a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

Elf on the Shelf – Tradição americana no Natal!

Fonte da foto: Amazon

Para entrar um pouquinho no clima natalino, resolvi dar uma pausa nos posts com dicas sobre o programa Au Pair para compartilhar com vocês uma tradição natalina muito legal que começou aqui nos Estados Unidos há poucos anos entre as famílias com crianças e conquistou o país inteiro, o Elf on the Shelf.

Essa tradição começou em 2005 com um livro publicado pelas autoras (que também são mãe e filha) Carol Aebersold e Chanda Bell. O livro vem numa caixa junto com um Elfo de pelúcia e mais alguns enfeites.


O livro é bem colorido e cheio de rimas, mas o mais legal mesmo é o que vem depois: é um conto natalino que explica como o Papai Noel sabe se as crianças estão se comportando direitinho ou não. Mas o que isso tem a ver com o Elfo e qual é a graça?

A coisa mais legal e mais fofa é que as crianças realmente acreditam que o Elfo é de verdade, mesmo sendo uma coisinha "mixuruca" de pelúcia, até mal feitinha, se você for analisar bem. Eles acreditam que o Elfo tem mágica e que foi enviado pelo Papai Noel diretamente do pólo norte para observar se as crianças tem se comportado ou não! Para que vocês entendam melhor, vou traduzir aqui algumas partes do livro (não terá rimas, obviamente, pois o texto original é em inglês!). Leiam como se fosse narrado pelo próprio elfo, ok? :P

"Você alguma vez já se perguntou como o Papai Noel sabe se você está se comportando bem ou mal a cada ano que você cresce?

Durante milhares de anos isso tem sido um segredo, mas agora pode ser compartilho se você prometer guardá-lo. Durante a época de festas (mais exatamente no dia de Ação de Graças), o Papai Noel me manda para você. Eu lhe observo e conto pra ele tudo o que você faz. Eu sou seu ajudante!

Assim que eu chego na sua casa, você rapidamente deve me dar um nome, só assim minha missão pode finalmente começar. Todas as noites, enquanto você dorme, eu v0o de volta para o Pólo Norte. É a mágica de Natal que me faz chegar lá tão rápido. Então, conto para o Papai Noel se você tem sido bom ou mau. As novidades do dia podem deixá-lo feliz ou triste. Uma briga ou até mesmo um empurrão serão reportados ao "Chefe". Mas também, até mesmo os mais simples atos de gentileza também jamais serão esquecidos por mim.

Eu volto pra sua casa antes de você acordar, mas você precisa me achar em um lugar que escolhi para me esconder! Posso estar na cozinha, no banheiro ou no quarto. Posso me esconder numa planta, numa prateleira ou numa moldura. Esse é o jogo!

Existe apenas uma regra que você deve seguir para que eu possa voltar e encontrá-lo novamente pela manhã: por favor, não me toque. Minha mágica pode ir embora e Papai Noel jamais saberá de tudo que eu vi e que sei sobre você.  Assim, não poderei contar a ele todos os seus pedidos e nem mesmo que você tem ajudado a fazer cookies ou limpado a escada. 

Eu sempre escutarei você. Pode me contar seus desejos! 

Na véspera de Natal, meu trabalho aqui chega ao fim e ficarei o resto do ano com o Papai Noel. Mas mal posso esperar para vê-lo ano que  vem!"

Por que essa história ficou tão famosa?

Porque é uma desculpa MARAVILHOSA para os pais (e Au Pairs, babás, avós etc) fazerem as crianças se comportarem. Qualquer coisa que elas fazem de malcriação, nós dizemos "O Elfo está vigiando tudo e vai contar pro Papai Noel..." O resultado é IMEDIATO e as crianças ficam uns anjos.

Ok, não é só pra isso. Tem a parte divertida.

É claro que o Elfo não tem mágica alguma e não se esconde sozinho nos lugares (desculpe se alguém tava acreditando nisso). Aqui em casa, minha host mom todas as coisas esconde o Elfo em algum lugar diferente para que as crianças possam procurá-lo pela manhã. É a primeira coisa que minhas kids fazem quando acordam!

Onde stá o elfo?Cadê o elfo? ;)

Uma vez, minha host mom esqueceu completamente do Elfo e foi o maior desespero! Ela me mandou distrair as crianças em outra sala enquanto ela achava um lugar legalzinho pra botar o bicho. Todo mundo acaba fazendo parte da brincadeira, não tem jeito.

Encontrando o ElfoAchoooou!

Contando assim, parece uma coisa bem bobinha, mas se vocês tivessem noção do quanto isso é grande aqui nos Estados Unidos... nossa, "it is all about the Elf!!!"

Nunca vi nada parecido no Brasil e acho que não vai demorar muito pra moda pegar por aí. Pode não ser a mesma historinha, até mesmo porque nem temos Ação de Graças, mas algo parecido com certeza vai aparecer. Eu acho a ideia ótima e ADORO acompanhar a inocência das minhas kids participando dessa tradição.

Quando eles estão tristes, eles sentam e conversam com o Elfo... pedem desculpas pro Elfo por terem brigado com o irmão ou com a irmã. Quando não comeram muito no jantar, vão conversar com o Elfo assim: "Oi, Elfo. Eu sei que não comi muito hoje na janta e que minha mãe ficou brava, mas é que eu realmente odeio couve-flor!!! Eu tento gostar para que minha mãe fique feliz e porque é saudável, mas é muito ruim. Prometo compensar com cenouras e brócolis, pois acho mais gostoso".

O dia que vi minha kid fazendo isso, quase morri de overdose de fofura. O negócio realmente funciona. Essa é a parte mais legal de ser criança, né??? :)

Esse é um post simples com uma curiosidade que estava doida pra compartilhar com vocês. Espero que tenham gostado!

Ah, e antes que eu me esqueça: minha host me mandou um link muito engraçado esses dias que tem tudo a ver com os Elfos. A tradição é tão famosa que já surgiram diversos blogs e sites com piadas e muito humor sobre o assunto. Dêem uma olhada nesse post (em inglês). Acho que minha mãe vai morrer de rir!

Beijos e boas festas pra todo mundo!

Beatriz Morgado

Beatriz Morgado

Sempre em busca de uma experiência inesquecível, Beatriz, estudante de publicidade e propaganda, resolveu embarcar para os Estados Unidos para ser Au Pair! Acompanhe como ela encara uma rotina cuidando das crianças no estado da Pensilvânia e ainda arruma tempo para estudar francês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: