main_hotel-e1437060418871.jpg

Como alugar apartamento em Londres

Gente, tô de casa nova!!! E, mesmo com alguns probleminhas técnicos na minha nova casa, estou perdidamente apaixonada por esse lugar e queria poder morar aqui por muito mais tempo do que eu realmente posso. Bom, as coisas aqui em Londres evoluíram bem rápido. Em menos de um mês aqui eu conheci um holandês na primeira moradia de estudante que eu estava e a gente começou a ficar. Nos demos tão bem que agora estamos morando juntos. Pois é!!! Eu sei que foi tudo muito rápido, mas tudo aqui está sendo muito intenso. A decisão de morar juntos veio depois que nosso contrato na moradia de estudantes terminou. Ele estava prestes a se formar e começar outro curso, e eu estava no meu primeiro mês do curso de inglês mas só havia pago 1 mês de moradia de estudante e lá eles não tinham mais vagas para o mês seguinte. O ponto mais importante na nossa decisão final foi a grana. Morar juntos sairia bem mais barato pois dividiríamos todas as despesas da casa tipo comida, produtos de limpeza, contas etc. E se a gente não quisesse mais ficar juntos, combinamos que respeitaríamos o espaço um do outro. O Maikel (esse é o nome dele) é um cara muito legal e a gente conversa muito sobre tudo, então eu me senti muito segura para fazer essa "loucura" com ele, afinal... Eu nunca morei junto com alguém a não ser com as pessoas da minha família no Brasil. É preciso tomar cuidado com todas as pessoas novas que conhecemos em uma viagem assim, mas tem horas que a gente simplesmente sabe em quem pode confiar.

Achamos nosso "quarto dos sonhos" relativamente rápido. Mas quando se trata de alugar apartamento aqui em Londres, a palavra "rapidez" é essencial. Se você achar um apartamento bacana na internet e não ligar no mesmo dia para o landlord (que é a pessoa com quem você negocia), provavelmente no dia seguinte esse apartamento não estará mais disponível. Aqui é pa-pum: achou um lugar bacana, ligue e marque uma visita.

 

 

(Essa é a nossa casa! A portinha do meio é nossa e a janela do telhado é do nosso quarto)

● É caro? Sim. Não pago tão caro no meu apartamento agora, comparando com outros que andei vendo por aqui, então dedicar um bom tempo fazendo pesquisas é a sua melhor opção para conseguir algo barato (mas ainda dentro dos padrões caros de Londres.)

● Qual região escolher? Todos dizem que morar perto do centro é mais caro. Realmente, é um pouquinho mais caro, mas ainda acho que vale a pena. Quem MUITO procura, consegue achar algo bom. Aqui o metrô é pago por distância percorrida, e você com certeza vai viver nas zonas 1 e 2. Então é melhor que você ache algo dentro dessas zonas ou no máximo na zona 3. Mas se quiser economizar, pode optar pela zona 4 que fica a mais ou menos 1 hora da zona 1 (centro), mas esteja ciente de que o preço do transporte será bem salgado.

● Quanto mais tempo você ficar na cidade, melhor. A maioria dos apartamentos que encontramos nos sites, tinham tempo mínimo de estadia que variava entre 4 meses e 1 ano. O mais comum era 6 meses. Eu e o Maikel vamos ficar apenas 3 ou 4 meses, então acabamos fechando um contrato de 1 ano e vamos ter que pagar uma multinha quando sairmos mais cedo. Então certifique-se se a moradia tem um tempo mínimo de estadia e veja se isso é negociável.

● Filtre suas buscas a partir de seus interesses. É muito comum nos sites você achar várias opções diferentes para otimizar a sua busca. Quarto single, duplo, com banheiro e cozinha compartilhado, ou tudo privado. Região, preço, tempo mínimo de estadia, época do ano. É tudo muito variável. Por isso não adianta vocês me perguntarem o preço médio pois depende MUITO do que você está procurando e da infinidade de detalhes diferentes que cada apartamento tem. Mas na hora de fazer sua busca nos sites, tente dar o maior número de detalhes possível para que você não ache muitos lugares que não servem para você. Eu e o Maikel, mesmo tendo colocado que queríamos quarto duplo, achávamos vários quartos duplos que não aceitavam casais por exemplo. Então é bom ficar esperto com os detalhes.

● Seja rápido. Assim que achar um lugar bacana, ligue para o landlord e mostre que está interessado.

● Antes de fechar qualquer negócio, marque uma visita para conhecer o apartamento. Na internet ele pode parecer lindo e perfeito mas quando você vê com seus próprios olhos você pode achar vários defeitinhos como goteiras, móveis quebrados, barulhos estranhos, vazamentos... Fora que você pode conhecer as pessoas que moram no mesmo apartamento (se ele for compartilhado) e perguntar se eles gostam de morar lá ou quais são os problemas mais frequentes etc. E eu também já ouvi falar que rolam uns golpes aqui em Londres, apesar de não ser tão comum.

O nosso landlord nos encaminhou para uma agência, e isso nos deixou um pouco mais tranquilos apesar da burocracia ser maior.

● Estudante paga mais na hora de alugar um apartamento. Na verdade, esse dinheiro "a mais" é devolvido no final, mas é o que chamamos de depósito aqui. É tipo um cheque caução ou uma garantia de que você tem o dinheiro e não vai dar nenhum calote na agência. Apesar deu ter um emprego no Brasil (sou sócia da loja do meu pai e trouxe contrato para comprovar isso), fui considerada estudante pois precisaria ter um emprego aqui no Reino Unido para fazer isso tudo valer. E como o Maikel é da Holanda, também não pôde fazer nada, então tivemos que pagar 2 meses de aluguel como depósito. Se tivéssemos emprego aqui seria apenas um mês. Talvez isso mude de agência para agência, não acho que deva ser uma regra entre todas. Mas esteja ciente de que você vai ter que entender e concordar com todas essas burocracias para alugar um apartamento por uma agência mas por ter contrato e ser mais burocrático, acho que acaba sendo mais seguro.

● Que documentos precisamos ter em mãos? No meu caso, precisei apenas levar meu passaporte original. Sou estudante e não tenho emprego fixo nem conta bancária aqui, então não tinha mais nada que pudesse mostrar para eles apenas o passaporte e, claro, o dinheiro! hehehe

● Leia e entenda o contrato antes de assinar. Sim... Sei que isso é difícil para quem está aprendendo inglês como eu, porque até contrato em português eu acho difícil de entender às vezes. Imagina um em outra língua? hahaha. Mas isso foi uma coisa que meu pai sempre me ensinou e é muito importante. Eu pedi uma cópia do contrato pra agência antes do dia de assinar para poder ler em casa e, talvez, conseguir ajuda se eu não conseguisse entender algo. Depois de ler o contrato eu soube que se quisesse levar visitas para dormir no meu quarto eu teria que pagar 10 pounds por noite, ou que eles faziam uma vistoria de limpeza e se o apartamento não estivesse limpo eles cobrariam uma grana a mais pela limpeza, ou que se a conta de luz, água ou gás excedesse o limite X que eles pagam normalmente, eu teria que pagar a diferença junto com os outros moradores da casa. Enfim... Foi muito importante ler o contrato e entender tudo direitinho antes de assinar, agora fico mais segura de que no final não terei nenhuma surpresa ruim.

● Tire o dinheiro dias antes de pagar seu apartamento. Combinamos um dia para fazer o pagamento do apartamento e eu esqueci de tirar o dinheiro antes. Chegou no dia de pagar, eu só podia tirar 500 pounds do caixa eletrônico pois meu cartão tinha um limite diário. Ou seja: tive que voltar outro dia para pagar o que faltou e poder pegar a chave para poder me mudar.

● Prepare-se para a faxina! Eu pelo menos já vi que a agência pela qual eu aluguei o meu apartamento não é das melhores. Chegando no apartamento vi que várias luzes da casa estavam queimadas, a mesa de jantar estava quebrada e a cozinha estava uma nojeira. Levei um domingo inteiro para limpar a cozinha e deixá-la apresentável, ou pelo menos "cozinhável". Juro... As pessoas que moravam na minha casa eram muito porcas pois o estado daquilo tudo era inacreditável. Tirei as prateleiras da geladeira, lavei tudo... Tirei tudo dos armários e gavetas, limpei, joguei as comidas estragadas e velhas fora... Porque as pessoas saem da casa e deixam tudo lá dentro estragando e pegando mofo. Eu não conseguiria fazer comida naquela cozinha tão suja. E morar em um apartamento assim, demanda esse tipo de responsabilidade que você não teria se morasse em casa de família por exemplo.

● Consertando o que está quebrado na casa: a agência nos deu um "telefone de emergência" que era para ligarmos quando uma lâmpada queimasse ou algo quebrasse. Mas um casal que mora na mesma casa nos disse que eles já estavam cansados de ligar reclamando de tudo e ninguém aparecia para fazer os reparos. Já que eu e o Maikel acabamos de nos mudar pra lá e ainda somos rostinhos conhecidos da agência, resolvemos escrever tudo o que precisa ser consertado no apartamento e vamos levar pessoalmente na agência para exigir os reparos. Poxa... Pagamos caro por isso e qualquer coisinha que quebrarmos ou sujarmos (tipo o carpete por exemplo) eles nos cobram. Então queremos chegar em um lugar com NO MÍNIMO tudo funcionando. Não queremos gastar com lâmpadas novas nem consertos de mesa. (Apesar de que o Maikel é o "marido perfeito" e tem uma caixa de ferramentas enorme para poder consertar tudo que ele vê de errado pela frente, um amor!)

● Onde procurar por apartamentos em Londres?

O STB tem várias opções de moradias bacanas aqui em Londres. Inclusive, a primeira moradia de estudantes que eu fiquei, consegui graças ao STB. Conheci muita gente legal lá e AMEI a região. Então, se você está vindo pela primeira vez a Londres, aconselho a pagar, pelo menos o primeiro mês, uma moradia que o STB indicar. Eles resolvem tudo pra gente e isso dá mais segurança. Depois que a gente já estiver com "as manhas" de viver na cidade, podemos nos aventurar procurando lugares sozinhos na internet ou indo em agências. Dependendo do lugar que você escolher, pode sair mais barato e ser mais do jeito que você quer. Achei um mapinha bem útil com todas as acomodações que o STB oferece.

● Gumtree: http://www.gumtree.com/

● Spare Room: http://www.spareroom.co.uk/

● Easy Roommate: http://www.easyroommate.com/

E aqui vai uma foto do meu novo quarto no dia em que nos mudamos e deixamos tudo arrumadinho!

Ele fica no sótão da casa, então tem um formato diferente no teto. O mais lindo é que temos janelas na parte da frente que dão vista para o céu. Estou completamente apaixonada e queria poder morar aqui por um ano, como está no contrato. Pena que não tenho visto pra isso!

Acompanhe minha viagem em tempo real me seguindo no twitter: @rebiscoito

Rebiscoito

Rebiscoito

Paulista, Rebiscoito decidiu embarcar neste intercâmbio para Londres e conta aqui no blog todas as suas experiências e pensamentos diretamente da terra da Rainha. Aqui vocês descobrem como é morar e viver cercada do inglês britânico, em uma cidade onde tudo acontece. Ela divide perrengues, alegrias, descobertas e tudo de novo que encontra por lá.

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: