a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

vegas1.jpg

Férias nos EUA! Parte 3 – Primeiros dias em Vegas, baby!

The Strip durante o dia. Um lugar bonito, familiar, agradável... ;)

Las Vegas possui dezenas de apelidos. Entre os mais conhecidos estão "a capital mundial do entretenimento", "cidade do pecado (sin city)", "capital das segundas chances (não sei porquê, hahaha)",  "capital mundial do casamento" (isso por causa da facilidade de se casar lá, pois existe um número absurdo de capelas e a burocracia é muito menor), "cidade que não dorme" e "cidade sem lei". Ah, e o pessoal local costuma chamá-la de "lost wages", que significa salário perdido! E sem dúvida ela é tudo isso e mais um pouco, só depende do que você procura.

Diz-se por aí que todo mundo que volta de Vegas tem um segredo guardado, pois “what happens in Vegas stays in Vegas”! Esse é o lema mais famoso da cidade das luzes!

Os principais hotéis, cassinos, festas, restaurantes e pontos turísticos de Las Vegas estão na Las Vegas Boulevard, mais conhecida como “The Strip”. É lá que praticamente tudo acontece!



Vou contar meio fora de ordem o roteiro da minha viagem inesquecível :)

Chegamos numa sexta-feira às 7h30 da noite, fizemos check-in no hotel, nos arrumamos e saímos a pé para dar uma volta. O hotel “famoso” mais perto do nosso era o Hard Rock Hotel & Casino, que não fica na The Strip, mas perto dela.

Paramos no Hard Rock para conhecer e passamos um bom tempo olhando as vitrines rock and roll com fantasias e guitarras de roqueiros famosos. Muito mais legal que nos tradicionais Hard Rock Cafes por aí. Amei!!

Na entrada principal do Hard Rock, há centenas de maquininhas caça-níqueis e um bar grandão bem no centro. Estávamos meio deslocadas e sem planos para a noite, mas depois de eu perder 2 dólares nas “penny machines” (máquinas que aceitam apostas de um centavo), já começamos a fazer amizade.

Olhem eu aí no Hard Rock torrando meus pennys!!!

Conhecemos um grupo de ingleses muito legais que já estavam em Vegas há alguns dias e já conheciam bastante coisa por lá. Quando o bar do Hard Rock começou a ficar entediante, pegamos uma limosine (que chique, meu primeiro “rolê de limo”!), pois a fila do táxi estava ABSURDA e fomos todos para o hotel New York-New York, onde fica o Nine Fine Irishmen, um dos melhores irish pubs do mundo!!! E eu nem gosto, né... magina! ;)

O pub foi o ápice da nossa primeira noite! Havia uma banda SENSACIONAL tocando música irlandesa super animada! Cervejas do mundo inteiro e pessoas felizes e empolgadas curtindo uma sexta-feira em Las Vegas. Nada mal!

Todo mundo queria aprender a sambar com a brasileirada (lê-se: comigo e com a Raquel), mas descobri que sambar com música irlandesa é uma tarefa quase impossível, ainda mais se essa é uma tarefa dada a europeus sem NENHUM “gingado”!

Foi divertidíssimo!

O pub!

No dia seguinte, fomos conhecer o hotel Circus Circus, que é famoso pelo parque de diversões que tem lá dentro. Sinceramente, não gostei muito do hotel! O parque é divertido e beeeeem bonito, mas fora isso, o Circus Circus parece um labirinto. Demoramos um tempão para conseguir sair do hotel, que também hospeda centenas de famílias com centenas de filhos e tudo o que uma Au Pair não está a fim de ver durante suas férias!!! :P Brincadeiras à parte, o hotel é bem feio por dentro e meio fedido também. Não recomendo que fiquem lá! E além de tudo isso, é longe... fica na The Strip, mas beeeem no finalzinho... não vale à pena! Até o nosso querido Terrible’s é melhorzinho, viu!

Enfim, pelo menos as lojinhas de souveniers são bem legaizinhas e a montanha-russa vale à pena pelos seus dois loopings! E é só isso!

Raquel e eu no Circus Circus

Depois da visita ao Circus Circus, compramos ingressos para o famoso museu de cera Madame Tusseauds que fica no MARAVILHOSO hotel The Venetian (falarei mais sobre ele depois). Há dezenas de museus Madame Tusseauds pelo mundo e certamente o de Vegas não é o mais legal deles (o de Londres, se não me engano, é o maior e mais interessante), mas realmente o ponto alto de Vegas é a noite e qualquer programa diferente para gente durante o dia estava valendo.

Compramos ingressos por 14 dólares e andamos mais de 6 horas do Circus Circus até lá, parando por diversos pontos da The Strip e entrando em alguns dos principais hotéis para conhecermos melhor e para nos refrescarmos no ar condicionado dos hotéis, pois durante toda a nossa estadia em Vegas não pegamos NENHUM dia com temperatura inferior a 42 graus durante o dia.

A graça do museu de cera é tirar fotos engraçadas! Fora isso, não há nada demais para ver e apreciar, mas eu AMEI, hahaha. Não sei explicar porque, mas só posso me dizer que me diverti muito!

Algumas esculturas são incrível e assustadoramente parecidas com os artistas de verdade, mas outras são tão artificias que você demora horas para reconhecer o personagem.

Valeu muito o passeio!

Barack Obama no Madame Tusseauds!

Meu ex, Brad Pitt, e sua atual namorada, Angelina. Uma chata.

Aproveitamos o passeio longo na The Strip para fazermos algumas comprinhas! Em lojas como Hollister, Abercrombie e American Eagle, você com certeza encontrará um brasileiro na fila. Eu não entendo nada de marca de roupa, confesso, mas já me falaram que essas são umas marcas bem legais e a brasileirada adora vir pra cá torrar uma grana! :P Eu, com o maior espírito de Au POOR do mundo, não troco minha Forever 21 baratinha por nenhuma loja cheirosa, viu!

E tá aí outro motivo para eu ter me apaixonado por Las Vegas: ela tem uma das maiores lojas da Forever 21 dos EUA! É GI-GAN-TE, mas bem longe de ser uma das maiores do mundo (não entendo como isso é possível, mas enfim...). Fui à loucura.

Existe dezenas de pontos quentíssimos para quem quer fazer compras em Vegas, mas como esse não foi meu objetivo nessa viagem (e provavelmente não será em nenhuma outra), vai faltar esse tipo de informação aqui, sorry! Se você é como eu e adora uma liquidação, vai na Forever 21 que você brilha, linda!

Estou dividindo beeeem os posts para contar dessa viagem, assim não cansa e os textos não ficam pesados com excesso de fotos, ok? Então, aguardem aí que logo, logo tem mais!

Beijo!!!

Beatriz Morgado

Beatriz Morgado

Sempre em busca de uma experiência inesquecível, Beatriz, estudante de publicidade e propaganda, resolveu embarcar para os Estados Unidos para ser Au Pair! Acompanhe como ela encara uma rotina cuidando das crianças no estado da Pensilvânia e ainda arruma tempo para estudar francês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: