a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

Dicas para aproveitar 100% do seu intercâmbio

Existem muitos "tricks" que só aprendemos quando estamos realmente no processo do intercâmbio. Mas como eu já estou vivendo esse sonho, posso adiantar algumas dicas para quem pretende fazer intercâmbio, ou mesmo, já está experienciando essa nova etapa da vida.


Alguns parecem básicos, mas na verdade são as primeiras coisas que acabamos errando.

Intercâmbio é uma fase de mudança e descoberta do novo

Mudanças sempre assustam e dão aquele frio na barriga. Aquela sensação de "o que eu estou fazendo" e pensamentos negativos quanto ao que irá acontecer. Mas esse bicho que parece ter sete cabeças, na verdade tem apenas uma: a nossa. Então relaxe e aproveite essa fase da melhor maneira que puder. A experiência é incrível, enriquecedora e não há nada a temer, apenas algumas dicas a seguir para ter o aproveitamento máximo dessa oportunidade de viver uma nova cultura.

Fogos de artifício em Nova York

Não tenha medo de perguntar

Essa é a primeira regra que tentamos ao máximo evitar. Tentamos nos virar, encontrar a resposta sozinhos. Perdemos um tempão revirando a questão, mas fazendo de tudo para não pedir ajuda de alguém. Desprenda-se, deixe a vergonha em casa e pergunte. Mesmo que não tenha o que perguntar, seja curioso. Atreva-se.

Eu tenho uma forte teoria sobre a "independência" dos americanos e o nosso jeitinho de esperar algo mágico acontecer que no final dará certo. De um lado, é parte da cultura norte-americana o filho se graduar no Ensino Médio e logo se mudar de casa e começar a viver afastado em sua faculdade. Esta realidade e o fato de eles saberem disto desde cedo faz com que os americanos acabem tendo mais coragem para a vida e para criar independência desde pequenos. Incita-os a questionar e agir. Eles percebem as oportunidades para o "agora" e não para o "futuro". Tenho diversos amigos americanos e percebo como eles são independentes desde sempre, maduros, ativos e corajosos. Uma coragem de viver e enfrentar todos os obstáculos do dia-a-dia sem empurrar com a barriga.

Bruna Calheiros em Nova York
E esse empurrar com a barriga que é já parte da nossa cultura. Da nossa pátria que doutrina que tudo dará certo para as pessoas do bem. Assim, esperamos que tudo dê certo ao invés de tomarmos coragem, questionarmos o mundo e corrermos atrás do que queremos que dê certo. Isso porque nossa independência só age muito depois, quando já somos adultos. E começamos a dar nossos próprios passos já bem depois.

Essa é minha teoria. Certa ou não, é algo que tenho notado em comparação com as duas culturas. E para viver em uma cultura diferente, é necessário se adaptar. E já que se adaptar é amadurecer e criar independência, melhor ainda. Então, seja corajoso e cara-de-pau! Pergunte! Além de interagir com diferentes pessoas, ter seus problemas resolvidos e curiosidades solucionadas, de quebra ainda treina seu inglês!

Faça amizade com os estrangeiros

Um erro que eu percebo bastante que estudantes cometem aqui é procurar seus compatriotas quando estão fazendo intercâmbio. É básico, você está fora do seu país, vê alguém falando em português, já quer puxar conversa e ser amigo dessa pessoa. Não estou falando para não o fazer, é saudável e funciona como um porto-seguro para ambos. Mas o que acontece na realidade é que você se acomoda e acaba deixando de viver a cultura do país onde foi viver.

Os brasileiros estão por todas as partes e qualquer curso que você faça terá brasileiros em sua classe. Mas no início, tente se "isolar" um pouco do Brasil. Fazer amizades com estrangeiros é enriquecedor, você treina outra língua, aprende sobre uma nova cultura e adquire amigos em diversas partes do mundo. Muitos brasileiros vêm para cá e acabam saindo e interagindo apenas com brasileiros, o que acaba prejudicando o aprendizado. Então, tente equilibrar essa balança.

Bruna Calheiros e seus amigos em Nova York
Se estiver em uma escola de inglês, é mais complicado conhecer americanos, pois obviamente esses não frequentam escolas de inglês. Então aproveite para conhecer estrangeiros dos mais diferentes locais do mundo. E os americanos? Você conhece em bares, eventos, metrô, filas, cafés. Americanos adoram conversar com estranhos e amam saber mais sobre o Brasil. Aproveite isso e com a primeira dica, tenha coragem, aborde alguém com perguntas simples e comece uma nova amizade.

Aqui existe algo que os americanos chamam de "mingle" e que se resume em iniciar pequenas conversas com estranhos. Eles vão de roda em roda, conversando e conhecendo pessoas novas. São conversas curtas e que no final trocam telefones e facebook. É comum e você pode fazer o mesmo, não se contenha. Diferente do Brasil, onde quando vamos em um bar nos fechamos no grupo de amigos que estamos, aqui os bares quase não tem mesas exatamente para essa interação acontecer. Let's mingle!

Essas são as primeiras dicas. Parecem fáceis, mas colocar em prática mexe com nossa "comodidade". E intercâmbio é a melhor época para aceitar mudanças e mudar também. Aproveite seu intercâmbio ao máximo!

Bruna Calheiros

Bruna Calheiros

Paulista e blogueira, Baunilha é publicitária e apaixonada por games, seriados, HQ, cinema, design e arte. Com projetos promissores e vontade de aproveitar tudo o que o mundo tem para oferecer, ela está estudando em NY e você pode conferir os textos repletos de dicas e detalhes sobre a cultura norte-americana que a @baunilha prepara especialmente para vocês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: