre em busca de uma experiência inesquecível, Beatriz, estudante de publicidade e propaganda, resolveu embarcar para os Estados Unidos para ser Au Pair! Acompanhe como ela encara uma rotina cuidando das crianças no estado da Pensilvânia e ainda arruma tempo para estudar francês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: