Irlanda recebe brasileiros para estudar e trabalhar.jpg

Brasileiro conta como é estudar e trabalhar na Irlanda

A localização, a qualidade de vida, a excelência da educação e a possibilidade de combinar estudo e trabalho são algumas das razões que fazem da Irlanda o destino preferido de muitos brasileiros. Somado a isso, há também as construções históricas (algumas que resistem desde o tempo dos vikings!), os castelos centenários, os pubs e o povo acolhedor. Não à toa, o país dos leprechauns é um dos mais procurados por estudantes de todo o mundo que desejam tentar a vida no exterior. 

Conheça as opções de estudo e trabalho na Irlanda

Segundo informações obtidas no último Censo, 22% dos imigrantes que chegaram à Irlanda entre 2015 e 2016 eram estudantes, sendo a maioria deles brasileiros (2.370 alunos) – seguidos por franceses (774 alunos) e americanos (662 alunos). Ainda segundo o levantamento, os brasileiros também estão entre as dez nacionalidades não irlandesas com maior número de pessoas residindo no país e ocupam a 8ª posição no ranking que mostra as nacionalidades de trabalhadores não nativos por lá.

O fotojornalista Tiago Silva, 31 anos, é um deles. Em Dublin há nove meses, o fotógrafo mora com dois amigos e divide a sua rotina entre a escola e o trabalho em uma cafeteria. Abaixo, ele conta detalhes do seu dia a dia. Confira!

“Eu escolhi Dublin como destino porque, teoricamente, era a opção mais barata em comparação com os Estados Unidos, a Inglaterra e o Canadá. Além disso, aqui você tem maior facilidade para viajar para outros países. Um mês atrás, por exemplo, eu estava em Barcelona assistindo ao show dos Rolling Stones!

O clima em Dublin é bem diferente do Brasil. O verão não é tão forte como estamos acostumados, porém o dia amanhece muito cedo (umas 4h30 da manhã já tem sol!) e vai até às 23h.  Já no inverno é tudo muito cinza: o dia amanhece tarde, por volta das 8h da manhã, e às 16h horas da tarde já não há mais luz do sol. Então, é preciso estar preparada para esse choque.

Eu estou morando aqui há nove meses e este tempo tem sido muito bacana. Estou aprendendo muitas coisas novas – não apenas relacionadas à cultura, mas aos lugares também. Estou tendo a experiência de vida de compartilhar a casa com diversas pessoas de diversos lugares. Quando cheguei aqui, peguei uma acomodação estudantil, mas logo me mudei para outra acomodação temporária. Hoje, divido a casa com mais duas pessoas. É um apartamento bem legal, localizado no centro da cidade.

ponto turístico em Dublin-1.jpg

Não tive dificuldades para encontrar trabalho na Irlanda. Quando perdi o meu emprego no Brasil e comecei a pensar em fazer um intercâmbio, decidi fazer um curso de barista – porque eu gosto muito de café e, mais para frente, pretendo até abrir minha própria cafeteria. Então, quando cheguei à Irlanda, foi mais fácil de conseguir um trabalho nessa área.

Assim que peguei o meu GNIB [registro parecido com o R.G.], já sai procurando emprego e mandei currículo para uma cafeteria. Foi a minha primeira entrevista em inglês e eu passei! Mas, como minha fluência não era boa, fiquei um mês trabalhando lá e acabaram me mandando embora.

Hoje eu sou barista em outra cafeteria e acabo fazendo a função de gerente também. Então, vira e mexe eu assumo outras funções.

Eu vim para cá com o inglês bem básico, praticamente zero, e hoje já estou com uma fluência boa. A escola em que eu estudo tem uma estrutura muito bacana. Os professores são muito bons também. Nem todos são irlandeses, tenho professores croatas e poloneses, por exemplo, mas eles não perdem em nada para os nativos. Aliás, outro motivo que me fez escolher a Irlanda é que se você consegue entender o sotaque irlandês, você vai entender o inglês de qualquer um.

Só o fato de você sair da sua zona de conforto e enfrentar outra realidade em um país totalmente desconhecido, onde você vai reconstruir a sua vida, já é um aprendizado. Então, para mim, está sendo bem legal estar aqui. Estou conhecendo outras culturas, outros países... Vale muito a pena fazer um intercâmbio na Irlanda!”.

Quer fazer como o Tiago e ter uma experiência de estudo e trabalho na Irlanda? Em Dublin, o STB conta com um escritório com uma equipe de especialistas brasileiros prontos a ajudar e dar todo o suporte necessário. O STB Irlanda conta com serviços como workshops para ajudar a se comportar em entrevistas, apoio para renovação de vistos e matrículas, acompanhamento das famílias locais que hospedam estudantes e até organização de viagens pela Europa durante o período de férias!

STB

STB

Fundado em 1971, o STB Student Travel Bureau é líder no segmento de educação internacional no Brasil, oferecendo as opções certas para cada fase da sua vida. Quem você quer ser? Conte-nos onde quer chegar e nós traçamos o caminho.

Deixe um comentário

BUSCAR RESULTADOS PARA: