Praga1-2.jpg

As maravilhas de ‘Praga’ | Contiki Tour pelo Leste Europeu

A segunda cidade do Contiki tour pelo Leste Europeu que eu fiz pelo STB foi Praga. Tivemos a oportunidade de passar três dias na cidade mais linda da Europa. Estar em Praga é como estar em um conto de fadas. Parece que saiu de um dos mais românticos livros, mas é tudo original e de verdade.

 

 

Ficamos no hotel Ibis - que contrasta com todo o resto quase medieval da cidade - bem no centrinho, super bem localizado e podíamos ir e vir a qualquer hora a pé. Como chegamos de tardezinha, só deu tempo de dar uma volta no shopping que ficava ao lado do hotel, para sacar dinheiro. A República Tcheca usa a coroa checa ao invés do Euro, mesmo fazendo parte da União Européia desde 2004.

Pronta para aproveitar Praga, voltei para o hotel, me encontrei com o resto do grupo e fomos a um jantar de autêntica culinária Tcheca. Essa ceia estava também incluída no tour (yay!) e foi no Plzeňská restaurace (Pilsen Restaurant), uma taverna histórica dentro do belíssimo edifício da Municipal House.

 

 

 

Dia de viagem é mais cansativo então, após o jantar, a nossa guia andou um pouquinho pela região do Old Town Square (Staroměstské náměstí) para reconhecermos a área e fomos para o bar Bombay Cocktail curtir o final do dia.

Como o dia seguinte seria de intenso sightseeing, não abusamos. Mas mesmo assim, deu para conhecer e conversar com algumas outras pessoas do grupo que eu ainda não tinha tido oportunidade.

 

 

No dia seguinte, acordamos cedo - como sempre! - e fomos nos encontrar com uma guia local em um citytour incluso no pacote da Contiki. Conhecemos diversos pontos turísticos da cidade, como o esplendoroso Castelo de Praga (Pražský hrad), a famosa Charles Bridge (Karlův most) e a Catedral St. Vitus.

 

 

Depois desse citytour matinal, havia o opcional oferecido pelo Contiki, que era de um almoço em um barco Parník Vltava. Como era uma experiência diferente, almoçar contemplando as belezas da cidade navegando pelo rio Vltava, eu - como todo mundo do grupo - resolvi fazer o passeio. Pratos típicos e bebidas acompanharam o cruzeiro super relaxante.

Durante o trajeto, a guia local contava sobre a história de Praga, apontava prédios de arquitetura interessantes e nos dava o gostinho de saber como era a vida dos habitantes da cidade. A vida, aliás, é baseada no turismo: a grande parte das pessoas trabalham em alguma atividade relacionada ao turismo, sendo essa a maior fonte econômica do país.

 

 

Durante a tarde, passei pela Feira Havelska (Havelské Tržíště) que é um mercado de rua perto da praça do relógio, com frutas, flores e souvenirs bem interessantes. Ótimo para comprar lembrancinhas da viagem. Também aproveitei a tarde livre para ir na Torre do Relógio Astronômico (Prague Orloj), um relógio mecânico do século XV e um dos pontos mais importantes da cidade.

A mudança das horas é antecedida por um “show”. Pessoas se empilham para ver o relógio girar e seus bonecos aparecerem. A demonstração é iniciada com a estátua esquelética da morte virando sua ampulheta, enquanto é iniciada a parada dos 12 apóstolos. Honestamente, pela quantidade de pessoas ali no local, eu esperava mais dessa atração.

Porém, é realmente impressionante se pensarmos que esse mecânismo e complexidade está ali desde muuuuuito tempo atrás (as estátuas foram adicionadas no século XVII).

 

 

Também dá para subir na torre do relógio, ver o mecanismo por dentro, ler sua história e aproveitar uma das mais belas vistas da cidade. Não é de graça, mas é baratinho e super vale a pena. Só não esqueça a câmera fotográfica!!!

 

 

Era hora de encontrar com o grupo para o Pub Crawl de Praga, que foi ainda melhor do que de Berlim. Fomos em diversos bares bacanas pela cidade, começando pelo Double Trouble, um bar-balada dentro de uma caverna subterrânea com cerveja barata e shots de boas-vindas.

Outro bar que se destacou foi o Batalion, todo tematizado em graphic novels e, o primeiro andar, funciona mesmo como um museu dos quadrinhos durante o dia.

 

 

Terminamos mais uma noite em uma danceteria GI-GAN-TES-CA, chamada Five Story Club (KARLOVY LÁZNĚ), a maior balada da Europa Central. O mais bacana dessa balada era um ambiente da Absolut feito com gelo. Para entrar era necessário colocar casacos gigantescos e luvas. As bebidas eram servidas em copos feitos de gelo.

Algo totalmente diferente de tudo que eu tinha visto, ou seja, meu objetivo de conhecer coisas novas de culturas diferentes estava sendo realizado. Esse é um dos motivos pelo qual adoro viajar!

 

 

Bruna Calheiros

Bruna Calheiros

Paulista e blogueira, Baunilha é publicitária e apaixonada por games, seriados, HQ, cinema, design e arte. Com projetos promissores e vontade de aproveitar tudo o que o mundo tem para oferecer, ela está estudando em NY e você pode conferir os textos repletos de dicas e detalhes sobre a cultura norte-americana que a @baunilha prepara especialmente para vocês!

Deixe uma resposta

BUSCAR RESULTADOS PARA: