a-melhor-experiencia-de-viagem-970x300_semtxt.jpg

Planejar uma viagem é simples, o extraordinário é construir experiências!

gas1.jpg

Como sobreviver com o salário de “Au Poor” no país do consumismo

Achei muito engraçado quando ouvi o trocadilho "Au Poor" pela primeira vez, que refere-se às Au Pairs pobretonas!

Os Estados Unidos são o país do consumismo e tenho que afirmar que é realmente difícil colocar os pés na rua aqui sem voltar com um sacola na mão com uma roupa nova, um sapato, um eletrônico ou até mesmo um café acompanhado de um muffin! E quem me conhece bem está de prova: nunca gostei de passar o dia em shopping centers, não tenho a menor paciência para experimentar roupa e tenho até dó de gastar dinheiro com essas coisas, mas aqui é tudo tão diferente e tão barato que estou até mudando meus hábitos (o que não é necessariamente uma coisa boa, pois meu dinheiro está indo embora!).

O salário semanal de uma Au Pair é de 195 dólares e 75 cents, mas a maioria das famílias arredonda para 200. Por mês, recebemos o total de 800 dólares, o que dá mais ou menos 1.300 reais! Gente, não é o melhor salário do mundo para seguir carreira, eu sei, mas também não é tão pouco assim! Você não tem contas para pagar e nem mesmo os estudos é obrigado a bancar, pois toda host family deve oferecer uma bolsa de 500 dólares/ano, pelo menos, para a Au Pair. Estudar nos Estados Unidos não é barato, mas encontra-se diversos cursos de idiomas de graça por aqui, que são oferecidos pelas comunidades religiosas e até nas bibliotecas municipais. Você pode usar essa bolsa oferecida pela família para estudar coisas diferentes como artes (fotografia, pintura e até música) ou talvez alguma coisa relacionada à sua área de estudos no Brasil, como eu pretendo fazer uns cursos de marketing e mídias sociais por aqui!

Você provavelmente vai ser responsável por pagar a gasolina do seu carro, o que não é barato aqui (quase o mesmo preço do Brasil), em média 4 dólares por galão (1 galão = 3,7 litros). Conte com esse gasto todo mês, pois pra TUDO nesse país (ou pelo menos na Pensilvânia) você precisará do carro, não tem como fugir. Mas como você provavelmente só sairá aos finais de semana, não terá que se preocupar tanto com tanque vazio...

Compras: pois é, meus queridos e minhas queridas, principalmente... é realmente bem difícil voltar de mãos abanando pra casa depois de um passeio sem compromisso por aí, mas se você for esperto(a), saberá investir muito bem o seu tão suado dinheirinho!

A dica número 1 é: não se deslumbre demais e não queira comprar tudo no seu primeiro mês! Você visitará diversas lojas que vendem coisas que você sempre quis ter por preço de banana, mas não saia comprando vários pares de botas de cano alto se sabe que o verão está aí... é claro que por ser verão as coisas de inverno estão ainda mais baratas na liquidação, mas tenho que dizer que você encontrará botas tão bonitas quanto quando a estação "correta" chegar.

Eu vim para os EUA com a mala super vazia e estou refazendo meu guarda-roupas aos poucos. Como sei que o verão está chegando, comprei várias roupas de calor (vestidinhos, rasteirinha, shorts e blusinhas) e alguns itens básicos de vestuário, como calça jeans, um casaco mais leve e baby looks lisas! Paguei super barato em tudo que eu comprei, mas tive que fuçar. Entrei em todas as lojas da Forever 21 que passei por aqui (são roupas realmente baratas, de todos os tipos e estações, inclusive, e diferentes), fucei nos bagunçados cabides da Marshalls, comprei acessórios na Charlotte Rousse e dei preferência aos outlets. Falando em outlets, a Baunilha escreveu um post excelente sobre boas compras em New York aqui mesmo no blog do STB Friends que tem tudo a ver com o que acabei de comentar! Se você é "au poor" e mora perto de New York (como eu), vale a pena estudar cada linha do post dela! :)

Os eletrônicos realmente são super baratos aqui. Quando ainda estava no Brasil, costumava dizer para o meu pai: "Meu Deus! Vou comprar um vídeo-game por semana ou um iPad por mês só de sacanagem!", hahaha! Não é bem assim, né. Realmente com 800 dólares por mês dá pra eu fazer tudo isso, mas e meus vestidinhos? Como ficam? :P

Em relação ao meu dinheiro, decidi que enquanto for Au Pair nos EUA, darei prioridade às viagens que quero fazer. Estou comprando as roupas e itens eletrônicos "básicos" que preciso aqui (como secador de cabelo, câmera digital (!) e GPS), mas nada extravagante como iPad, iPods, vídeo-games e celular... ainda!!! Quando eu sentir que já conheci uma quantidade de lugares razoável, talvez gaste vários salários com essas coisas que gosto tanto! Aí vai de você, né? Eu quero ir pra São Francisco, Los Angeles, Las Vegas, Miami, Florida, Canadá, Whashington e quem sabe até Chicago e Dallas... é muita opção para pouco tempo, mas nem tanto pelo dinheiro. Que engraçado isso, né?

Ah, outra coisa que dei uma prioridade não tão grande como as viagens, mas ainda é uma prioridade, são os shows! Como já comentei em posts anteriores, sou apaixonada por rock and roll e passei a vida inteira frustada com a raridade de bons shows de rock no Brasil. Aqui não terei tanto esse problema, assim espero, mas sei que não é barato! Não sei se vou conseguir conciliar todas as viagens que quero fazer e as compras quase inevitáveis com essa minha paixão pelo rock! Esta semana recebi um e-mail de um amigo sobre um cruzeiro pelo Caribe promovido pela banda Kiss! Cerca de 2 mil dólares... sacanagem, né? Nem que eu fosse "au rich" conseguiria gastar tanta grana, apesar de super valer a pena. Estou confusa! :P E já vi dezenas de shows que iria numa boa (cerca de 100 dólares cada, nada barato), mas quase sempre são de dia de semana, o que me impede muito, pois trabalho de segunda a sexta. Ai que difícil ficar passando vontade, mas não vou perder as esperanças... Enfim, não quero mudar o foco do post, mas me empolgo muito falando dessas coisas!!!

Vou parar por aqui afirmando que é possível MESMO viver bem nos EUA com o salário de Au Pair! Claro, não dá pra você passar a vida inteira ganhando esse salário pensando em sustentar uma família, mas enquanto estiver vivendo essa experiência, é um dinheiro suficiente para você realizar seus maiores planos :)

Não se esqueçam de trazer o Visa Travel Money pra cá, hein. Tem sido essencial pra mim e só tomei conhecimento de como ele é bom depois que cheguei aqui! Para quem se inscrever no programa Au Pair pelo STB, o cartão já está incluso! Você nem precisa se dar ao trabalho de ir numa casa de câmbio e todas aquelas coisas. É uma beleza! Funciona como um cartão de débito normal e é super prático, sem taxas. Eu tenho um cartão de crédito internacional, mas com o absurdo que está o IOF, nunca precisei usar! Faço todas as minhas compras online, inclusive, com o VTM. Coisa linda!!!

É isso, gente! Espero que tenham gostado do post! Até a próxima :)

Beatriz Morgado

Beatriz Morgado

Sempre em busca de uma experiência inesquecível, Beatriz, estudante de publicidade e propaganda, resolveu embarcar para os Estados Unidos para ser Au Pair! Acompanhe como ela encara uma rotina cuidando das crianças no estado da Pensilvânia e ainda arruma tempo para estudar francês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: