a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

Desvendando o metrô de Nova York!

Não importa se a sua viagem terá uma semana, um mês ou um ano de duração: entender o metrô de Nova York é fundamental! Sim, você até pode usar ônibus (é sempre mais lerdo) e táxi (é sempre mais caro), mas NADA se compara a praticidade de chegar rápido e sem gastar muito em (quase) todos os lugares, né!?

Mapa do Metrô de Nova York

Então, minha primeira e mais valiosa dica é: consiga um mapa! Ele é distribuído gratuitamente em algumas estações, mas também rola descolar o seu na recepção do hotel, baixar através do site oficial ou você também pode conseguir seu mapa do metrô de Nova York grátis com o Tripbox, aplicativo de viagem do STB. Feito isso, é hora de garantir sua entrada.

É possível comprar o MetroCard em qualquer uma das infinitas máquinas localizadas na entrada de cada estação (elas são touch-screen) por U$1. Aí, vai de você decidir carregá-lo no formato pré-pago (com um valor entre US$ 5 e US$ 100) e pagar U$2,75 por viagem, ou no formato preço fixo, em que paga pelo período de uso, independente de quantas vezes utilizar o serviço (cerca de U$40 uma semana/ U$150 um mês).

Passeando de metrô em Nova York

Ok, agora é hora de programar seu passeio em Nova York. Há dois sentidos principais que você verá sinalizados em todos os lugares: Uptown (norte da ilha, Queens e Bronx) e Downtown (sul da ilha e Brooklyn). Na prática é bem simples: Uptown sobe no mapa, Downtown desce no mapa. Aliás, para não pegar o trem errado, é no mapa também que você precisa prestar mais atenção. Numa mesma plataforma passam diversos trens.

Vamos supor que você esteja na linha vermelha, sentido Uptown. Quando o trem chegar, repare qual é o número escrito em vermelho próximo das janelas. Esse número (ou letra) precisa estar marcado no mapa ao lado da estação para onde você deseja ir. Na linha vermelha, por exemplo, o trem  com o número 1 para em todas as estações, já os trens com números 2 e 3 são expressos e param em apenas algumas delas, por isso é bom ficar ligado! Outro ponto fundamental são as cores das linhas. Elas funcionam super bem, basta achar nas sinalizações e segui-las.

Opa, tudo certo, desceu do vagão. E AGORA? Algumas estações (principalmente as maiores) têm várias opções de saídas. Para evitar ter que andar muito até o destino final, guarde bem o endereço para onde você está indo e repare nas indicações das placas com o número da rua. Uffa, agora sim, tudo certo!

Além disso tudo preciso contar que, apesar do metrô ser meio acabadinho por aqui, me sinto bem segura. Isso sem falar na delícia que é ver os artistas locais! Sim, músicos de toda a cidade se apresentam em várias das estações. Não se surpreenda se durante o seu passeio, cruzar com alguém tocando violão e cantando como estivesse no palco do mais importante festival do mundo! hahaha

Beijos, beijos

Se quiser saber mais, confira as dicas do STB para fazer o seu intercâmbio em Nova York!

Karol Pinheiro

Karol Pinheiro

Karol Pinheiro é jornalista, trabalhou na revista CAPRICHO por 8 anos, ama a Disney e acredita no poder do destino. Gosta de escrever sobre tudo o tempo todo e acha que, um dia, vai poder conhecer todos os lugares do mundo através do teletransporte. Por enquanto, vai de avião mesmo para a Big Apple viver todas as dores e amores do intercâmbio por seis longos e maravilhosos meses.

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: